Investigação do The Wall Street Journal Revela Que The Wolf of Wall Street Foi Parcialmente Financiado Com Dinheiro Roubado!

Uma reportagem de investigação do The Wall Street Journal está a causa polémica em Hollywood. O conceituado jornal norte-americano revela que a comédia "The Wolf of Wall Street", de Martin Scorsese, foi parcialmente financiado com dinheiro desviado dos cofres públicos da Malásia. A história é complexa mas explica que a Red Granite, uma das produtoras do filme, investiu cem milhões de dólares nesta produção, mas os investigadores do jornal acreditam que essa avultada quantia teve origem num crime, já que terá sido retirado, ilegalmente, de um fundo estatal criado pelo Governo da Malásia com o objetivo de estimular o crescimento económico deste país asiático por via de apoios diretos a projetos com fortes possibilidades para rentabilizar o país. Um dos problemas é que "The Wolf of Wall Street" não poderia candidatar-se a este apoio porque não tem qualquer ligação com a Malásia, mas este acaba ainda, assim assim, por ser o menor dos problemas deste caso que parece estar repleto de ilegalidades e problemas morais.
O jornal revela que este dinheiro terá sido entregue à Red Granite pela 1Malaysia Development Berhad, uma empresa fundada por Najib Razak, atual primeiro ministro da Malásia que, presentemente, está a ser investigado por ter cometido atos ilícitos na administração do país. A Red Granite terá, alias, sido criada para lavar dinheiro, como outras empresas apoiadas pela 1Malaysia Development Berhad, sobre a qual incidem suspeitas de ter movimentado mais de onze mil milhões de dólares de forma ilícita. É por isto mesmo que a imprensa americana revela que há indícios que este caso é apenas a ponta do iceberg relativamente a um escândalo ainda maior que envolve a Red Granite Pictures e a 1Malaysia Development Berhad. Procurados pelo The Wall Street Journal, Najib e o seu sobrinho Riza Aziz, Presidente da Red Granite, negaram todas as acusações. Os representantes de Martin Scorsese e do ator Leonardo DiCaprio preferiram não comentar este assunto que poderá chegar em breve aos tribunais. 


0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial