Crítica - Into The Forest (2016)

 
Realizado por Patricia Rozema 
Com Ellen Page, Evan Rachel Wood, Max Minghella 

Pouco divulgado e promovido na Europa, "Into The Forest" chegou ao FantasPorto 2016 após ter passado pelo Festival de Sitges, onde recebeu críticas amenas. A realidade é que também sairá do FantasPorto, e por qualquer outro festival por onde passe, com o mesmo tipo de críticas. E isto acontece porque se trata, apenas e só, de um projeto simples sem grandes surpresas que explora a jornada de sobrevivência, algo insípida, de duas irmãs que tentam sobreviver numa comunidade isolada a  um mundo pós-apocalíptico.
O percurso dramático destas jovens irmãs, interpretadas de forma amena por Ellen Page e Evan Rachel Wood, não aquece nem arrefece, tão simples quanto isto. Aliás de real drama, "Into the  Forest" não tem quase nada, isto para além de também não apresentar muitas valências no campo da tensão e da ação. Tudo isto torna a jornada destas irmãs bastante desinteressante, quer do ponto de vista moral, quer do ponto de vista emocional. Até porque tudo o que se passa ao longo do filme é muito previsível.
É verdade que a contrabalançar com um enredo pouco atento e cativante, "Into The Forest" até apresenta valores de produção bastante apelativos. O seu grande problema é, lá está, uma dinâmica narrativa pouco impressionante e demasiado simplista para os objetivos naturais da sua base narrativa. 

Classificação - 2 Estrelas em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial