Crítica - Cartas de Guerra (2016)

Realizado por Ivo M. Ferreira
Com Miguel Nunes, Margarida Vila-Nova, Ricardo Pereira

Há tantos pontos para abordar sobre o filme, limito-me aos que para mim foram os mais relevantes. Aprecio e acho que é de louvar que se faça cinema português e que o mesmo tenha qualidade, aqui para mim o Canijo será sempre o melhor.
Neste filme de Ivo Ferreira gostei da fotografia, da banda sonora, gostei do filme quando não era narrado por Margarida Vila-Nova, que tem uma voz melódica é um facto, mas acho que o realizador levou demasiado a peito a questão das cartas. “Cartas de Guerra” é quase todo narrado, perde-se um bocado, pois quando não estamos em modo narrativa é tão mais interessante.
Confesso que tive momentos em que estava quase a dormir, mas aí acho que foi o efeito calor insuportável que se fazia sentir no Auditório da Culturgest. O filme relata uma época da nossa história que é importante saber cada vez mais. Gostei tanto do actor Miguel Gomes, o miúdo tem aquela garra, aquele olhar penetrante, aquela profundidade que faz um bom actor. Saliento também o discurso do realizador, foi humilde e consistente, gostei. Esperava mais, confesso, mas eu tinha expecativas muito altas em relação a este filme. Mas é de louvar ter uma sala cheia para assistir a um filme português.
Primeiro estranha-se, depois entranha-se. Saí da Culturgest entediada, cheia de dores de cabeça pelo calor que se fazia sentir na sala, depois no caminho para casa, nas horas que foram passando o filme foi-se entranhando em mim. Gostei do discurso do realizador, gostei da fotografia, gostei da banda sonora. Acho que a narrativa torna o filme pesado, às vezes entediante, mas entranhou-se em mim.
Gostei da profundidade inquietante do António (Protagonista). Gostei de ver uma sala cheia de pessoas a ver cinema português. Há algo no filme que me perturba e fascina. O tema do filme é perturbador, a nossa Guerra não foi brincadeira e aquele isolamento era real, agora a narrativa, por vezes, tornou o filme pesadíssimo. É normal ter ficado a pensar, afinal o filme aborda um passado recente.

Classificação - 4,5 Estrelas em 5

Artigo Elaborado por La Dolce Rita

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial