Crítica - El Clan (2015)

Realizado por Pablo Trapero 
Com Guillermo Francella, Stefanía Koessl, Peter Lanzani

Aclamado nos festivais de Veneza e Toronto e, claro está, na Argentina e restante América do Sul, "El Clan" convence a todos os níveis. Não é excelente como "El Secreto de Sus Ojos", provavelmente o thriller argentino que em Portugal mais pessoas viram e conhecem, mas importa dizer que  "El Clan" não lhe fica muito atrás em qualidade. E só isto diz muito sobre esta obra de Pablo Trapero. É precisamente a Trapero que deve ser creditado este belo sucesso. Por intermédio de um tom tenso e familiar, mas mesclado com um forte teor comercial, Trapero permitiu que "El Clan" se tornasse num thriller competente que fica na retina por, primeiro, ter tão bom aspeto e, segundo, por ter uma historia genuinamente interessante. 
Habilmente interpretado, especialmente por Guillermo Francella, "El Clan" retrata um dos casos criminais mais polémicos e populares da historia da Argentina que teve como protagonista a Família Puccio. Por detrás desta família típica do bairro tradicional de San Isidro, escondia-se um sinistro clã que se dedicava ao sequestro e assassinato de pessoas. Arquímedes, o patriarca, liderava e planeava as operações. Alejandro, o filho mais velho e estrela de um clube de rugby e da própria seleção nacional, servia-se da sua popularidade para afastar suspeitas. Os restantes membros da família tornaram-se cúmplices desta acção, vivendo dos avultados resgates pagos pelos familiares dos sequestrados que, na maior parte das vezes, acabaram mortos. Estas ações criminais acabaram por ser travadas, mas sem antes iniciar um dos casos policiais mais mediáticos da segunda metade do Século XX na Argentina. 



Esta complexa trama criminal bem verídica é aqui retratada e desconstruída por um tato comercial e criativo que promove o entretenimento e, em simultâneo, o realismo. Para além de ativo e intenso, este retrato também nos mostra um lado humano e familiar genuinamente curioso que incide, em especial, sob as questões da lealdade e liderança familiar. Estas movem a trama e os seus eventos essenciais, mas é a sua percepção e compreensão no complexo âmbito criminal em questão que tornam "El Clan" num thriller humano de excelência. E diz-se excelência com naturalidade, já que todos os elementos e detalhes de "El Clan" casam subalimente com toda a adrenalina e interesse natural de uma história real que, efetivamente, deu origem a um sublime filme com o equilibrado teor natural, familiar e criminal que a história em causa pedia. 


Classificação - 4,5 Estrelas em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial