Tribunal Francês Declara Que Lockout Plagiou Escape From New York

Um tribunal francês deu razão ao experiente cineasta John Carpenter e aos demais produtores e responsáveis pelo clássico "Escape From New York" (1981) num processo judicial que estes interpuseram em conjunto contra a EuropaCorp e Luc Besson por considerarem que os guionistas Stephen St. Leger e James Mather, responsáveis pelo thriller "Lockout" (2012), plagiaram as ideias base do filme de 1981 protagonizado por Kurt Russel. 
A decisão do tribunal explica que, apesar dos dois filmes desenrolarem-se em épocas e espaços completamente diferentes, ambos partilham semelhanças inegáveis que são muito suspeitas, isto porque a trama de "Lockout" parece usurpar muitos traços de originalidade do clássico "Escape From New York", especialmente em pormenores cuja repetição seria facilmente evitável, como as bases das jornadas de ambos os protagonistas que, curiosamente ou não, são pautadas pelas mesmas motivações, circunstâncias e até pelo mesmo desenrolar, como se comprova pelo caso flagrante de em ambos os filmes o protagonista encontrar numa prisão de alta segurança um velho amigo que acaba por morrer no decurso da sua missão. O tribunal condenou a EuropaCorp a pagar uma indemnização de trinta mil euros  a John Carpenter, dez mil euros ao guionista Nick Castle e cinquenta mil euros às empresas que detém os direitos sobre o clássico. 
É de recordar que em "Lockout", Guy Pearce interpreta um condenado que, para conquistar a sua liberdade, tem que salvar a filha do Presidente dos EUA de uma prisão de máxima segurança no espaço. Já em "Escape From New York", Kurt Russel interpreta Snake Plissken, um conhecido criminoso que é contratado pelo Governo dos EUA para se infiltrar em Nova Iorque que no futuro se torna numa prisão de alta segurança, onde o Presidente dos Estados Unidos foi sequestrado.



0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial