Festa do Cinema Italiano Chega ao Porto

A Festa do Cinema Italiano em Lisboa termina já no dia 2 de Abril, faltando ainda passar pelo Cinema São Jorge várias exibições de alguns filmes de qualidade, como o clássico “O Bom, O Mau e o Vilão” ou os filmes recentes “O rapaz Invisível” e "La sedia della Felicità". A 8 ½ Festa do Cinema Italiano avança agora para o Porto, entre 9 a 12 de Abril, na Casa das Artes. Ao todo serão exibidos nove filmes e uma sessão dedicada aos mais novos. Na sessão de abertura, 9 de abril, às 21h30, é exibido "Il giovane favoloso", de Mario Martone, sobre o grande poeta italiano Giacomo Leopardi. No dia seguinte, às 18h30, "Torneranno i Prati", de Ermanno Olmi, um grande mestre do cinema italiano, mostra-nos uma noite cheia de neve, silêncio, cansaço, medo e resignação nas trincheirasdo planalto do nordeste italiano, no final da Primeira Guerra Mundial. À noite, às 21h30, viajamos até ao mundo da''ndrangheta, uma das organizações mafiosas mais poderosas do mundo, em "Almas Negras"/"Anime Nere", de Francesco Munzi, um filme noir de extraordinária força emotiva e coerência narrativa, que recebeu treze minutos de aplausos após a projeção oficial no Festival de Veneza e terá estreia em Portugal, com distribuição da Il Sorpasso.
Sábado, 11 de Abril, as sessões têm início às 16h00, com "Il treno va a mosca", de Federico Ferrone e Michele Manzolini, documentário sobre um grupo de habitantes que, em 1957, vive numa pequena aldeia quase inteiramente comunista e organiza uma viagem até à "terra prometida", a União Soviética, uma oportunidade raríssima naquela época, especialmente para pessoas de condição tão humilde. Às 18h00, Asia Argento mostra-nos "Incompresa", um retrato autobiográfico de uma infância surreal, por vezes, leve e outras perturbadora, na Itália dos Anos 80, com Charlotte Gainsbourg. Às 21h30, "Noi e la Giulia", de Edoardo Leo, é uma comédia, grande sucesso de bilheteira em Itália, sobre três amigos de quarenta anos que decidem fugir da cidade e iniciar um projeto de turismo rural no sul de Itália, onde se deparam com Vito, um mafioso extravagante, que faz parte do clã que controla a região. No Domingo, Topo Gigio dá início ao último dia da Festa do Cinema Italiano no Porto, às 11h00, com um laboratório infantil dedicado a crianças entre os três e os seis anos, com excertos de filmes e atividades didáticas. Às 16h00, o festival leva-nos até uma das mais belas e desconhecidas regiões de Itália, no sul do país, Basilicata."Basilicata coast to coast", de Rocco Papaleo, é uma comédia musical, onde um grupo de músicos atravessa esta região de costa a costa, num percurso divertido e lunático. Às 18h30, é apresentada a antestreia "Il Ragazzo Invisible", de Gabriele Salvatores, sobre um adolescente que descobre um fato que tem superpoderes e o torna invisível. Ficção e comédia, num filme rico em emoções. Na sessão de encerramento, às 21h30, é apresentada a comédia "La sedia della felicità", de Carlo Mazzacurati, sobre a busca por uma cadeira onde poderá estar escondida uma verdadeira fortuna. Os bilhetes custam 3,50€ (normal), 2,50€ (Estudante, Sénior ASCIP) e 0,50€ (Associado Cineclube do Porto). A Festa do Cinema Italiano segue depois para Évora de 15 a 18 de Abril, Caldas da Rainha de 25 a 27 de Abril, Loulé de 1 a 3 de Maio e Coimbra de 5 a 7 de Maio e além-fronteiras, viajando para Angola e Moçambique.


0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial