Pérolas Indie - Butter (2012)

Realizado por Jim Field Smith 
Com Jennifer Garner, Alicia Silverstone, Hugh Jackman, Olivia Wilde 
Género - Comédia 

Sinopse – A determinada Laura Pickler (Jennifer Garner), esposa de Bob Pickler (Ty Burrell), o histórico campeão de esculturas de manteiga do Iowa, tem gozado, durante quinze anos, do destaque de ser a bonita e leal companheira do campeão estadual. Mas quando Bob é pressionado a retirar-se para dar hipótese de glória a outra pessoa, Laura fica indignada por perder o seu prestígio e decide entrar na competição. Apesar de ser a primeira a inscrever-se, vê as suas hipóteses de vitória caírem por terra com a chegada de um candidato improvável mas formidável: Destiny (Yara Shahidi), uma rapariga de dez anos, filha adotiva do casal Julie e Ethan. Mas não é tudo. Brooke (Olivia Wilde), uma stripper e pretendente a amante de Bob, entra igualmente na competição, acompanhada pela sua grande fã, Carol-Ann (Kristen Schaal). Obrigada a enfrentar três adversários, ridicularizada pela sua enteada Kaitlen (Ashley Greene) e furiosa com o marido, Laura resolve fazer tudo o que for preciso para ganhar, mesmo que isso signifique recorrer à sabotagem e recrutar o seu estúpido ex-namorado, Boyd Bolton (Hugh Jackman), como o seu co-conspirador. 

Crítica – Eu admito que um filme sobre competições de esculturas de manteiga não parece ser muito empolgante ou inteligente, mas “Butter” está longe de ser um filme ridículo, cansativo ou medíocre e merece por isso uma oportunidade. O seu enredo é ligeiro e agradável, mas é melhor começar por destacar o seu elemento positivo mais evidente, ou seja, o seu elenco formado por inúmeros astros e humoristas de renome como Jennifer Garner, Yara Shahidi, Hugh Jackman, Olivia Wilde, Alicia Silverstone, Ashley Greene, Ty Burrell, Kristen Schaal e Rob Corddry. É verdade que Jennifer Garner, Yara Shahidi, Ty Burrell, Olivia Wilde e Rob Corddry têm performances mais interessantes porque as suas personagens são mais importantes para a história e têm por isso mais tempo de antena que as restantes, mas não há nenhum ator que tenha um trabalho pouco satisfatório. No fundo, Jennifer Garner e Yara Shahidi acabam por ter as melhores performances e por ser as grandes estrelas desta produção, nomeadamente a jovem Shahidi que consegue conferir um toque extra de doçura e ternura à sua personagem e a esta leve produção cómica. O seu argumento também está bem conseguido, muito embora tenha algumas falhas de coesão e não seja propriamente um exemplo de excelência ou criatividade, no entanto, apesar destes e de outros problemas, acho que se pode dizer que “Butter” tem uma trama relativamente divertida e emotiva que consegue entreter com as suas sátiras ao complexo sistema político norte-americano ou com as alegres peripécias da rivalidade entre Laura Pickler (Jennifer Garner) e Destiny (Yara Shahidi), duas personagens com personalidade e desejos completamente antagónicos. O ainda novato Jim Field Smith volta a demonstrar algum talento e habilidade humorística atrás da camara, tal como fez com o seu filme de estreia, o divertido e razoável “She's Out of My League” que, apesar de pertencer a um género diferente, está praticamente ao mesmo nível deste “Butter”, uma bonita comédia indie com leves elementos familiares e dramáticos que deve ser vista sem pressas durante um serão relaxante. 

 Classificação – 3 Estrelas em 5

3 comentários:

  1. Caro Luís - O título Pérolas Indie é meramente indicativo. Os filmes inseridos nesta seção não têm necessariamente que ter um orçamento muito baixo ou ter sido produzidos por uma entidade independente, têm sim que não ser grandes produções cinematográficas com grandes distribuições comerciais. São "pequenos" filmes que normalmente poucas pessoas têm oportunidade de ver.

    ResponderEliminar
  2. Sinceramente não o consegui ver até ao fim. Não percam o Broken

    ResponderEliminar

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana

Membro Oficial

Membro Oficial