Crítica - Balas & Bolinhos - O Último Capítulo (2012)

Realizado por Luís Ismael
Com Luís Ismael, J.D.Duarte, Jorge Neto, João Pires

Tal como “Balas & Bolinhos” e “Balas & Bolinhos - O Regresso”, “Balas & Bolinhos – O Último Capítulo” deixa muito a desejar a nível narrativo, mas isso não parece afetar os acérrimos admirador e defensores das façanhas de Tone, Culatra, Rato e Bino que, neste último filme (?), vêm-se envolvidos em mais uma das suas aventuras sem nenhuma substância e com um humor pouco refinado mas extremamente apelativo para as massas. É inegável que o estilo cómico e narrativo de “Balas & Bolinhos” só apela a um certo tipo de público, assim sendo, só alguém com baixas expectativas e com um sentido de humor consonante com o dos criadores da autointitulada “Primeira Trilogia do Cinema Português” é que se vai divertir a ver este “Balas & Bolinhos – O Último Capítulo”, uma comédia que infelizmente pouco dirá às pessoas que apreciam ou procuram um filme mais exigente e completo, que não precisa de recorrer às obscenidades e infantilidades para ter piada. Eu reconheço valor a “Balas & Bolinhos” por se ter tornado numa referência do cinema indie nacional, mas eu não consegui gostar de nenhum dos três filmes desta trilogia que, como já referi, tem um estilo muito peculiar e particular que não me diz absolutamente nada, no entanto, não duvido que muitas pessoas não pensam como eu e vão por isso adorar este “Balas e Bolinhos – O Último Capítulo”, um filme bastante fraco para mim, mas um clássico humorístico para muitos, muito embora não seja um sinónimo da qualidade e das potencialidades do cinema português.

 Classificação – 0,5 Estrelas em 5

80 comentários:

  1. grande critica..completamente sem noçao e sem sentido de humor..os filmes norte americanos sao os melhores nao é?
    enta devias ir escrever criticas para o daily news com certeza
    cmpts

    ResponderEliminar
  2. devia ter sido feita por alguém que se identificasse com a obra ao longo destes 10 anos. A maioria dos tugas que vão ao cinema ver este filme pouco se vão identificar com as palavras que foram escritas. já agora, o goodfellas diz não sei quantas vezes palavrões e não é por isso que deixa de ser uma obra prima, isto para quem justifica o fracasso com a linguagem obscena...mereciam melhor estes rapazes.

    o que nos interessa as palavras de quem nunca foi a bola com rato, tone e amigos? muito pouco.

    ResponderEliminar
  3. Boa sorte João. Vemo-nos algures noutro mundo.

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que ainda és o Homem Mais Procurado, eu sou apenas o segundo na lista :)

    ResponderEliminar
  5. Olá João! De todos aqueles que fazem críticas aqui no vosso portal, tu és o único com o qual me identifico e partilho quase sempre a mesma opinião! Não quero contestar a tua crítica, até porque ainda nem vi este "último capítulo", mas não acho que este filme seja merecedor de crítica negativa, nem tão pouco positiva. Ninguém no seu perfeito juízo acha este filme uma obra prima, ou até de simplesmente obra, e fazer uma critica ao seu conteúdo técnico e cinematográfico parece-me até idiota (não querendo ofender, obviamente). Este filme é só algo para se ver no final de uma jantarada com amigos, onde todo o mundo já está bêbado, chapado (etc) e rir.. rir até não aguentar mais... É um filme idiota, para ocasiões idiotas. PONTO. E apesar de eu ser grande apreciadora de cinema, não acho que este filme seja assim tão superficial e só merece ser visto por pessoas de "baixas expectativas e de humor consonante com as personagens do filme" (senti-me aqui ligeiramente ofendida :)), mas cada coisa tem de ser vista no seu contexto. E a verdade é que este filme cumpre com todos os requisitos a que se propõe: entreter e consequentemente arrasar as bilheteiras.

    Abraço e continua o excelente trabalho!

    ResponderEliminar
  6. Obrigado Imbroglia. Eu não quis ofender ninguém com esta crítica, aliás tanto neste texto como no do Morangos Com Açúcar - O Filme tive o cuidado de ser o mais direto possível para não dar a impressão errada ou insultar os criadores e fãs dos filmes. Quando digo "só alguém com baixas expectativas e com um sentido de humor consonante com o dos criadores da autointitulada" quero dizer o que a Imbróglia referiu, ou seja, que este é um filme pouco "sério" e "idiota" para o qual não se pode ter elevadas expetativas. E quando à questão do humor é a mesma coisa. Eu pessoalmente aprecio um humor mais indireto do que um humor tão agressivo e sexual como o do filme, sendo por isso que referi que só as pessoas que apreciem esse tipo de humor, como os criadores do filme, podem se divertir com esta obra. Eu não me alonguei na crítica, tal como faço habitualmente noutros filmes, porque este não tem muito para analisar ao pormenor e não queira estar a bater no ceguinho. Eu agradeço imenso a sua educada opinião e espero que nos continue a visitar, porque são comentários bem elaborados e estruturados como os seus que dão vida ao Portal Cinema e que nos fazem continuar a trabalhar neste projeto. Obrigado

    ResponderEliminar
  7. não é para ocasiões idiotas nenhumas. São filmes de baixos orçamentos, com que os portugueses se identificam e com um humor muito próprio. E um tipo que não gostou dos outros 2 filmes não trás absolutamente nada com substancia a esta critica nem é suposto fazê-la. Ainda para mais 1 critica com meia duzia de linhas.







    ResponderEliminar
  8. Fui bêbado ver o filme e levei comigo os meus amigos bêbados e idiotas comigo. Sim... Sim... Os portugueses são todos uns imbecis. O que me parece é que há muita dor de corno por estas bandas e esta provado que excesso de marfim na alimentação torna as pessoas arrogantes. Passem pelo meu consultório... Quando eu não estiver bêbado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo ctg! Estes snob tem a puta da mania k Só o k se faz la em baixo é k é bom!

      Eliminar
  9. Basta ler isto "eu não consegui gostar de nenhum dos três filmes desta trilogia" para perceber tudo.
    Parabéns ao Ismael, ao elenco e equipa que criaram o Balas 3.
    Divertido, frontal, corajoso e acima de tudo, sem presunção.
    O cinema nacional precisa de gente como vós que faz acontecer em vez de criticar.
    Continuem! Força! Estarei na fila para comprar bilhete para ver :)

    ResponderEliminar
  10. Bem pessoal.. Eu acho que não me fiz entender muito bem! Que fique claro que eu vi todos os filmes, e acho sim que este filme é um bom momento de entretenimento e só por isso tem o seu valor! Eu adorei o filme e só não vou ao cinema ve-lo porque neste momento não me encontro em Portugal, senao com certeza iria. Eu gostei MUITO dos outros dois filme e quero parabenizar todo o elenco de balas e bolinhos pelo excelente trabalho! Agora, dizer que este é uma obra cinematográfica ou tratá-la como tal é de quem não tem amor pelo cinema verdadeiro (e não entendem como cinema hollywoodiano). Peço desculpa se de alguma forma ofendi alguém com o meu comentário mas não era a minha intenção (caso contrário estaria a ofender-me a mim mesma porque eu fui aquela "bêbada" e "idiota" que assisti ao filme com os amigos! Desculpem mais uma vez!

    João Pinto, quando disse que me tinha sentido ofendida foi pura brincadeira. Eu entendi o que quiseste dizer na tua crítica. Agradeço a resposta e continuarei seguindo o "Portal"... Convido-te a vistitar o me blog (separador my time). Obrigada

    ResponderEliminar
  11. Que crítica mais idiota. Desde quando é que só as pessoas com "baixas expectativas e com um sentido de humor consonante" é que vão ver este filme?
    Deves viver isolado do mundo na tua aldeia depressiva.
    És um triste.

    ResponderEliminar
  12. Típico do português criticar o que é nosso. Cada um com a sua opinião, mas este filme para mim está fantástico.

    ResponderEliminar
  13. Quando estás a falar de "com um humor pouco refinado mas extremamente apelativo para as MASSAS" estás a falar de MASSA DE PIZZA, certo?
    Ou estás a falar de PESSOAS QUE PAGARAM BILHETE PARA IR VER UMA COMÈDIA PORTUGUESA PARA SE DIVERTIREM?
    É que as "MASSAS" são pessoas com cérebro, não são zombies.
    Este filme não vai ganhar prémios nem boas críticas mas vai conquistar, aliás já o fez, o carinho do povo português. Que infelizmente e como mais uma vez aqui se comprovou, continua a ser tratado como uma "MASSA" acéfala e cretina por alguns críticos de terceira divisão. Relaxa, respira fundo. Não és assim tão importante como pensas.

    ResponderEliminar
  14. Foi Exelente!
    Para mim, foi! É normal que nem todos gostem, mas para quem precisava de rir, foi realmente remédio santo!
    Acho mesmo que depois do que o primeiro ministro nos fez 6a feira, deveria por razões de sanidade publica, pagar um bilhete a todos os portugueses. Só assim, para nos f... e pelo menos ficarmos a rir.
    E aquela personagem - o Bino - é Fantástico, é o nosso Scrat, só não corre atrás da bolota...

    ResponderEliminar
  15. João Pinto, não vales um caralho !!!!

    ResponderEliminar
  16. PORTAL CINEMA APOIA O BALAS???? Com este texto??????? Que rico apoio! Infelizes

    ResponderEliminar
  17. Ainda bem que nao vale nada pk em 4 dias ja atingiu 54.000 pessoas ve la se fosse bom

    ResponderEliminar
  18. Dou toda a razão a quem escreveu o texto. Não vou ver este filme, bastou ver o primeiro, tudo muito fraquinho. Digo mais, quem gosta de cinema, não aguenta ver até ao fim. O facto de ter sucesso, não implica qualidade, senão o Tony Carreira era o supra sumo da qualidade musical. Em português, genialmente bom é o "Sangue do meu sangue".

    ResponderEliminar
  19. O joão pinto está paneleiro dos olhos

    ResponderEliminar
  20. Genialmente bom é "Sangue do meu sangue"... Opa, primeiro um não faz critica e deps outra .... vinha eu aqui ler uma critica porque normalmente confio, mas ao ver esta barbaridade e destruição onde não diz nada sobre o filme, vem outras pessoas ditas cultas cinematograficamente falarem de filmes completamente opostos no que toca à objectividade do mesmo!!

    Isto não foi uma critica de cinema... foi uma critica aos que possam gostar disto, o que é completamente diferente!

    Meu caro João Pinto, se há aquelas vezes em que se houvesse um buraco enfiavamo-nos lá, esta é a tua vez. Toda a gente passa por isso.

    ResponderEliminar
  21. Mais outro que ficou paneleiro dos olhos xD

    ResponderEliminar
  22. Sou um cinéfalo e tenho um grupo no facebook de cinéfalos, hoje o grupo vai ver este filme, vamos pagar os bilhetes para ver este filme, coisa que não faço para mais de 60% dos restantes filmes que estão no cinema no ano todo. Estou farto do tipico filme Americano cheio de efeitos especiais.

    DOU VALOR AO QUE É NOSSO.

    ResponderEliminar
  23. Quando ouve Fuck, Shit, etc... made in USA, by Tarantino já é arte!
    Enfim...

    ResponderEliminar
  24. Eu acho um pouco triste a critica do Sr. João, e principalmente o que este Senhor quer dar a entender....e o que dá a entender é que o publico que vê e gosta deste filme é estupido e fraco de espirito. Isso fica mal senhor João Pinto,você deve ser um verdadeiro intelectual. Eu digo para quem ainda não viu este filme, para o fazer de "mente aberta", e de certeza que vai passar um bom bocado.

    ResponderEliminar
  25. O filme vê-se, é engraçado... apenas achei que a história do mesmo não tem a sequência lógica que teve por exemplo o segundo... neste terceiro, podemos dizer que se trata de um filme com um conjunto de curtas-metragens com boa quantidade de humor... A chave inicial, a visão do interior da mala a partir da conduta de ar quando o "outro" guarda o envelope na mesma e depois admirarem-se que não tem dinheiro na mala... e como chegaram a uma suposta mala... foi uma história sem grande sentido... Ainda assim acho o segundo filme o melhor dos três, tem muito humor e história... Por vezes não são os grandes efeitos que enriquecem um filme... E pelo valor gasto, poderiam ter feito algo engraçado e com mais sentido, tal como foi o segundo! E para quem pensa que apenas critico o que é português, informo que vi o segundo filme no cinema DUAS VEZES e comprei o DVD ORIGINAL! ;)

    ResponderEliminar
  26. Critiquem... o filme existe. Querem melhor? Façam vocês!

    ResponderEliminar
  27. Pobres daqueles que colocam o ego como entrave para apreciar cinema.

    ResponderEliminar
  28. Aos nossos amados carneirinhos, digo...18 de setembro de 2012 às 14:01

    Sinceramente, não sei se ache mais piada a alguns dos comentários aqui feitos ou ao filme.
    Se bem que rir-me de ambos por mais de 30 segundos seria um total desperdício de oxigénio.
    As vossas noções de cinema devem andar um pouco trocadas.
    Mas, culpa vossa e culpa de quem, em primeiro lugar, se dá ao trabalho de fazer uma crítica a um filme deste tipo (não me leve a mal).
    Se vos sobrar algum tempinho entre futebol, facebook e porno, façam uma boa pesquisa e vejam cinema. Desculpem, Cinema, com capitular.
    Isto não passa de entretenimento, de baixo nível e incoerente em vários aspetos. Aspetos esses que não vos fazem diferença nenhuma porque pelos vistos o importante aqui é que haja pipocas e caralhadas a torto e a direito.
    E agora aos agradecimentos:
    (este é especial, para alguém que o deve ser)
    à mentacapta criatura que ousou comparar o Goodfellas (se bem que prefiro o incessante Fuck do Tony Montana) ao Balas e Bolinhos... chama-se criar uma personagem credivel e consistente. E por te dizer já devia cobrar. Mas como és especial. De nada oh!
    Ao Sr que diz ser cinéfilo e que tem um grupo de mais cinéfilos... quem te disse que o eras mentiu-te rapaz, ou então andas-te a enganar a ti mesmo.
    Meus senhores e minhas senhoras, vocês são a razão pela qual o cinema português não desenvolve. Cultivem-se! Cultivem-se, cultivem-se, cultivem-se!!
    Na TV - Futebol, Telenovela e filme de ação de domingo à tarde.
    Para ler? - Revista Maria e O Jogo.
    Música? - Tony, Tony.
    Não notam nada de errado?
    Mas o maior idiota aqui sou eu. Poque estou consciente de que era preferivel comprar um poio, enfiá-lo numa gaiola e esperar que cante, em vez de vos elogiar de tão bela forma.
    Porque estes filmes são feitos exatamente para pessoas como vocês - AS MASSAS!


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, és uma pessoa intelectual, mas acho que não percebeste a intenção deste filme! Deves ser daqueles que prefere ver filmes portugueses em que as criadas servem os patrões à mesa, e os pequenos-almoços são recheadissimos... desculpa dizer-te, mas isso não é a realidade do nosso país. E acho ridículo existirem 'críticos' cinematográficos em Portugal, porque vocês não têm 'voz', ninguém liga ao que vocês dizem, apenas o fazem para aumentar o vosso ego!

      Eliminar
  29. Eiiii pá! Estás tão incomodado... Que bom! Adoro ver pequenos petulantes a vomitar inveja. hahahahahaha! Que delícia!

    ResponderEliminar
  30. AHHH AHHH AHAHH MUITA GENTE INVEJOSA :) SO OS INCULTOS ETC ETC É QUE VÃO VER ESTE FILME. É CURIOSO QUE OS INCULTOS JA SABEM VOTAR NO IMDB ETC ETC E ONTEM ESTAVA EM 8,6 E HOJE EM 8,5 E SE FORMOS VER A ESTATÍSTICAS DE IDADES E SEXO NA VOTAÇÃO, UNANIME..

    Este filme é para toda a gente, classe baixa, media, alta, brancos, pretos, ciganos e burros como tu :)

    NAO CRITIQUES, FAZ MELHOR :)

    ResponderEliminar
  31. Pena ser o ultimo da saga!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  32. Para o "Aos nossos amados carneirinhos, digo...says"

    Burro! Não te ensinaram que deves respeitar a opinião dos outros, para um super apreciador de arte como dizes, deixa-me dizer-te, não pareces nada.Vejo que tens pouca educação e apenas queres afastar-te e convencer-te a ti próprio do brega que és, o pior dos azeiteiros...é aquele que aponta o dedo, cultiva o espirito e não o ego! Seu Bosta..."És Puta? Que se foda...uma pessoa tem de trabalhar" :))

    ResponderEliminar
  33. Se este filme tivesse sido realizado por António de Oliveira, ou João Botelho a crítica já não era destrutíva. Pois vejamos, segundo este crítico, Balas E bolinhos ''só apela a um certo tipo de público, assim sendo, só alguém com baixas expectativas e com um sentido de humor consonante...''. Existem filmes americanos, franceses, indianos que até estão muito em voga, repletos de ''obscenidades e infantilidades...'' que são procurados por ''pessoas que apreciam ou procuram um filme mais exigente e completo...''. Mas qual é a diferença de um filme obsceno Português ou um fime obsceno Inglês? Na volta o obesceno Português é para pessoas sem cultura, com baixas expetativas e com um sentido de humor consonante e o obsceno Inglês é para pessoas intelectuais que apreciam ou procuram um filme mais exigente e completo, o significado de fodasse ou de fuck não é o mesmo? Eu vi o filme e, sinceramente gostei e, sinceramente não me considero uma pessoa com baixas expetativas. Na minha opinião a cultura Portuguesa, devido a críticos como este, deve resumir-se a telenovelas a toda a hora, ou a casa dos segredos, ou a manhãs da TVI, ou às tardes da Júlia, etc., que eu respeito quem goste, não é o meu género, mas respeito. Agora quando à um filme que foge ao críterio de filme Portugues e foge ao critério dos grandes realizadores Portugueses é logo enxovalhado.

    ResponderEliminar
  34. Ao nosso estimado lobo mau, digo21 de setembro de 2012 às 15:51

    Meu caro "Aos nossos amados carneirinhos, digo",

    A minha opinião do filme, positiva ou negativa, não interessa porque não tenho aspirações a ser crítico de cinema, muito menos neste país onde os críticos de cinema se fazem pelos filmes que vêem e não pelos filmes que fazem (ou por aquilo que fazem pelo cinema).

    O que interessa na verdade, são os números. Em duas semanas, o dito filme, já teve mais de 130.000 espectadores, o que significa que já teve uma receita bruta superior ao orçamento do filme. Ora diga-me lá senhor tão culto que é, quantos filmes portugueses da actualidade podem dizer a mesma coisa? Diga-me lá senhor tão culto e nobre que é, quantos filmes americanos da actualidade fazem a mesma proeza DENTRO DE TERRITÓRIO NACIONAL (ou seja dentro dos EUA fazerem receita equivalente ou superior ao orçamento do filme). Agora vai-me responder que o dinheiro que o filme faz não tem relação alguma com a arte do cinema. Concordo! Mas tudo na vida tem um processo. E quando se começa... tem que se começar por algum lado. E o Balas e Bolinhos pode não ser o auge do cinema português contemporâneo, mas é o tipo de filme que vai gerar dinheiro suficiente para se fazer mais cinema neste país. Mais cinema, significa mais escolha, mais oportunidade de expressão, e mais tempo para Portugal encontrar (de novo) a sua identidade cinematográfica.
    Aposto que o seu realizador preferido é o nosso querido Manoel de Oliveira, que faz filmes com orçamentos inferiores ao ordenado que ele tira para si próprio, como se ainda tivesse muito anos para gozar o dinheiro que rouba aos contribuintes portugueses de cada vez que decide fazer uma peça de teatro experimental filmada... O que o cinema portugues precisa é de filmes para massas, para nós, os cordeirinhos irmos todos ver e darmos dinheiro às pessoas neste país que ainda têm alguma vontade de fazer alguma coisa boa pela cultura deste país, porque do Estado, só sai dinheiro para Oliveiras e outros que tais, que nunca fizeram nada da vida e que se governam a serem pseudo-intelectuais, fazendo das massas uns otários. Pelo que me quer parecer o senhor lobo mau também faz parte desse nicho de pseudos, que não sabem a ponta de um corno de rinoceronte (sim, eu vi o filme das caralhadas, acho que apesar de tudo, apoiar o cinema comercial portugues, é uma boa atitude) e que à força toda continuam a enganar os portugueses para benefício próprio. O problema deste país (e consequentemente do cinema deste país) não está nas massas que tanto despreza no seu comentário, mas sim nos pseudos que lideram as massas e na sua falta de honestidade e de bom carácter, e nalguns casos (como o seu), a falta de umas boas bofetadas na tromba quando eram chavalos para aprenderem a respeitar os outros e a tratarem qualquer pessoa como igual...

    Ao nosso estimado Lobo Mau... Tenha vergonha na cara antes de se dirigir às "massas" dessa maneira.

    ResponderEliminar
  35. Parabéns pela coragem demonstrada. Não é fácil fazer frente a incultos que mancham o nome do cinema ao virem para aqui dizer que este filme é bom. Viva a cultura. Viva a educação. Viva o bom gosto. É por causa de pessoas como as que deixaram comentários tão infelizes que estamos como estamos a nível de educação. Aos que gostaram do filme façam um favor ao país e emigrem.

    ResponderEliminar
  36. Joaniz tás incomodada?Tás?
    Ainda bem!

    ResponderEliminar
  37. Lembram-se em que sala de cinema viram o primeiro filme da saga? Pois não, só passou na Sic Radical. Os intectuais que criticam negativamente o B&B 3 não saberão isso.
    Os gajos da Sic Radical que passam muitas novelas, Tony Carreira e futebol lembraram-se de exibir o filme porquê? Estariam esses mentecaptos da Sic R que não percebem nada de tv alternativa a pensar o quê?
    Digo-vos: foram visionários, mas não era difícil concluir isso. Só um burro é que não via o potencial para continuar a saga.
    Para quem é português, porque para o entender é necessário isso, deveria achar o filme hilariante.
    Quem não considera este um bom filme, é porque não conhece a realidade social/cultural deste país com a qual se brinca neste filme ao ponto do "morrer de rir", ou seja, tem um inteleto atrofiado, falta de "open mind" pelo que não enxerga o que lhe está à frente, não basta olhar para a tela.

    ResponderEliminar
  38. Será que o gato preto gato branco do kusturika, também será um pseudo filme ou obra cinematográfica?
    Acho espantoso que ainda ninguém se tenha lembrado dessa comparação, que a meu ver é bastante pertinente, a não ser que os intelectuais da treta andem um pouco distraidos.Será que por acaso esses mesmos intelectuais serão os mesmos jornalistas que sempre abafaram todos os casos de corrupção no nosso país nos últimos 20 anos a troco das jantaradas do costume e favores políticos a troco dos tachos habituais? cultura será apenas Casa da Música, Serralves e afins?

    ResponderEliminar
  39. João tu és o Ping a Mafalda é o Pong e o Ismael é a raquete que veio foder tudo.

    ResponderEliminar
  40. Este filme e uma pouca vergonha. Tenho o dito. Voces são todos mais estupidos por gostarem dele.

    ResponderEliminar
  41. Pouca vergonha é o teu comentário. Mete-te de novo debaixo da tua rocha.

    ResponderEliminar
  42. O balas e bolinhos mostra por um lado o que é o povo portugues, agora quem nao gosta do filme que nao venha para aqui criticar, epa sinceramente ainda nao vi ninguem dizer mal do balas e bolinhos, parece que com a crise as pessoas começam a ficar mais retardadas ou entao são mesmo cegas...

    ResponderEliminar
  43. "Sou um cinéfalo e tenho um grupo no facebook de cinéfalos"

    cinéfilo - Que ou quem tem forte interesse ou entusiasmo pelo cinema.

    acéfalo - 1. Que não tem cabeça.
    2. Sem chefe.
    3. Idiota.

    É uma mistura dos dois?

    ResponderEliminar
  44. "Anónimo says:
    15 de Setembro de 2012 14:06
    Sou um cinéfalo e tenho um grupo no facebook de cinéfalos"

    cinéfilo
    (cine- + -filo)
    adj. s. m.
    1. Que ou quem tem forte interesse ou entusiasmo pelo cinema.

    acéfalo
    adj.
    1. Que não tem cabeça.
    2. Sem chefe.
    3. Idiota.

    Cinéfalo: Idiota que tem forte interesse ou entusiasmo pelo cinema

    ResponderEliminar
  45. Quem é o idiota que dá seis euros para ver um bando de analfabetos dizerem palavrões durante duas horas? Está todo o mundo doido? Se comprassem pãozinho em vez de ver porcaria, talvez eu não sentisse a necessidade de dar um pacote de massa sempre que o banco alimentar faz colheiras no continente de gaia.

    ResponderEliminar
  46. Estes auto intitulados grandes sábios portadores das chaves do bom cinema andam nervosos por um filme português fazer boa carreira nos cinemas e insultando quem o vê. Há quem precise de pão porque a isso a sua vida chegou. Mas olhando para alguns comentsrios de alguns "sábios" há quem precise de educação e isso não se compra num supermercado.

    ResponderEliminar
  47. O que eu vejo é um grupo de pseudo intelectuais com muita mas mesmo muita inveja. Parabéns ao balas! Só um grande filme consegue colocar estes seres superiores e mentes brilhantes tão deliciosamente a cuspir ódio a quem o vê. Lindo.
    Jsantos

    ResponderEliminar
  48. Bando de analfabetos? Conheces o elenco, as pessoas atras das personagens? Sabes de quem estas a falar ó imbecil? Devem ter mais inteligência num dedo do que tu nessa massa de estrerco que chamas cérebro. Get a life!

    ResponderEliminar
  49. pelos teus comentarios, já se vê que deves ser daqueles putos urbanos (Yááaá)(Tásssse) que pensa que o Leite vem do.......supermercado, que as galinhas tem dentes !!!! felismente ou infelismente está ali o verdadeiro povo, que todos nos vemos diariamente na rua ( no norte ) e que voçê não vê !!!! Quantos filmes já realizaste !!!! quanto contribuiste para o cinema e Portugal !!! Quantos salas encheste !!! é triste ser cobarde !!!! prova que fazes melhor !!!! Dá a cara !!!

    ResponderEliminar
  50. Os comentários anônimos são todos escritos em português?

    Parabéns João Pinto, pela paciência.

    ResponderEliminar
  51. e lindo de ver a burrice do tugismo. e claro que este filme é mau todos os dias mas ta tanta gente a elogialo so porque é tuga. sao tao parvos voces. o filme e uma meeeerrrrddddaaaaa. aprendam a viver com issso cambada de incultos.

    ResponderEliminar
  52. E perdi eu 10 minutos da minha vida a ler a secção de comentários deste post... Conselho à maior parte das pessoas que aqui escreveram umas coisas: ide aprender a escrever em português e depois pensem bem antes de escrever. É tanta a falta de civismo/educação que aqui vai que até me dá asco.

    ResponderEliminar
  53. Quem assiste a um filme deste tipo não cai na sala de cinema de para-quedas sabe ao que vai ou pelo menos tem uma noção, a história de certo que pode ser parva e sem muito contexto, mas o que não falta por aí são filmes assim...Tem asneiras e palavrões? tem pois...não dizer um simples bom dia ou obrigado, são piores que palavrões!Falta de educação não são só os palavrões mas sim as atitudes. Agora dar a este filme 0.5 é de muito má fé e até de gozo para com o filme e a equipa que nele participou,gostos são gostos e não se discutem, mas levar a critica ao extremo do gosto é pouco credível para quem lê! Ainda não vi o filme porque não tive tempo para tal mas tenho o 1 e 2, são filmes medíocres mas engraçados, mas ao menos FAZEM, outros choram porque o estado não financia a cultura ...(Tuga que é Tuga pega em metade do dinheiro do financiamento para ir passar férias ou comprar casa nova)Tenho dito!

    ResponderEliminar
  54. Bem já vi que a crítica do João Pinto levantou muita polémica.
    1.º. Existe alguma negligência por parte de João Pinto, a partir do momento em que critica um “filme”, que desde logo não merece nenhum tipo de comentário.

    2.º. Não vi o filme. Vi apenas o primeiro da trilogia e arrependi-me de imediato. Logo este não deve fugir muito á regra.

    3.º. As pessoas confundem filme ou “cinema” com argumento. Bem não se trata apenas de uma questão terminológica ou semântica mas de conteúdo. Etimologicamente filme significa imagem em movimento. Argumento é um adereço ou uma parte integrante de um filme. Para um filme ser bom não implica necessariamente que o argumento seja bom. Existem filmes muito bons com argumentos fracos.

    4.º. Se o primeiro filme da trilogia era péssimo em termos narrativos nem imagino este ultimo. Em termos visuais deve ser penoso. A direção nem se fala. A produção muito menos. Os atores, nem comentam. Tem o que, este filme? Digam lá? Se querem rir vão ao teatro ou ao circo. Agora não me digam que o filme é bom porque tem piada.

    5.º. Um bom critico deveria, ainda que moralmente, não se deixar influenciar pelos gostos pessoais quando faz uma crítica. O crítico deve estar acima disso.” Há filmes que não gosto pessoalmente mas reconheço que são fantásticos em todos os níveis”. Não deveria ser uma pessoa que se identificasse com o filme a fazer a crítica, pois isso, por si só, levaria a uma opinião tendenciosa.

    6.º. Bons filmes, e não percam tempo com coisas que não interessam ou com pessoas que não vale a pena perder tempo, como eu acabei de fazer aqui.

    ResponderEliminar
  55. Eu fui ver o filme com os meus primos. Sabia ao que ia. Não sinto necessidade de falar da minha cultura ou de qualquer observação inteligente que possa ter efetuado, muito menos fazer juízos de valor acerca das pessoas que assistiram ao filme . Conclusão: eu e os meus primos passámos um bom momento. O que importa mais?
    Sejam felizes!!:)

    ResponderEliminar
  56. boa noite Entao e assim quem fez a critica o sr. Joao pinto deveria ter vergonha de vir fazer uma critica dessas como bom conhecedor de cinema como se diz, deveria estudar um pouco a historia dos 3 filmes e ja deveria saber que nenhum dos 3 teve grandes apoios das entidades responsaveis pelo cinema portugues. Alias para fazer o segundo filme o realizador teve que meter a casa no prego ou seja hipotecar a casa para voce entender melhor o que eu quero dizer. E se nao gostou do primeiro que foi um filme feito sem material quase nenhum e sem verbas (dinheiro)tenho imensa pena em lhe dizer mas deveria ter-se resumido a sua insignificancia e nao via os outros dois e nao vinha fazer criticas ao que e feito em portugal sem nenhum tipo de apoios financeiros. Esta pequena mensagem e para si e para toda a gente que vem falar mal do filme. Porque se nao gostam oh pa nao vao ver. Eu fui ao cinema e nao tava la ninguem a apontar-me uma arma para me obrigar a ir ver o filme. Por favor a estas pessoas que so estao bem a falar mal do filme resumam-se a vossa insignificancia e estejam caladinhos. Em tres semanas que o filme esta nos cinemas e sao so 190.000 espectadores e sinal que ha muita gente a gostar do filme. E como diz o rato ate tais paneleiros dos olhos

    ResponderEliminar
  57. o filme e exelente kem nao gostar k se fodaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderEliminar
  58. BEM SO MESMO UM IGNORANTE DESTES PARA DIZER BOSTA
    OS FILMES AMERICANOS ESTÃO REPLETOS DE PALAVRÕES E TU GOSTAS IGNORANTE
    E POR PORTUGUESES COMO TU EXISTIREM E QUE ESTE PAIS NAO TEM ORGULHO NEM BRIO ALGUM.

    ResponderEliminar
  59. UM SUCESSO DESTES COM MATERIAL CASEIRO E OBRA DO CARAÇASVAI TE LAVAR POR BAIXO E BEBE A AGUA COM QUE TE LAVAS

    ResponderEliminar
  60. O que me incomoda nisto tudo é que todos os que criticam este filme não estão a criticar o filme, mas sim a fazer uma crítica indireta às pessoas que vêem este filme, chamando-os de carneiros e de pertencentes às MASSAS. O facto de uma pessoa gostar deste filme não significa que seja um bêbado que vê futebol todos os domingos à noite no café. Aprendam a isolar as coisas, que eu sei que alguns de vocês nem se acreditam realmente naquilo que dizem aqui.

    ResponderEliminar
  61. Eu adoro as pessoas que usam o caps lock para escrever MASSAS. É triste. Já viram um dicionário? A palavra não tem nada de mais, mas mesmo há aqui dois idiotas que acham piada. Se vocês acham piada à palavra massas então já entendo como é que gostam do filme. Têm um fraco sentido de humor e são burros todos os dias. O filme é mau ok....

    ResponderEliminar
  62. Eu só gostava de saber se tu fazias melhor, e se "mau" é uma forma de caracterizar um trabalho de 12 anos ?

    ResponderEliminar
  63. Boa noite .

    Eu trabalhei no filme e confesso que nem sempre achei piada. Só vim aqui dizer que , penso que esta critica não é muito objectiva mas não deixa de ser uma opinião : E devemos todos aprender a respeitar as opiniões dos outros . Para finalizar ... este filme não deixa ninguém indiferente . Só por por isso tem mérito.
    obrigado. E não se matem:D

    ResponderEliminar
  64. Só malta paneleira dos olhos para não gostar desta merda.

    Balas3 é lindo o povo português é igual ao filme só estas merdas de senhores doutorados e eng de obras feitas é que dizem que o filme não presta!

    Falam mal, dizem muitos palavrões ide ver a merda do cinema USA...

    Viva Portugal!

    ResponderEliminar
  65. Criticozito... Olha... Tomates?? Ide meter os tomates no cu do vosso velhote...

    ResponderEliminar
  66. 'Eu só gostava de saber se tu fazias melhor, e se "mau" é uma forma de caracterizar um trabalho de 12 anos ?'

    subscrevo.

    ResponderEliminar
  67. 0,5 em 5??? Crítica??? Não. Ataque a todos os que viram o filme e gostaram como se fossem eles os culpados do menino não poder ouvir asneiras.
    Devias ter visto que o filme era para maiores de 16 anos. Sai da gruta. A maior parte do mundo à tua volta é assim mesmo, porco e obsceno.
    Eu compreendo que os palavrões ferem o ouvido dos meninos da mamá, mas só ultrapassando o preconceito é que poderás realmente ver o filme. E só depois criticá-lo.

    Compreendo, também, a tua revolta: "como é possível um filme tão fraco, sem piada nenhuma e o cinema a rebentar de riso? Deve ser essa gentalha que a mamá chama massas". Não. Não são malucos. Estão entretidos a ver um filme que provoca muitas risadas, logo, uma boa comédia. E tu estás atormentado a tentar avisar os atores que têm que ir ao padre confessar os pecados, se não, vão para o inferno.
    Oh anormal? Não há produtor nenhum no mundo que no seu perfeito juízo faça um filme para o teu vampírico extrato social minoritário. Por isso, tudo o que tu vês são filmes para as esparguetes. Criticar, violentamente, as "massas" que vão ver um filme? Só podes ser parvo! E por falar em anormal, um "filme mais exigente e completo" é uma comédia?

    Os teus atores de Hollywood também dizem asneiras, só que tu não percebes. Tens que consultar um dicionário, porque os "artistas" que traduzem os filmes por cá, por causa de gente como tu, escrevem: fuck(caramba), shit(porcaria), mother fucker(malvado), fuck off(és o elo mais fraco, adeus), son of a bitch(menino da mamá) e ficas tu a pensar "os grandes filmes não têm asneiras!!!". Grande parte das comédias de sucesso hollywoodescas dos últimos tempos são de teor sexual, obscenas e cheias de palavrões de princípio ao fim. O obsceno provoca repulsa, mas pode ser hilariante.

    Se isto não for suficiente para te abrir os olhos, por favor, consulta um psiquiatra, a mamá pode já ter causado sérios danos.

    Cheguei aqui ao pesquisar Balas&Bolinhos - o último capítulo, imaginem o contra-senso, e nunca pensei encontrar um ninho de seres prepotentes, os superiores "homens-peido: ainda não sairam do cú e ja foderam o nariz a alguém"(como diz o Rato).
    Permitir um comentário destes a fazer de crítica! O que será o resto?

    Um Blog totalmente a evitar! Tenham vergonha.

    Sofia Santos e João Bastos, nem todos os portugueses tiveram a mamá a pagar tudo o que os meninos queriam. Muitos deles tiveram que deixar os estudos. É de génio gozar com os erros dos outros.
    Sofia aproveita a tua paciência e tira os três ao João, com certeza que ele vai ver o mundo de maneira diferente.

    E agora para o(a) GRANDE FILHO(A) DA PUTA do(a) "emigrem", se Portugal estivesse comigo tu eras fuzilado(a) por traição à pátria, assim como o teu padrinho que mandou os professores emigrar.

    Boa comédia. Parabéns Luis e equipa.

    ResponderEliminar
  68. João és um infeliz que teve a infelicidade de tentar escrever um amontoado de palavras sem qualquer tipo de nexo.
    Esta critica de terceira divisão escorre preconceito por todos os poros e isso nao fica bem a um intelectual moderno
    Mas continua, assim saberei sempre os filmes que devo ir assistir.

    ResponderEliminar
  69. se fosse em ingles tinha um piadao do caralho mas como é tuga ja é uma ordinarice... snobs da merda

    ResponderEliminar
  70. SABES O QUE TE DIZIA O RATO?

    Ó Ó Ó JOÃO...VAI-TA FODER!!!!

    ResponderEliminar
  71. OLA TDS,,,,LI A CRITICA E NAO ME POSSO CALAR ...ISTO PARA KEM NAO PERCEBE....OU NAO SABE.....FORAM 4 AMIGOS K SEM CUSTOS OU AJUDAS LA CONSSUEGUIRAM FAZER UM TELE FILME NA BRICADEIRA .....ENTAO NAO VAMOS FALAR DE OSCARES NAO ESTAMOS A FALAR DE UN ...BEST SELLER ,,,OU DE UM ,,TITANIC ,,,MAS SIM DE UMA PRODUÇAO NA QUANTIA DE 500EUROS ....KERES O K UM RICARDO PEREIRA OU OSCAR BRANCO...NAO SE TRATA DE QUALIDADE MAS SIM DE TRABALHO ARDOU....

    ResponderEliminar
  72. devias era entrar no filme para o culatra te ver esse cu e essa boca suja.

    ResponderEliminar
  73. falta muita mente aberta a esses snobs ordinários,que criticam negativamente o filme.o gato preto gato branco do kusturica,em critica a um certo povo,na base da comédia,não está muito longe deste,e é uma obra-prima para muitos destes snobs.

    ResponderEliminar
  74. É que as espectativas não eram muito altas, mas nunca pensei que fosse tao fraco.. Nem argumento nem piada.. piadas para parolos

    ResponderEliminar
  75. Estive agora a ver esta hiper merda de filme e até vim à net de propósito ver as opiniões das pessoas à cerca desta merda, sim sou nortenho e digo "merda", vi na TV a publicidade que fizeram ao filme, o por ter ca pessoas em casa decidi pagar para ver algum filme que pudesse entreter.. Mas além de quase não conseguir ver aquela merda, venho aqui ver montes de pessoal dizer que este filme é o máximo.. Como é estranho e variável o sentido de humor

    ResponderEliminar
  76. Eu gostei do filme, melhor do que os outros dois do meu ponto de vista, apesar de:
    - Achar que os actores principais não são bons enquanto actores, só o Rato e o Tone talvez, mas lá está, este é aquele tipo de filme "caseiro", já se esperava disto.
    - Tem um único sentido, fazer rir com "bocas" mandadas à toa, é certo que algumas até têm bastante piada, na minha opinião.
    - Ao contrário do tipo de filmes que eu gosto geralmente de ver, este não transmite de certa forma uma mensagem moral, mas não é justificação, pois também gosto de filmes de terror e esses não transmitem lá grande mensagem moral.

    ResponderEliminar
  77. Confesso que foi o primeiro filme da saga que consegui ver completo. Não vou dizer que este género é básico, nem muito menos que é obsceno demais, não tenho nada contra asneiras, o humor não se mede pela quantidade de asneiras.
    Nos dois primeiros filmes, acabei por nem os ver completos, excepto algumas cenas, no geral nem achei assim muita piada, e o baixo orçamento e todos os defeitos daí decorrentes simplesmente fizeram-me desistir e não os vi completos. Mas este ultimo filme, com um orçamento bastante superior, deixou-me rendido, a qualidade técnica está muito bem conseguida, e com a ajuda do digital conseguiu-se fazer um filme que não parece uma brincadeira de amigos, o que originalmente era.
    As piadas são o mesmo, algumas coisas com piada, outras nem por isso, não é uma obra prima, mas tem muito mais valor que muitos outros filmes, seja de que nacionalidade ou orçamento for.

    Mas sinceramente, o meu maior respeito vai para esta trupe de amigos que se meteu no cinema na brincadeira. Depois do êxito inicial, da primeira sequela do cinema portugues, e da conclusão com a primeira trilogia do cinema portugues, seria muito simples para estes amigos fazerem sempre o mesmo que o primeiro filme, mas há uma evolução ao longo dos 3 filmes, uma evolução notória, que só por muito má vontade não é glorificada. Independentemente da qualidade da comédia, do estilo, e longe da conversa de coitadinhos e são portugueses, dou todo o meu respeito a quem começou a brincar ao cinema e dez anos depois é capaz de fazer uma coisa com um nível de profissionalismo destes. Como que a dizer que para todos os artistas e pseudo-artistas que se queixam em Portugal, fazer cinema é possível, e só é preciso duas coisas - Paixão e Trabalho!

    Uma lição!

    ResponderEliminar
  78. À crítica e aos comentários:

    Este não é de forma nenhuma um bom filme. Não tem um argumento por aí além ou interpretações fenomenais. Mas é definitivamente, para o melhor e para o pior, um marco do cinema português, sendo a primeira trilogia completamente portuguesa, financiada inteiramente por particulares, a ter sucesso comercial. Por isso é um grande feito, e parabéns a todos os envolvidos neste projecto, por mostrar que é possível uma outra forma de cinema em portugal, e sobretudo um cinema que chege às massas e que tenha sucesso.

    A crítica, digo eu que sou leitor deste blogue à bastante tempo, por seu turno, entristece-me. Porque nunca devia ter sido publicada, porque está mal feita e porque nem é uma crítica, mas sim uma opinião pessoal. Compreendo os sentimentos de quem a escreveu. Partilho de muitas das opiniões e também me sinto frustado por serem precisos filmes deste tipo para que o cinema possa ser feito em portugal, por privados e com lucro. Mas mesmo isso, não justifica uma crítica que é, no fim de contas, injusta. Este filme não é muito diferente de filmes como Vampire Sucks, Scary Movie, Borat ou O Ditador. Também estes são exemplos de filmes americanos, que granjearam sucesso por todo o mundo, baseados unicamente em piadas baratas e humor quase exclusivamente obsceno. Mas as críticas feitas neste blog a alguns desses filmes atribuíram-lhe melhores classificações, e não foram tão... depreciativas. E a bem ver, Balas 3 tem mais qualidade que alguns desses filmes. Compreendo que haja quem não queira ver o cinema português representado por este tipo de filmes, mas que de facto é um formato que em todo o lado tem seguidores, tem. O que faz da trilogia Balas uma das mais hollywoodescas entre aquilo por cá foi feito, e que talvez por isso, lhe tenha garantido sucesso.

    Por fim, queria apenas dizer que é muito triste que hajam pessoas, que advogam o direito à opinião, e que usam insultos e golpes baixos para tentar fazer valer o seu ponto de vista. A quem escreveu certos comentários aqui, insultando o autor da crítica de maneira violenta e obscena, sobretudo por considerarem que o autor os rebaixou a pessoas de baixo nível cultural e social, não poderiam ter dado melhor prova disso que os comentários que escreveram. Àqueles que defendem o filme por representar o povo português, por favor não nos insultem a todos. O povo português não é um bando de criminosos de meia tigela, ignorantes, trapalhões saídos de bairros de lata. Quem pensa isso, que saia e que realmente descubra Portugal. Tone & companhia são bonecos, bem feitos, mas bonecos, não muito diferentes daqueles que podem ser vistos no humor português na televisão. E por último não é a apoiar incondicionalmente todos os produtos feitos em Portugal, que realmente se apoia o país. Para sermos melhores, temos primeiro que ser críticos connosco próprios, e melhorar. O Zé Cabra pode ter sido sucesso, mas não é nem nunca foi um bom cantor.

    Ansioso por ver próximo projecto dos senhores (e senhoras) que nos trouxeram esta trilogia, porque, como aqui referiram e muito bem, este abrirá as portas para outras iniciativas e realmente cinema somente à custa do estado não é nunca o futuro.

    P.S - Massas: em comunicação é referente a grande parte da população, a uma grande fatia do público-alvo,e de longe, deverá ser tido como insulto.


    ResponderEliminar

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial