Crítica - The Bride (2017)

Realizado por Svyatoslav Podgayevskiy
Com Viktoriya Glukhikh, Vyacheslav Chepurchenko, Valeriya Dmitrieva

Previsível do início ao fim, "The Bride" não corresponde, infelizmente, ao nível dos competentes filmes russos de terror que têm sido lançados nos últimos anos. Talvez por isso o filme não tenha tido uma passagem muito abrangente pelo circuito de festivais da especialidade, quer na Europa, quer na América do Sul, mas ainda assim esta obra de Svyatoslav Podgayevskiy conseguiu conquistar a atenção de certos mercados.
O que é certo é que as expectativa iniciais que poderiam ter sido criadas acabam rapidamente destroçadas por um filme de terror pobre e previsível que, infelizmente, promove mais do mesmo em relação ao subgénero de filmes de maldições. A sua história segue Nastya (Victoria Agalakova), uma jovem mulher que viaja com seu futuro marido até a centenária casa da sua família. Após chegar percebe, quase de imediato, que a sua visita pode ter sido um erro terrível, iniciando assim uma jornada de terror que a levará a confrontar uma entidade maligna que domina não só aquela casa, mas todo a comunidade em redor. 
Não é nenhum spoiler descrever assim a história de "The Bride", já que o próprio filme, nos seus minutos iniciais, faz questão de quebrar toda a tensão, suspense ou curiosidade que poderia advir do desenvolvimento do enredo ao explicar, desde logo, o que espera o espectador. E o que o espera é uma jornada cinematográfica enfadonha que não assusta nem choca. É um produto básico a todos os níveis e que pouco fará pelos apreciadores do género, mas mesmo quem procure um simples filme de terror ficará fortemente desiludido com o resultado apresentado. 


Classificação - 1 Estrela em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica em Destaque

Membro Oficial

Membro Oficial