Crítica - Don't Breathe (2016)

Realizado por Fede Alvarez
Com Daniel Zovatto, Jane Levy, Stephen Lang

Escolhido pelo MOTELx para apadrinhar a sessão de abertura da 10ª Edição deste famoso festival lisboeta, “Don’t Breathe” justificava à partida o mérito desta honra devido ao currículo dos seus criadores. Por um lado temos Fede Alvarez, um jovem mas já comprovado cineasta que no passado já nos conseguiu surpreender no campo do terror com o remake de “Evil Dead”. A este nome de peso junta-se também a do seu cultuado produtor, Sam Raimi, cuja influência marca uma subtil mas relevante presença nesta obra. 
As suas fortes credenciais são por isso evidentes, mas ainda assim “Don’t Breathe” não tem nada de extraordinário. É certo que é um projecto razoável dentro dos filmes de terror direccionados para a tensão e para uma maior dose de violência física, mas ainda assim não deixará a sua marca em Hollywood. A violenta jornada de sobrevivência de um bando de jovens delinquentes que cometem o erro de assaltar um idoso nada indefeso é pautada, como já dei a entender, por sequências com doses sádicas de violência. Estas expõem de uma forma um pouco mais soft o toque particular que a dupla Alvarez/Raimi já apresentou em "Evil Dead" e acabam, sem surpresa, por se tornar no elemento diferencial do filme. Isto porque a história em si é muito básica. Entre as doses de violência física existe uma certa dose de tensão, mas mesmo este ambiente não oferece nada de mais a uma receita onde só a violência parece impulsionar a atenção do espectador.

Classificação - 2,5 Estrelas em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial