Antecipando Um Enorme Fracasso, a Weinstein Company Manda Tulip Fever Para a Zona Morte de 2017

A Weinstein Company tinha grandes esperanças em "Tulip Fever", um drama de época protagonizado por Dane DeHaan, Alicia Vikander e Christoph Waltz que parecia destinado aos Óscares pela sua história e pelo seu estilo muito próprio. Mas pelos vistos a Weinstein odiou o resultado final e, por isso, desistiu de candidatar o filme à época de prémios, tendo preferido adiar a sua estreia para o primeiro trimestre de 2017. É nesta altura que costumam estrear os filmes mais pobres do ano dentro do género dramático, pelo que esta mudança só pode indiciar que "Tulip Fever" é um fracasso, até para os padrões do seu estúdio. A ver vamos. A sinopse deste drama é a seguinte: Holanda, Século XVII. O artista Jan van Loos (Dane DeHaan) é contratado para pintar o retrato do casal Sandvoort, mas apaixona-se pela jovem esposa do rico comerciante, Sophia (Alicia Vikander). Completamente envolvida no tórrido romance e cansada da existência infeliz ao lado do marido, Sophia decide fugir de casa para viver o amor.

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial