Pérolas Indie - Marjorie Prime (2017)

Realizado por Michael Almereyda
Com Louis Smith, Jon Hamm, Geena Davis
Género - Drama

Sinopse - Num futuro próximo, num tempo onde já reina a inteligência artificial, Marjorie (Lois Smith), de 86 anos, tem um novo companheiro que se parece com o seu falecido marido e que está programado para lhe recontar toda a sua história de vida. O seu novo companheiro é, claro está, um produto de Inteligência Artificial. Marjorie sofre de Doença de Alzheimer e o seu companheiro é a sua melhor arma contra o esquecimento. 

Crítica - Estamos perante um filme fabuloso que dá um twist sci-fi e quase romântico à Doença de Alzheimer e à Demência. Com um poderosa história que ecoa pelas nossas emoções, "Marjorie Prime" consegue cativar e emocionar qualquer um com uma história bem pensada e que puxa imenso pela nosa Humanidade. Tal história é nos muito contada por via de um argumento equilibrado e repleto de diálogos absolutamente deliciosos que elevam, sem dúvida, o contexto intelectual, familiar e até emocional deste projeto.
Há também que destacar a soberba performance de Lois Smith, uma veterana atriz norte-amerinca que nunca teve a sua grande hipótese em Hollywood, mas que em "Marjore Prime" brilha ao mesmo nível de grandes nomes da 7ª Arte. A apoiá-la estão também três veteranos de elevada capacidade profissional (Tim Robbins, Jon Hamm e Geena Davis), cujas performances são, também elas, muito boas. O filme é todo ele muito bom, sendo o perfeito exemplo de uma pérola indie. Uma obra altamente recomendável por tudo o que nos oferece, nomeadamente pelo muito elogiado enredo criativo que puxa por temas de elevada sensibilidade com um impressionante toque de Humanidade e Criatividade.

Classificação - 4,5 Estrelas em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica em Destaque

Membro Oficial

Membro Oficial