Full width Top advertisement

Críticas

Post Page Advertisement [Top]

Palmarés da XXV Edição dos Caminhos do Cinema Português

Palmarés da XXV Edição dos Caminhos do Cinema Português

No dia 30 de Novembro entregam-se os prémios da XXV edição dos Caminhos do Cinema Português. A cerimónia começa às 21h45 no Teatro Académico de Gil Vicente contando com o acompanhamento musical da Big Band Rags, da Tuna Académica de Coimbra.  Os premiados são:

Selecção “Outros Olhares”, Júri constituído por António Pedro Pita, Cristina Janicas e Rita Alcaire. Deliberou que o melhor filme desta secção é: Actos de Cinema, de Jorge Cramez, é uma magnífica deambulação por uma memória do cinema feita de apuro estético, exigência política e intensa afetividade, devolve objetos perdidos à sua expressividade e constitui, por isso, uma aliciante reinvenção do cinema.

Seleção Ensaios, Júri constituído por Catarina Neves Ricci, Pedro Ribeiro e Tiago Afonso. Deliberou:
Ensaio Internacional
Menção Honrosa: La Llorona, de Rosana Cuellar
Melhor Ensaio Internacional: Day Release, de Martim Winter
       
Ensaio Nacional
Menção Honrosa: Ode à Infância, de Luís Vital, João Monteiro
Melhor Ensaio Nacional: Quem me dera em vez de uma câmera ter uma mosca, de Cláudia Craveiro Santos

Seleção Caminhos
Júri de Imprensa CISION, constituído por Cláudia Sobral, Filipa Queiróz e Sara Afonso, deliberou que:
Menção Honrosa: Past Perfect, de Jorge Jacome
Melhor Filme - Prémio Imprensa CISION: Fordlandia Malaise, de Susana de Sousa Dias

Júri da Federação Internacional de Cineclubes, após convocação a cineclubes de todo o mundo é constituído por: Bruno Fontes (Portuguesa), Sara Adam (Alemã) e Toni Cuadras (Catalão). Deliberou, na atribuição do Prémio D. Quijote:
Menção Honrosa: A Raposa, de Leonor Noivo. Prémio atribuído pela forma como trata temas que nos afetam enquanto sociedade através de uma        conceção visual arriscada que intercruza reflexões pessoais e fílmicas que, apesar de perturbadoras, transmitem sentimentos plenos de coragem e de vida. 

Prémio D. Quijote: Cerro dos Pios, de Miguel de Jesus. Pelo modo como o cineasta, procurando imagens, sentimentos e afetos, convida o espetador para uma viagem espacial e fílmica na qual partilha os seus medos e inseguranças. Aquilo que nos surge como se fosse apenas um diário por imagens onde a câmara parece ser colocada ao acaso revela-se afinal um ensaio fílmico com uma montagem exímia que convoca motivos como a complexidade das relações humanas. 

Júri Caminhos constituído por Carla Vasconcelos, Hugo Van Der Ding, João Telmo, Lucinda Loureiro e Paulo Carneiro. Deliberou que:

Prémios Técnico Artísticos
Menção para Efeitos Especiais: Fernando Alle pelo seu filme Mutant Blast
Melhor Som: David Badalo, pelo filme Alva, de Ico Costa
Melhor Realizador: Pedro Filipe Marques, pelo seu filme Viveiro
Melhor Montagem: Francisco Moreira e Ana Godoy, pelo filme Alva, de Ico Costa
Melhor Guarda-Roupa: Patrícia Dória, pelo filme Variações, de João Maia
Melhor Fotografia: Leonardo Simões, pelo filme Vitalina Varela, de Pedro Costa
Melhor Direção Artística: Ana Bossa, pelo filme Último Acto de Maria Hespanha
Melhor Cartaz: Inês Bento, pelo filme Ruby de Mariana Gaivão
Melhor Caracterização: Magalí Santana, pelo filme Variações, de João Maia
Melhor Banda Sonora Original: Normand Roger, pelo filme Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias, de Regina Pessoa
Melhor Argumento Original: José Filipe Costa, pelo seu filme Prazer, Camaradas!
Melhor Argumento Adaptado:Manuel Moreira e Bruno Caetano, pelo filme O Peculiar Crime do Estranho Sr. Jacinto, de Bruno Caetano.
Melhor Atriz Secundária:Teresa Madruga, pelas prestações nos filmes Variações, de João Maia, e, Dia de Festa de Sofia Bost.
Melhor Atriz: Vitalina Varela, no filme homónimo de Pedro Costa.
Melhor Ator Secundário: Filipe Duarte, pelo filme Variações, de João Maia
Melhor Ator: Sérgio Praia, pelo filme Variações, de João Maia

Prémios Oficiais
Prémio Revelação: Maria Abreu, no filme Tristeza e Alegria na Vida das Girafas, de Tiago Guedes
Prémio Melhor Animação: Peculiar Crime do Estranho Sr Jacinto, de Bruno Carvalho
Prémio Melhor Documentário Universidade de Coimbra: Fordlandia Malaise, de Susana de Sousa Dias
Prémio Melhor Curta-Metragem: Ruby, de Mariana Gaivão
Prémio Melhor Ficção GesMo:Alva, de Ico Costa
Grande Prémio do Festival: Vitalina Varela, de Pedro Costa

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bottom Ad [Post Page]