Jornal do Vaticano Crítica o Novo Star Wars....Por Não Ter Tanta Maldadade Como se Esperava

O L'Osservatore Romano, o jornal oficial do Vaticano, publicou uma crítica a "Star Wars: The Force Awakens" bastante negativa. À semelhança do Portal Cinema (AQUI) e de outros meios de comunicação internacional, também o L'Osservatore Romano considerou que este filme de J.J. Abrams mais parece um reboot sem classe dos primeiros filmes do franchise. Esta não é, contudo, a opinião mais curiosa desta crítica. O que é curioso e de certa forma bizarro é que este jornal afeto ao Vaticano considerou que "Star Wars: The Force Awakens" precisava de ter mais maldade. Parece estranho, mas o L'Osservatore Romano considerou que Kylo Ren, o vilão deste novo capítulo, não transmite tanta maldade como Darth Vader (James Earl Jones) ou Palpatine (Ian McDiarmid). O jornal afirma que o sentimento de maldade que estes vilões do passado transmitiram nos primeiros filmes é muito superior e mais genuíno, algo que era muito apreciável no contexto dessas obras. O problema, para o Vaticano, é que esse sentimento de maldade não existe nesta nova entrega. Então? Estava à espera que o Vaticano dissesse que "Star Wars: The Force Awakens" não tinha maldade suficientemente?

1 comentários:

  1. É um personagem que está dividido entre o lado Negro e a Luz. Claro que ele não vai ser tão intimidador como o Darth Vader, é suposto ser só um jovem que o tenta imitar.

    ResponderEliminar

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial