Encontro de Cinema Juntou Distribuidores e Produtores

Promover o cinema nacional e debater a realidade da indústria nacional foi o objetivo do primeiro evento “Encontros do Cinema Português”, promovido pela NOS Audiovisuais com o apoio do ICA, e que contou com a presença de alguns dos principais agentes do setor. Este encontro surge no rescaldo da estreia da comédia "O Pátio das Cantigas", que foi o filme português mais visto em 2015, contribuindo para um crescimento de 6,2% de receitas brutas e 6,5% de espetadores dos filmes nacionais. Esta evolução deve-se, na opinião dos especialistas, ao caracter comercial deste filme. No entanto, Portugal continua a ser o país que detém as quotas de mercado mais baixas em espetadores para filmes nacionais, nomeadamente quando comparado com Espanha, Itália ou França. 
Na opinião de Filomena Serra Pereira (ICA) “A produção de cinema português vai crescer dado que o orçamento de apoios aumentou significativamente (57%). Por outro lado, o Plano Nacional do Cinema, que integra a nova lei do cinema, viu duplicar o número de alunos desta área de 10 mil, em 2015, para 20 mil em 2016”. Este crescimento na produção terá certamente efeitos no número de espetadores. Para Luís Mota, administrador da NOS Cinemas, “Os filmes que tiveram um maior número de espetadores refletem o esforço de promoção efetuado. Os exibidores têm de ter os filmes que os consumidores querem ver. Só assim será possível assistirmos a um crescimento em receitas e espetadores para os filmes portugueses e aproximarmo-nos de outros países europeus de referência”. Paulo Branco, que não esteve no evento, fez questão de enviar uma mensagem em vídeo onde destacou “o bom cinema que se faz em Portugal e que reflete inúmeros prémios que a produção nacional tem obtido além-fronteiras”. O produtor sublinha o poder histórico da indústria cinematográfica norte-americana “trata-se da segunda maior indústria exportadora dos Estados Unidos e é detentora de uma capacidade de investimento única. Torna-se, por isso, muito difícil para os outros países competirem com este cinema”. “É necessária mais ambição para que os filmes nacionais captem o público nacional e internacional” e reforça o bom exemplo do percurso da ficção nacional para televisão.  
Susanna Barbato, administradora da NOS Audiovisuais e mediadora do debate, considera que o cinema português tem imenso potencial para aumentar o número de espetadores por via de vários fatores: produto, comunicação, promoção e meios financeiros.  As opiniões dos intervenientes foram unanimes no que respeita à qualidade das salas nacionais e à diversidade da oferta. É necessário continuar a trazer para as salas de cinema a variedade que o público aprecia e continuar a apostar na tecnologia associada à experiência do cinema, também em Português. Neste capítulo, a grande novidade é um filme sobre as aparições de Fátima com data de estreia prevista para Abril ou Maio de 2017.  Neste contexto dos filmes de animação direcionados para as famílias, Luís Mota, da NOS Cinemas refere que “gostava de integrar a exibição dos mesmos (mesmo que curtas) no programa que a NOS promove em parceria com o Ministério da Educação e o ICA para levar, gratuitamente, crianças aos cinemas”.  Já Nuno Markl elogiou a melhoria qualitativa nas dobragens e no esforço de adaptação cultural dos filmes de animação exibidos em Portugal, destacando que em termos de produção continua a haver todo um caminho a percorrer. Estes encontros foram ainda marcados pela apresentação de alguns dos principais projetos nacionais a estrear nos cinemas durante este e os próximos dois anos: "A Ilha dos Cães", "O Fim da Inocência" , "O Último Cabalista de Lisboa", "Uma Vida À Espera", "O Protagonista", "Herdaste o Variedades", "São Jorge", "Mulheres", "Perdidos", "Seara do vento", "A Vida Íntima", "Porto Mon AMour", "Caminhos Magnéticos", "O Cinema, Manoel de Oliveira e EU", "Peregrinação", "Zeus", "O Sentido da Vida", "Fátima Caminhos da Alma", "Golpe de Sol", "Patrick", "Pedro", "Fé" e "Refrigerantes e Canções de Amor".

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial