Top 10 - Os Melhores Filmes de 2014

O ano está quase a terminar e chegou por isso a altura de escolher aqueles que foram, no meu entender, os Melhores Filmes de 2014. Eu relembro que esta lista versa apenas sobres os filmes que estrearam nas salas de cinema portuguesas entre Janeiro e Dezembro de 2014, não estando por isso incluídos os filmes de 2014 que vão estrear em 2015, ou os filmes de 2014 que nem sequer vão passar por cá.

1º - Grand Budapet Hotel

Entre todos os filmes estreados em 2014, "Grand Budapest Hotel" foi o melhor e o mais interessante de todos. Este mais recente filme de Wes Anderson é bastante fiel ao estilo clássico e divertido deste ainda jovem cineasta americano, mas o que importa ressalvar nesta obra, para além de um grandioso elenco e de uma espetacular componente visual e sonora, é o seu magistral guião que percorre todos os géneros da sétima arte com uma habilidade impressionaste, desde o humor negro, ao suspense criminal e até mesmo passando pelo drama humano. É um filme completo que, embora não seja tão inovador como "Boyhood" ou dramático como "12 Years a Slave", representa tudo aquilo que um grande filme deve ser e oferecer ao público.  

2º - The Wolf of Wall Street

É o filme mais divertido, excêntrico e maluco do ano. É um filme notável que, para além de se assumir como uma cinebiografia que foge dos parâmetros da normalidade, destaca-se como um dos produtos mais empolgantes que tive oportunidade de ver nos cinemas nos últimos anos, sendo porventura um dos melhores filmes de Martin Scorsese. É daqueles filmes que se vê uma e outra vez e nunca cansa, porque é simplesmente viciante.

3º - Nightcrawler

A grande surpresa de 2014 é, claro está, um dos grandes filmes do ano. No inicio ninguém dava muito por ele, mas é preciso ver "Nightcrawler" para compreender e apreciar a sua espetacularidade. É um daqueles filmes inesquecíveis, especialmente porque a sua intriga gira em torno de uma das personagens mais fascinantes dos últimos tempos e, as suas particularidades aliadas a uma grande performance de Jake Gyllenhaal, fazem deste sombrio projeto uma das maiores delícias do ano.

4º - A Grande Beleza

Para além de prestar uma homenagem atípica aos grandes clássicos do cinema italiano, "A Grande Beleza" tem o mérito de ser a primeira grande obra cinematográfica que a Itália produz em alguns anos, algo que poderá ajudar a relançar toda a indústria italiana para novos vôos e, quem sabe, recuperar o prestigio que já lhe vem escapando desde o final do Século XX. Esta possibilidade só é uma realidade graças a este filme de Paolo Sorrentino, uma brilhante obra de humor e drama que claramente pretence a uma liga aparte das obras americanas. 

5º - Boyhood

Filmado ao longo de doze anos, "Boyhood" ficará para a história como um marco importante da sétima arte, porque até agora, Hollywood nunca tinha visto algo de semelhante numa longa metragem, mas embora tenha uma peculariedade notória que o torna genial e excepcional, "Boyhood" apenas fica a meio da tabela no que toca aos melhores filmes do ano. Não é que não seja um grande filme, porque é e ninguém pode duvidar disso, mas apesar de estar muito bem feito e de ser revolucionário, parece faltar algo a esta bela longa metragem que, ainda assim, é um dos retatos mais puros da vida real que alguma vez veremos num trabalho de ficção. 

6º - Broken Circle Breakdown

Não houve filme em 2014 que puxasse tanto à lágrima como "Broken Circle Breakdown", uma magistral produção belga que destaca-se facilmente como um dos produtos melodramáticos mais emotivos e brilhantes dos últimos anos. É daqueles filmes que não se esquecem facilmente e que puxam de uma forma rara pelos sentimentos mais profundos de quem o veja. Se pensa que é impermeável à depressão humana ou emocional, então veja "Broken Circle Breakdown" para por à prova essa teoria. 


7º - 12 Years a Slave

Vencedor do Óscar de Melhor Filme, "12 Years a Slave" não foi para mim o melhor filme de 2013 nem de 2014, mas claro que esta obra de Steve McQueen é um projeto cinematográfico sublime que retrata com elevado primor dramático uma impressionante história real que reforça o lado mais pesado de uma das épocas mais negras da história americana.

8º - Her

Só posso começar por dizer que existem poucos cineastas como Spike Jonze, uma mente muito criativa que foi capaz de criar com "Her", um romance dramático que toca fundo nos corações das gerações atuais que já estão tão dependentes da tecnologia. É um filme que perdurará no tempo e que as gerações futuras verão porventura com ainda mais proximidade, por isso é que "Her" é tão bonito e cativante, não só porque tem no seu epicentro uma história romântica muito bonita e interessante, mas também porque foca questões que valem a pena abordar porque nunca foram tão pertinentes como agora.

9º - Gone Girl

Já se sabia à partida que "Gone Girl" ia ser um grande filme, primeiro porque na sua base está um consagrado livro, mas também porque à frente deste projeto estava David Fincher, um dos principais cineastas da sua geração que raramente desilude e, verdade seja dita, que uma vez mais não desiludiu e brindou o público com um dos melhores thrillers do ano que consegue surpreender quem o vê do ínicio até final.

10º - Only Lovers Left Alive

Um drama vampírico com toques filosóficos só poderia ter sido criado por um cineasta do calibre de Jim Jarmusch, que com esta pequena pérola independente refrescou o gasto género de filmes vampíricos, como criou um poderoso trabalho dramático e romântico que ilustra algumas importantes noções filosóficas sobre a vida e a melancolia. 

Bónus - The Babadook

A par de "Nightcrawler", "The Babadook" foi uma das surpresas mais positivas de 2014. Este pequeno mas ao mesmo tempo grandioso filme de terror australiano prova que este género ainda tem muito para explorar e oferecer ao público, desde que se saiba criar algo que valha a pena ver com os meios que se tenha à disposição.  

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial