Polémica em Hollywood - Fãs e Família de Michael Jackson Revoltam-se Contra a Escolha de Um Ator Branco Para Interpretar o Falecido Cantor Em Telefilme

A escolha de Joseph Fiennes para interpretar Michael Jackson no telefilme de humor "Elizabeth, Michael and Marlon" está a gerar polémica em Hollywood e nos Estados Unidos. Os principais críticos são, como é óbvio, os membros da família de Michael Jackson que, para além de não concordarem com a escolha do ator, não concordam com o filme em si. O sobrinho do cantor, TJ Jackson, declarou até que a história desta comédia, que será produzida pela Sky Arts, é gravemente ofensiva e mentirosa. A família acredita também que os desejos de Jackson não passavam por ter um ator branco a interpretá-lo no cinema, muito menos um ator branco e britânico. Estas declarações são reforçadas por uma entrevista que Jackson deu a Oprah Winfrey em 1993, onde afirmou que não gostaria de ser interpretado por um ator branco.
Também Hollywood e a Comunidade Afro-Americana já se mostraram contra esta produção britânica, cuja história irá acompanhar uma espécie de viagem que Michael Jackson, Elizabeth Taylor e Marlon Brando fizeram de Nova Iorque até Los Angeles após o 11 de Setembro. Os ataques a esta produção não se prendem apenas com a escolha de Fiennes para interpretar Jackson, mas também com o teor da narrativa que mexe com o 11 de Setembro mas também com outras duas lendas da cultura pop americana, Marlon Brando e Elizabeth Taylor, que serão respetivamente interpretados por Brian Cox e Stockard Channing. Fiennes já veio defender esta produção e o seu papel, apesar de ter revelado que também ficou surpreso pelo convite que recebeu para interpretar Jackson devido à sua cor de pele. "Elizabeth, Michael and Marlon" deverá ser lançado ainda em 2016.

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial