Após o Escândalo Weinstein em Hollywood, Haverá Um Escândalo Von Trier na Europa?

No passado domingo, a cantora e atriz islandesa Björk revelou no Facebook que, no passado, foi assediada sexualmente por um realizador dinamarquês num dos filmes em que trabalho. A excêntrica cantora nunca revelou o nome do cineasta, mas a imprensa internacional especula que o referido cineasta é o dinamarquês Lars von Trier, com quem Björk trabalhou em "Dancer in the Dark" em 2000. Para responder às acusações, von Trier decidiu dar uma entrevista a um jornal dinamarquês onde negou publicamente e categoricamente qualquer assédio ou abuso Björk, mas deixou claro que a sua relação com a cantora não é nem nunca foi pacífica, não estranhando por isso que Björk tenha recorrido a mais uma mentira para tentar prejudicar a sua carreira. Von Trier e Björk têm, ambos, uma personalidade muito excêntrica e já tiveram, no passado, vários problemas com declarações polémicas, drogas e alcoolismo. Este é apenas o mais recente capítulo polémico na história de vida destes dois artistas, sendo que uma vez mais este capítulo é partilhado, já que em 2000 e 2011, após "Dancer in the Dark", ambos tornaram público que detestaram trabalhar um com o outro. Será que após os esclarecimentos de Trier, Björk vai-se retratar? Ou será que a guerra vai continuar nos tribunais?

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial