Os 14 Melhores Filmes do Primeiro Semestre de 2014

Tenho que admitir que foi complicado compilar esta lista, mas foi uma complicação positiva porque provou que o primeiro semestre de 2014 teve muitos filmes repletos de imaginação, mérito e qualidade que conseguiram fazer esquecer algumas desilusões e catástrofes cinematográficas. Foi complicado reduzir esta lista a apenas catorze filmes, porque me apetecia incluir mais alguns que, apesar não serem tão excepcionais como os que estão aqui representados, são sem qualquer dúvida dignos de um visionamento por parte de qualquer espectador. É importante referir, desde já. que esta pequena lista está organizada por ordem cronológica relativamente ao dia de estreia de cada filme nas salas de cinema portuguesas, não estando a sua organização sujeita a qualquer critério de qualidade. É também importante referir que esta lista espelha a minha opinião pessoal, podendo faltar alguns que não vi ou que para mim não tiveram o mesmo impacto que as obras aqui descritas.
12 Anos Escravo/ 12 Years a Slave
Realizado por Steve McQueen 
Com Chiwetel Ejiofor, Michael Fassbender, Benedict Cumberbatch 
Género - Drama 
Crítica - AQUI

Sinopse - Em 1841, Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), um afro-americano livre, foi sequestrado e obrigado a trabalhar de graça, durante doze anos, numa plantação de um impiedoso proprietário de escravos (Michael Fassbender). Ele acabou por ser resgatado por um advogado (Brad Pitt) que, após uma árdua luta jurídica, conseguiu devolver-lhe a liberdade.

Justificação - Vencedor do Óscar de Melhor Filme de 2013, "12 Anos Escravo" é um filme soberbo em tudo, desde a sua história dramática e baseada em fatos reais, até à brilhante direção de Steve McQueen. A sua vitória na categoria de Melhor Filme foi mais que merecida.

O Lobo de Wall Street/ The Wolf of Wall Street 
Realizado por Martin Scorsese 
Com Leonardo DiCaprio, Jonah Hill, Margot Robbie 
Género - Thriller/ Drama 
Crítica - AQUI

Sinopse - O aclamado cineasta Martin Scorsese dirige o filme sobre a história verídica do corretor da bolsa nova-iorquino Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio). Do sonho americano à ganância empresarial. Belfort passa de ações de pouco valor e dos ideais de justiça para as OPV e uma vida de corrupção, no final dos anos 80. O sucesso excessivo e a sua gigantesca fortuna aos vinte e poucos anos, enquanto fundador da corretora Stratton Oakmont, deram a Belfort o título "O Lobo de Wall Street". Dinheiro. Poder. Mulheres. Droga. As tentações estavam garantidas e a ameaça da autoridade era irrelevante. Para Jordan e para a sua matilha de lobos, a modéstia rapidamente se tornou uma virtude desprezível e “mais e mais” nunca era suficiente.

Justificação - Até pode ser politicamente incorreto, mas "O Lobo de Wall Street" é um dos projetos mais divertidos e extrovertidos de Martin Scorsese. É impossível esquecer esta grande obra prima de enorme qualidade e imaginação que venceria, sem qualquer dúvida, o Óscar para o Filme Mais Divertido.

 
Uma História de Amor/ Her
Realizado por Spike Jonze 
Com Joaquin Phoenix, Amy Adams, Rooney Mara 
Género - Drama
Crítica - AQUI

Sinopse - Num futuro não muito distante, o escritor solitário Theodore (Joaquin Phoenix) compra um novo sistema operacional que foi criado para cumprir todas os desejos e satisfazer todas as suas necessidades. O problema é que Theodore começa a desenvolver uma ligação romântica com o sistema operacional, que tem uma voz feminina muito suave. "Her" é portanto uma história de amor pouco convencional que mistura ficção científica e romance num doce conto que explora a natureza do amor e as formas como a tecnologia nos isola e nos conecta.

Justificação - O ainda jovem  Spike Jonze é um génio e "Uma História de Amor" é mais uma prova disso. Está longe de ser um daqueles filmes poderosos, mas é uma produção romântica e dramática quase perfeita e repleta de algumas deliciosas mensagens intimas que, juntamente com uma intriga fortíssima, vergam o espetador a um bom espetáculo cinematográfico com um toque de doçura impressionante.

A Grande Beleza/ La Grande Bellezza
Realizado por Paolo Sorrentino
Com Toni Servillo, Carlo Verdone, Sabrina Ferilli 
Género - Comédia Dramática
Crítica - AQUI

Sinopse - Senhoras da aristocracia, novos-ricos, políticos, criminosos de alto nível, jornalistas, atores, nobres decadentes, prelados, artistas e intelectuais – verdadeiros ou presumidos – tecem a trama de relações inconsistentes, todos engolidos por uma Babilónia desesperada que se agita nos palácios antigos, nas imensas vivendas, nas mais belas esplanadas da cidade. Encontram-se todos lá. E não mostram o melhor de si. Jep Gambardella, sessenta e cinco anos, escritor e jornalista, indolente e desencantado, os olhos perpetuamente embebidos de gin tonic, assiste a esse desfile de uma humanidade oca e derrotada, poderosa e deprimente. Uma fraqueza moral vertiginosa. E, no fundo, Roma, o verão. Esplêndida e indiferente. Como uma Deusa morta.

Justificação - Vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2013, "A Grande Beleza" devolveu ao Cinema Italiano o sucesso de outrora. É um projeto imaculado que faz justiça ao estilo clássico das grandes dramédias italianas do passado, mas claro que "A Grande Beleza" consegue juntar ao seu requinte natural um pouco de irreverência digna dos tempos modernos.

Nebraska
Realizado por Alexander Payne
Com Bob Odenkirk, Bruce Dern, Will Forte, Stacy Keach
Género – Drama
Crítica - AQUI

Sinopse – Um pai alcoólico junta-se ao seu filho para fazer uma viagem desde Billings (Montana) até Lincoln (Nebraska), passando por uma cidade decadente, onde o pai cresceu e onde ainda tem alguns assuntos por resolver.

Justificação - É simples mas perfeito. Já se sabe que Alexander Payne é um perfecionista, mas "Nebraska" acaba por surpreender até aqueles que já esperam o melhor deste cineasta que, mais uma vez, focou todas as suas energias criativas numa dramédia singular que, quase sem dar por isso, explora muitas questões pertinentes durante uma jornada familiar também ela muito tocante e divertida.

 
O Ciclo Interrompido/ The Broken Circle Breakdown 
Realizado por Felix Van Groeningen 
Com Veerle Baetens, Johan Heldenbergh, Nell Cattrysse 
Género - Drama
Crítica - AQUI

Sinopse - Apesar das diferenças, Elise e Didier formam um casal apaixonado. Ela é dona de uma loja de tatuagens, tem uma cruz tatuada no pescoço e mantém os dois pés bem firmes no chão. Ele toca banjo numa banda e é ao mesmo tempo um ateu convicto e um romântico incorrigível. A felicidade do casal parece completa com a chegada da filha, Maybell, mas, aos seis anos de idade, a menina adoece gravemente e o casal enfrenta a sua primeira crise.

Justificação - É um daqueles filmes poderosos que não se esquecem muito facilmente. Esta grande obra belga é, muito provavelmente, um dos grandes melodramas dos últimos anos e consegue levar às lágrimas até a pessoa mais distante com a sua ode ao sofrimento humano e familiar, que demonstram bem o poder depressivo das tragédias e o negativismo da vida.

Lego: O Filme/ The Lego Movie
Realizado por Phil Lord 
Com Chris Pratt, Will Ferrell, Elizabeth Banks
Género - Animação 
Crítica - AQUI

Sinopse - Emmet (Chris Pratt), uma anónima, absolutamente escrupulosa e mediana mini-figura da LEGO, que é confundida não só como alguém absolutamente especial e extraordinário, mas também como a chave para a salvação do mundo, vendo-se recrutado para uma aliança de estranhos, conhecidos como ‘Os Construtores’, numa grande aventura para impedir o terrível tirano da LEGO, ‘Lorde Negócios’, de colar todo o universo.

Justificação - O primeiro grande candidato a aparecer ao Óscar de Melhor Filme de Animação de 2014 será, muito provavelmente, o que irá vencer o tão desejado prémio. É uma mega produção divertidíssima, tanto para pequeno como para graúdos, que pega no extravagante mundo imaginário dos Legos para construir uma intriga cheia de aventura e animação rodeada por belos cenários computorizados. 

Fruitvale Station - A Última Paragem
Realizado por Ryan Coogler 
Com Michael B. Jordan, Octavia Spencer, Melonie Diaz 
Género - Drama 
Crítica - AQUI

Sinopse - Uma história baseada em fatos reais. Oscar Grant (Michael B. Jordan) é um jovem afro-americano de apenas vinte e dois anos que, no último dia do ano, vive um momento turbulento e trágico.

Justificação - Foi a grande surpresa do Festival de Sundance em 2013 e, apesar de não ter chegado aos Óscares, "Fruitvale Station - A Última Paragem" deixou bem a sua marca junto da imprensa e do público. A sua história é digna de seguir, não só porque tem um amplo valor moral, mas também porque está muito bem conseguida  a muitos níveis.

O Congresso/ Le Congrés
Realizado por Ari Folman 
Com Robin Wright, Harvey Keitel, Jon Hamm 
Género - Animação/ Drama 

Sinopse - Uma atriz em fim de carreira (Robin Wright) decide aceitar uma proposta ousada, mas muito bem paga, para ter melhores condições para cuidar do seu filho, portador de uma deficiência física. Segundo o acordo, ela deve colaborar com uma empresa que vai fazer uma versão digital da sua imagem, criando assim uma atriz virtual idêntica a ela. Enquanto a empresa pode utilizar essa imagem virtual para os fins que desejar, a atriz real será proibida de atuar até o resto da sua vida. Aos poucos, ela começa a perceber as consequências catastróficas da atitude que tomou.

Justificação - Já se esperava muito de "O Congresso", até porque Ari Folman é um grande contador de histórias, como provou no passado com "Valsa Com Bashir". As expetativas de todos os que esperavam um bom filme não ficaram àquem do esperado, já que "O Congresso" é feito de uma grande história, mas também de uma grande componente animada/ técnica nada abonecada, que se enquadra na perfeição com o valor de um guião muito inteligente que toca em bons pontos sobre a mentalidade humana.

Grande Budapest Hotel
Realizado por Wes Anderson 
Com Ralph Fiennes, Tony Revolori, F. Murray Abraham 
Género - Comédia 
Crítica - AQUI

Sinopse - No conturbado período político entre as duas guerras mundiais, o famoso gerente de um hotel europeu conhece um jovem empregado e os dois tornam-se melhores amigos. Entre as aventuras vividas pelos dois, constam o roubo de um famoso quadro do Renascimento, a batalha pela grande fortuna de uma família e as transformações históricas durante a primeira metade do Século XX.

Justificação - Há que tirar o chapéu a Wes Anderson, um jovem realizador que a cada filme que faz parece aproximar-se cada vez mais da perfeição. O seu estilo bem particular já é uma marca distinta do cinema moderno à qual não conseguimos escapar e sem a qual já não conseguimos viver. Este seu novo projeto é mais um exemplo da sua imaginação, sendo também mais uma produção de valor que se junta a uma ilustre lista onde já constam outras obras de valor, como "Moonrise Kingdom" ou "Fantastic Mr.Fox".

A Lancheira
Realizado por Ritesh Batra
Com Irrfan Khan, Lillete Dubey
Género - Romance
Crítica - AQUI

Sinopse - Um erro no usualmente eficaz serviço de entrega de lancheiras provoca a relação entre Ila Vaid, uma jovem mulher desprezada, e Saajan Fernandes, um homem perto da idade da reforma. Por via destas lancheiras, ambos iniciam uma correspondência e começam a sonhar com outra vida.

Justificação - E que grande surpresa é este romance indiano que apanhou de surpresa o público e a imprensa em todo o mundo. Os toques de Hollywood são visíveis ao longo de todo o filme, mas "A Lancheira" consegue ilustrar ainda assim a realidade social indiana e contar, pelo meio, uma vibrante história de amor e amizade que, felizmente, pouco deve à previsibilidade.

Só Os Amantes Sobrevivem/ Only Lovers Left Alive
Realizado por Jim Jarmusch
Com Tilda Swinton, Tom Hiddleston, John Hurt 
Género – Drama
Crítica - AQUI

Sinopse – A história de amor entre dois vampiros que estão cansados da sociedade onde vivem, e cuja relação é subitamente interrompida pela incontrolável irmã da vampira.

Justificação - A peculiaridade de Jim Jarmusch está bem presente  neste seu novo trabalho, que dá um twist revigorante aos filmes de vampiros. As prestações magnéticas e hipnotizadoras de Tilda Swinton e Tom Hiddleston são perfeitas e dão um poder extra a uma intriga meia romântica e meia filosófica que, como um vampiro prestes a atacar a sua presa, hipnotiza-nos e subjuga-nos à sua vontade.

Locke
Realizado por Steven Knight 
Com Tom Hardy, Ruth Wilson, Andrew Scott 
Género - Thriller
Crítica - AQUI

Sinopse - Ivan Locke trabalhou arduamente para conseguir a vida que ambicionava, dedicando-se ao trabalho que gosta e à família que adora. Na véspera do maior desafio da sua carreira, Ivan recebe um telefonema que desencadeia uma série de eventos que irão por em causa a sua família, o trabalho e a sua alma. Com toda a ação a decorrer ao longo de uma viagem de carro, Locke demonstra como uma decisão pode levar ao completo colapso de uma vida.

Justificação - É um thriller diferente que puxa muito de Tom Hardy, um popular astro de Hollywood que, após vários bons filmes, provou agora sem margem para dúvida que é mesmo um ator fantástico. Sem Hardy, "Locke" não seria tão bom, mas verdade seja dita que há também que se dar o devido crédito a Steve Knight, que com pouco conseguiu construir um filme repleto de suspense e surpresas. 

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial