Crítica - A Royal Night Out (2015)

Realizado por Julian Jarrold 
Com Sarah Gadon, Emily Watson, Rupert Everett 

Alegadamente baseado numa história real, "A Royal Night Out" explora um retrato juvenil e exageradamente romantizado da Noite de Vitória dos Aliados na 2ª Guerra Mundial. Tal retrato tem como protagonistas as Princesas Isabel e Margaret que durante a 2ª Guerra Mundial viveram enclausuradas no Palácio de Buckingham  e, por isso, aproveitaram a "V Night" para aproveitarem a sua juventude quase perdida. Sabe-se que, na realidade, as princesas Margaret e Isabel, hoje a Rainha Isabel II, festejaram o final da Grande Guerra, mas certamente de forma bem diferente daquela que é retratada neste filme. Isto porque a jornada de diversão que nos é apresentada é muito pouco plausível.


Idealizado para ter piada e explorar também um panorama mais romântico, "A Royal Night Out" está longe de cumprir tais parâmetros. Para além da sua piada escassa, "A Royal Night Out" também aposta num elemento romântico muito descabido e desleixado que quase insulta as personalidades reais cuja esta história fictícia tem como protagonistas. É porque mesmo ignorando o péssimo retrato histórico e romântico dos eventos em questão, não se pode ignorar a ausência de dimensão desta lenta obra, onde o entretenimento é banal e o romance é muito seco. Nota-se a espaços que havia potencial para mais, mas péssimas decisões conceptuais e um argumento demasiado fraquinho acabaram por originar um filme dispensável que não ficará na memória por muito tempo.

Classificação - 1,5 Estrelas em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial