Mais Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

terça-feira, junho 19, 2018

Mais Um Capítulo Polémico Para a Saga The Man Who Killed Don Quixote

 
É oficial, o Tribunal de Recurso de Paris confirmou que o contrato entre o produtor português Paulo Branco e o realizador Terry Gilliam sobre os direitos do filme "The Man Who Killed Don Quixote" é válido. Toda a novela começou quando Gilliam rescindiu unilateralmente o contrato com Paulo Branco após ter tido vários desacordos artísticos e financeiros com o produtor durante a pré-produção e decidiu filmar o projeto entre Março e Junho de 2017 com a ajuda da empresa espanhola Tornasol, da belga Entre Chien Et Loup, a francesa Kinology e a portuguesa Ukbar Filmes. Paulo Branco, que agiu através da Alfama Filmes, não gostou de ser afastado e avançou com um processo contra Gilliam alegando que a rescisão contratual era ilegal e que ainda devia ser considerado produtor e titular dos direitos do filme, sendo que agora o tribunal deu-lhe razão. Esta decisão coloca Paulo Branco como titular dos direitos de distribuição do filme, pelo que todos os contratos e acordos de distribuição assinados até hoje são inválidos porque foram feitos à revelia do produtor português. O que é certo é que o filme já foi exibido no Festival de Cannes, também à revelia de Paulo Branco, e já foi exibido nas salas de cinema francesas. Paulo Branco e a Alfama Filmes deverão agora avançar com novo processo contra todas as entidades envolvidas na produção do filme para requerer uma indemnização!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas