Crítica - A Dog’s Purpose (2017)


Realizado por Lasse Hallström
Com Dennis Quaid, Britt Robertson, John Ortiz

Um apelo ao melodramatismo barato e à emoção banal, assim se descreve “A Dog’s Purpose”. Sem rodeios afirmo que estamos perante uma péssima proposta cinematográfica que manipula, com imenso descaramento e sem credibilidade, os sentimentos do espectador em relação aos animais de estimação para assim desenvolver uma ode ao sentimentalismo barato.
A sua história redutora e recheada de banalidades acompanha as muitas vidas de um cão que tenta encontrar, em todas elas, o significado da sua própria existência. Para além de ser um cliché ambulante ao nível emocional, "A Dog´s Purpose" tem também demasiados elementos que roçam o ridículo, como por exemplo toda a temática da reencarnação canina que veicula toda a história. No fundo este projeto não tem qualquer objetivo criativo, intelectual ou filosófico e mesmo no campo emocional carece de qualquer noção de inovação e maturidade. O resultado final só poderia portanto ser um filme ignorante e que facilmente cairá no esquecimento, sendo apenas mais um melodrama barato no currículo de Lasse Hallström. 
E convém não esquecer também que “A Dog’s Purpose” nem sequer se pode assumir como um filme de proa a favor dos direitos dos animais e dos seus laços com os humanos. Isto porque várias organizações a favor dos animais revelaram que as suas filmagens ficaram marcadas por vários atos de crueldade animal que, como é óbvio, mancharam qualquer pingo de credibilidade que este projeto poderia ter.

Classificação - 1 Estrela em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana

Membro Oficial

Membro Oficial