Crítica - The Chosen: Forbidden Cave (2015)

Realizado por Kim Hwi
Com Ye-ryeon Cha, Ho-jin Chun, Hye-seong Kim

A Coreia do Sul apareceu representada no FantasPorto 2016 por "The Chosen: Forbidden Cave", um thriller sobrenatural que, pese embora não se aproxime do melhor que já se viu no K-Horror, faz justiça ao tradicional estilo sobrenatural coreano. É precisamente no campo do sobrenatural que somos apresentados Jin Myeong, um famoso psicólogo que se destacou no campo da medicina graças ao seu trabalho como curandeiro e exorcista. É no âmbito desta sua peculiar profissão que entra em contacto com uma paciente autoritária que está possuída por um poderoso espírito, cuja história está diretamente relacionada com o desconhecido passado familiar da vítima.
Esta história de possessões e espíritos, que se enquadra perfeitamente no estilo específico coreano,  não é propriamente um filme excelente. É certo que por vezes é apelativo, especialmente na sua parte inicial, quando combina momentos de suspense com elementos de suspeição sobrenatural. O seu principal problema é que se revela, no geral,  um projeto bastante insípido sob o ponto de vista do entretenimento e do sobrenatural.
O seu início, recordo, é curioso e até relativamente atrativo, mas à medida que "The Chosen: Forbidden Cave" se desenvolve e se torna mais claro, torna-se também mais enfadonho e banal. O principal culpado é um argumento mal calibrado que não cumpre todo o seu potencial e acaba, quase por arrasto, por ceder a uma tentação de exposição excessiva e um certo exagero na hora de dramatizar a questão sobrenatural. O resultado é um final pouco intenso e vistoso que contrasta, por exemplo, com a dinâmica mais apetitosa que se verifica nos seus primeiros vinte minutos, onde parece caminhar em direção a um corolário superior.  Neste sentido, "The Chosen: Forbidden Cave" acaba por evidenciar falhas a mais, ficando assim bastante aquém do seu potencial. Mas ainda assim apresenta-se ao público com um filme coreano tecnicamente interessante e fiel às suas bases nacionais, cuja trama promove, apesar de tudo, um certo interesse junto dos fãs do cinema asiático de terror um pouco mais soft.


Classificação - 2,5 Estrelas em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial