CineEco Seia Está de Regresso em Outubro! Descubra a Programação


Está marcada mais uma edição do CineEco Seia. Entre 13 e 20 de Outubro, o Festival de Cinema Ambiental da Serra da Estrela volta a trazer à cidade e ao país uma selecção de filmes que reflectem sobre o lugar do homem, da economia e da acção individual nas temáticas de preservação ambiental. Debaixo do tema os quatro elementos, a selecção oficial para as secções de competição internacional propõe 50 filmes que são uma visão para algumas das práticas e vozes que inspiram a mudança por todo o mundo. Da arquitectura sustentável, à economia colaborativa, da desconstrução de rotinas à denúncia de algumas das mais poluidoras indústrias mundiais, são vários os temas que servem de ponto de partida para a reflexão rumo à mudança, razão essencial do festival e do seu compromisso com a sensibilização pela cultura.
A abrir o festival, um dos grandes filmes ambientalistas de 2018, Mentiras Verdes, de Werner Boote, estreado no Festival Internacional de Cinema de Berlim. Um filme que mapeia as relações entre a economia e a ecologia, que discute e revela os erros de políticas das empresas relativamente aos produtos verdes e promove a necessidade de um consumo e gestão sustentável dos recursos para consumidores. 
A concurso pelo grande prémio da Competição Internacional de Longas Metragens estarão 10 filmes filmados por todo o globo. Desde o apanhado histórico da herança negativa deixada pela plantação de seringueiras na Amazónia pela Ford Company, fazendo o paralelo para as culturas de sucesso dos nossos dias em Muito Além da Fordlândia, de Marcos Colón, à luta de um homem, Anote Tong (presidente do Kiribati), contra a aniquilação do seu país e da sua cultura em A Arca de Anote, de Matthieu Rytz; passando pelo elogiado Ponto sem Retorno, de Noel Dockstader e Quinn Kanaly, uma viagem em torno do primeiro voo inteiramente alimentado a energia solar. O Negócio do Leite, de Andreas Pichler, desconstrói no grande ecrã a indústria ligada à sua produção de leite, de lobbyistas, a produtores de gado, de NGO’s a cientistas, pondo a descoberto algumas das verdades de um sistema que gera riquezas à custa da sustentabilidade e preservação do ambiente. (A)Social – 10 dias sem telemóvel, de Lucio Laugelli, reflecte sobreum dos mais presentes vícios da contemporaneidade: o uso do telemóvel e das redes sociais, enquanto que A Utopia Revisitada, de Kurt Langbein, explora modelos alternativos ao sistema capitalista globalizado, através da voz e projectos de quatro empreendedores e ativistas sociais que criaram espaços onde é possível cooperar, compartilhar e preservar a natureza. Histórias inspiradoras as de Didi Contractor – Casando a Terra com a Arquitectura, de Steffi Giaracuni, sobre uma arquitecta de 86 anos que continua a trabalhar diariamente para implementar novas soluções de habitação com menos impacto ambiental, ou As Pequenas Galochas Amarelas, de John Webster, uma mensagem deixada por um avô à sua neta sobre o lugar que cada um de nós ocupa no mundo. O debate essencial em torno da exploração comercial da água numa Europa a braços com sucessivas crises é assumido aqui por Até à Última Gota – A Guerra Secreta na Europa, de Yorgos Avgeropoulos; enquanto em DRVO – A Árvore, o aclamado novo filme de André Gil Mata, se dissecam as cicatrizes da guerra na Bósnia.  A programação nacional e de língua portuguesa, assim como os restantes filmes em competição nas diferentes secções do festival serão anunciados nos próximos meses. 


1º Fórum Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente

O CineEco 2018, em colaboração com a Green Film Network (GFN) e a Turismo do Centro,vai organizar ainda o 1º Fórum Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente. Esta iniciativa tem já assegurada a presença de 37 diretores de festivais de cinema de ambiente de todo o mundo, além de outros reputados oradores internacionais. O objetivo aqui será o de reunir os 40 festivais de cinema ambiente mais importantes do mundo, com vista a reforçar os laços e promover o debate e a reflexão sobre a importância das plataformas audiovisuais que promovem mudanças sociais e de sustentabilidade. O fórum pretende, ainda, contribuir para uma maior profissionalização dos festivais e organizar uma reunião geral para discutir questões comuns dos festivais.
O CineEco 2018, é organizado como habitualmente pelo município de Seia, e cumpre este ano a sua 24ª edição. É por isso um dos mais antigos festivais de cinema de ambiente do mundo e integra a Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais, da qual é igualmente membro fundador e da direcção da mesma. O CineEco 2018 conta com o apoio da Águas de Portugal e da LIPOR, parceiros que, este ano, atribuem prémios especiais.


COMPETIÇÃO INTERNACIONAL LONGAS

MUITO ALÉM DA FORDLÂNDIA (Beyond Fordlândia), Marcos Colón, doc, EUA/Brasil, 2017, 75’
A ARCA DE ANOTE, Matthieu Rytz, doc, Canadá, 2018, 77'

PONTO SEM RETORNO, Noel Dockstader and Quinn Kanaly, doc, EUA, 2017, 95’ 

O NEGÓCIO DO LEITE,Andreas Pichler, doc, Alemanha/Itália, 2017, 91’

(A) SOCIAL-10 DIAS SEM TELEMÓVEL, Lucio Laugelli, doc, Itália, 2018, 57’ 

UTOPIA REVISITADA, Kurt Langbein, doc, Austria, 2018, 91’;

DIDI CONTRACTOR - CASANDO A TERRA COM A ARQUITECTURA, Steffi Giaracuni, doc, Suiça/Alemanha, 2017, 81’ 

AS PEQUENAS GALOCHAS AMARELAS, John Webster, doc. Finlândia/Alemanha/Rússia/Noruega/Letónia, 2017, 95'

ATÉ À ÚLTIMA GOTA - A GUERRA SECRETA NA EUROPA,Yorgos Avgeropoulos, doc, Grécia/França, 2017, 58’

DRVO - A ÁRVORE, André Gil Mata, doc, Portugal, 2018, 104’


COMPETIÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS E REPORTAGENS PARA TELEVISÃO

DETOX SP, Filipe Kurc, doc, Brasil, 2017, 54’

ASSIM QUE A ÁGUA DESAPARECE NÃO HÁ NADA, Frederico Batista, reportagem, Público, Portugal, 2017, 10’39’’

OS PADRÕES DO OCEANO, Hendrik S. Schmitt, Alemanha, 2018, 2018, 45’

AILTON KRENAK - O SONHO DA PEDRA, Marco Alteberg, doc, Brasil, 2018, 52’ 

O SONHO DO CAPITÃO: UMA BIENAL DE ARTE NA ANTÁRTIDA, Denis Delestrac, doc, Espanha, 2018, 49’47’’

COMO SE ALIMENTA UMA CIDADE DE UMA FORMA SUSTENTÁVEL, Vera Moutinho e Alexandra Prado Coelho, série/5 episódios, Público, Portugal, 2018, 64’37’’

O IMPÉRIO DO OURO VERMELHO, Xavier Deleu, Jean-Baptiste Malet, doc, França, 2017, 52’

OS ANOS VERDES, Chiara Bellini, doc, Itália, 2017, 55’

COM VISTA PARA O LIXO, Salvo Manzone, doc, Itália/França, 2018, 52’

RIOS QUE VOAM, Aurélien Francisco Barros, França, 2017, 53’

NO CORAÇÃO DA ESTRELA, Sandra Vindeirinho, reportagem, RTP, Portugal, 2018, 37’54’’

A LINHA QUE SEPARA O PAÍS, Madalena Ferreira, Paulo Gabriel, Rui Rocha, SIC, Portugal, 2018, 24'22''


COMPETIÇÃO INTERNACIONAL CURTAS

PÂNICO A BORDO, Realizado por 19 crianças, animação, Bélgica, 2017 8’13’’

KM. O, Álvaro Pinell, doc.animado, Espanha, 2018, 6’23’’ 

TESTE A CARRO DAS EMOÇÕES, Paul Scott, animação, Canadá, 2017, 3’11’’

TRAÇOS: PÁSSAROS, Jean-Michel Rolland, animação, França, 2018, 1’

LEVE COMO UMA PENA, Aimee Norwich, animação, EUA, 2018, 5’24’’

O ÚLTIMO LIVRO DA TERRA, Marina Soteras e Pau Torrano, animação, Espanha, 2018, 2’

LÍQUIDO MECÂNICO, Andry Torres, animação, Venezuela, 2018, 3’

CORRE, Francisco Rojas, Ficção, República Dominicana, 2017, 2’

A PLASTICARIA, De Cesare Maglioni, Espanha, 2017, 6’

PEDRAS, Jörn Staeger, doc. Alemanha, 2018, 7’30’’

O CREMOSO MUSGO, Johannes Broux, exp., Bélgica, 2017, 19’ 28’’

WONDERWALL, Alexander Denysenko, doc. Ucrania/Polónia, 2018, 7’07’’

SÁBIOS DA TERRA, David Segarra, doc, Espanha, 2018, 12’45’’

INCONTÁVEL, Stacey Stone, doc, EUA, 2018, 12’21’’

NAS MONTANHAS AZUIS, Nossa Schäfer, doc. Alemanha/EUA, 2018, 10’

A ROTA DA ÁGUA, Jorge Luis Hernández Rosas, doc, México, 2018, 7’

ÁGUA, Kiril Karakash, Svetislav Podleshanov, doc, Macedónia, 2018, 8’25’’

SUMINISTRO, Genaro Rivas, ficção, Venezuela/Espanha, 2018, 9’43’’ 

HAENYO, AS MULHERES DO MAR, Éloïc Gimenez, animação, França, 2018, 5’15’’

CINZAS, Luciana Digiglio, animação, Argentina, 2018, 4’

CARGA ESTRANHA, A. Denis, E. Duplan, V. Machu, M. Riesen, animação, França, 2017, 6’

UM AMANHÃ AZUL, Numan Ayaz, animação, Turquia, 2017, 14’53’’

MAR, Sabrina Zerkowitz, animação, Espanha, 2017, 4’

LAGOA, Dan Sokolowski, animação, Canadá, 2018, 5’30’’

A CHAMADA, Simon Medard, animação, Bélgica, 2017, 3’46’’

IRMÃ DO VENTO, Patrick Jenkins, animação, Canadá, 2017, 4’07’’

A COLMEIA, Cable Hardin, animação, EUA, 2018, 2’13’’

OS AMIGOS DO LABAREDA CONVERSANDO SOBRE OS INCÊNDIOS FLORESTAIS, Ibama Prevfogo, animação, Brasil, 2017, 7’

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica em Destaque

Membro Oficial

Membro Oficial