Guia Para Escolher o Filme Ideal Para Eles e Elas…Num Encontro Romântico Numa Sala de Cinema

Escolher o filme ideal para se ver em determinada situação pode tornar-se num dilema complicado de resolver quando não se tem um plano definido ou uma preferência certa. Para ajudar nesta questão tão complicada e que nos rouba sempre muito tempo, o Portal Cinema apresenta o tão aguardado: Guia Para Escolher o Filme Ideal Em Diversas Situações do Quotidiano para Eles e para Elas. 
Nesta primeira parte vamos focar toda a nossa atenção nos dilemas cinematográficos que afetam a população masculina e feminina num cenário de encontro romântico. O objetivo desta primeira parte é ajudar os homens e as mulheres para que possam reagir com grande brilharete da próxima vez que sejam confrontados com algum destes cenários prováveis ou improváveis, dependendo dos caso. É claro que o objetivo principal também pode passar por criar um post divertido para, quem sabe, desbloquear a conversa em alguma situação específica ou então justificar uma má opção, mas isso caberá ao leitor decidir. Estamos aqui para ajudar…..ou não.

1 – Primeiro Encontro Romântico Numa Sala de Cinema: Para Eles

Uma ida ao cinema é sempre um cliché seguro para uma saída romântica e, muitas vezes, por ser um sítio público e geralmente seguro é sempre uma opção a ter em conta para um primeiro encontro. Não importa aqui discutir os méritos e deméritos deste cenário, já que isso é uma boa ideia para um outro post, mas importa sim falar sobre o que deve fazer perante esta situação. 
As regras de boa etiqueta social do Século XX ordenam que o homem pergunte sempre à sua acompanhante que filme é que quer ou mais gostaria de ver e, seja qual for o filme escolhido, terá sempre de ser a escolha da sessão. Esta é a opção mais segura para um primeiro encontro, até porque se desconhece por esta altura que tipo de filmes é que ela aprecia. A esta regra básica impõem-se outra complementar que nos diz que cabe ao homem pagar os bilhetes e ainda qualquer snack que ela deseje (Em Regra o Combo de Pipocas e Bebida) e mesmo que não deseje a pergunta tem sempre de ser feita. 
Isto era muito bonito no Século XX, mas no Século XXI……a ideia mantém-se a mesma. Embora exista junto de nós uma ideia progressiva de igualdade entre os sexos, existem algumas situações que não mudam e esta é o exemplo clássico do Cavalheirismo Igualitário que, de certa forma, joga muito a seu favor, mais até do que dela, porque neste ponto de situação de primeiro encontro é sempre recomendável deixá-la fazer a opção em causa porque se desconhece, à partida, qual é o tipo de filmes que mais aprecia. Para além de boa educação e de estimular mais uma boa conversa, este comportamento também é positivo do ponto de vista estratégico, porque assim, revertendo o ónus da pressão, sabe que não cometerá erros neste tópico e, vamos ser honestos, a escolha do filme num primeiro encontro importa alguma coisa ao sexo masculino?
Tudo isto é muito bonito, mas se ela disse que tanto lhe faz porque não liga muito a filmes, então já sabe que pode começar a pensar em formas de salvar uma noite que se avizinha complicada…..E podem vocês também perguntar, já agora, se não fica bem ao homem mostrar uma atitude de força ou audácia e surpreender a acompanhante com a escolha de um filme sem a consultar, pois bem, tentem e depois falem comigo para editar (ou não) o texto….. 

1 – Primeiro Encontro Romântico numa Sala de Cinema: Para Elas

O importante é retirar ou aliviar a pressão da parte contrária e não deixá-lo escolher sozinho o filme, porque o resultado será quase de certeza uma escolha mediana que tem por base clichés femininos….O importante é não esperar grandes atitudes da parte contrária e tomar conta da noite cinematográfica para esta sair perfeita e, com isso, ver também aquele filme que secretamente anda desejosa por ver e que ainda não teve tempo para tal….E porque não partilhar essa experiência com uma boa companhia? 
Não se preocupe com o que ele vai pensar do filme ou não, porque nem você acredita que ele se importa minimamente com o filme que vão ver num primeiro encontro. É claro que você também não se preocupa, mas ele pensa exatamente o contrário, por isso faça de conta que se preocupa e dê sugestões caso lhe seja perguntado e, já sabe, faça pressão para escolher um filme que saiba que vá gostar e não um que não vá gostar mas que ele pode gostar….Este último ponto aplica-se também aos Homens....

2 - Encontro Romântico numa Sala de Cinema – Para Eles

E se não for uma primeira saída, a sugestão dada no ponto 1 é igual? É claro que não, porque agora presume-se que o homem tenha a obrigação natural de saber:  1) Se ela gosta ou não gosta de cinema; 2) Que tipo de filmes é que gosta ou qual é aquele filme específico do qual viu o trailer ou então leu uma crítica fantástica no Portal Cinema que a deixou curiosa.
É esta a altura ideal para ganhar pontos e mostrar que já a conhece ou ouviu com plena atenção o que ela disse no passado e pode, assim, escolher com toda a segurança aquele filme que ela de certeza vai gostar ou, então, queria muito ver em boa companhia. Já a questão de pagar os bilhetes e os snacks, bem isso agora fica na sua consciência porque não mando na sua carteira…..
Numa fase mais avançada da relação, acho que já chegou a altura de ambos falarem sobre o filme que ambos querem ver não? E se ela quiser ver um filme que você não quer, então faça o sacrifício porque da próxima poderá fazer um forcing especial para ver aquele filme de terror ou ação que quer mesmo ver no cinema.

2 - Encontro Romântico numa Sala de Cinema - Para Elas

Já numa fase diferente e adiantada do relacionamento de ambos, tem de pôr à prova a sua companhia e, por isso, espere para ver o que ele faz perante uma situação onde tem que escolher um filme para os dois…Mas após o teste volte a pegar nas rédeas das escolhas cinematograficas e fomente a discução pelas opções ou então dê dicas à contra parte sobre aquele filme que anda desejosa por ver, caso contrário arrisca-se a nunca ver outro bom filme numa sala de cinema.... 
É claro que, com o andar da vida, deve sempre fazer aquela pressão extra para escolher o filme que quer muito ver, mas se as opções de cinema do casal dependerem sempre muito de um ou de outro há que, por vezes, equilibrar a balança e fazer a vontade à outra parte e ver aquele filme que não apetece nem ao Menino Jesus….como o novo "Taken"......

3 – Quando Dois Casais Combinam Ir Ao Cinema – Para Eles e Elas

Pode ser uma bênção ou uma maldição…..Um encontro duplo pode ter vários cenários e todos nós já passamos por muitos deles. O que por norma acaba por acontecer é que a parte feminina acaba por puxar a parte masculina para um filme específico e a rendição torna-se rapidamente evidente para todos e, perante a força coletiva, há que aceitar a derrota….É uma regra estabelecida e ambos os sexos parecem estar de acordo neste tópico, por isso para que é que se vai mudar a tradição?
Num encontro duplo mais progressivo, então pode haver uma divisão onde uma parte vai a uma sessão e a outra parte vai a outra, mas para isto é preciso mesmo ser muito progressivo ou então completamente audaz e desinteressado, dependendo é claro da divisão entre partes que é feita….cof cof. Vá não vamos ser preversos, estava apenas a falar na típica divisão: 1) Casal para um Lado, Casal para Outro ou então 2) Homens para a sessão de "Transformers" e Mulheres para a sessão de "Fifty Shades of Grey".

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial