Ticker

6/recent/ticker-posts

Terra Nova, Ambicioso Filme Português Estreia em Março em Portugal


Foi a bordo do lugre Santa Maria Manuela, em 2018, que a produtora Ana Costa e o realizador e argumentista Artur Ribeiro encetaram um projeto cinematográfico ambicioso, com a rodagem em alto mar de ‘TERRA NOVA’. O filme, baseado na obra literária ‘O Lugre’ de Bernardo Santareno, fruto do desafio que Nicolau Breyner lançou em 2015, conta com grandes nomes da ficção nacional, como Virgílio Castelo, João Reis, João Catarré, Vítor D’Andrade, Miguel Borges, João Craveiro, Pedro Lacerda, Vítor Norte, entre outros. ´TERRA NOVA’ é uma coprodução luso-alemã entre a Cinemate (Portugal) e a Lightburst Pictures (Alemanha). O filme acompanha a viagem épica do lugre bacalhoeiro Terra Nova, quando num mau ano de pesca nos barcos do Labrador, o Capitão decide arriscar uma travessia nunca antes tentada até à Gronelândia à procura de mais peixe. Enquanto a tripulação enfrenta as tempestades e o frio do Atlântico Norte, o medo e conflito intensifica-se, numa luta aguerrida contra o mar e entre os homens, qual delas a mais mortífera.
"Terra Nova" foi filmado ao longo de seis semanas, tendo o navio e o mar como cenários principais, numa longa travessia, entre auroras boreais, fiordes e Mar do Norte, desde a Noruega até à Holanda, e com cenas adicionais em Portugal. Uma produção ambiciosa, apenas possível graças à persistência e dedicação de toda uma equipa e elenco, capaz de experienciar o outro elemento da obra de Santareno, para além do drama humano: o mar, e que marcará, certamente, o espetador. No centenário do nascimento de Bernardo Santareno, a proposta deste filme é trazer para o grande ecrã o que poderá ser considerada a última epopeia trágico-marítima de Portugal: a faina maior.

Sinopse - "Terra Nova" acompanha a viagem deste lugre bacalhoeiro, pelas águas geladas do Labrador, ao longo de um mau ano de pesca. Como o bacalhau é escasso, o Capitão Silva, interpretado por Virgílio Castelo, decide navegar até à Gronelândia, rota nunca antes navegada pelos lugres. Enquanto a tripulação luta contra tempestades e o frio do Atlântico Norte, seguimos o drama de Albino (Pedro Lacerda), um pescador que já foi primeira-linha, mas caiu em desgraça após um naufrágio, e é agora considerado “má-sorte” para os lugres onde embarca. Albino tenta proteger Miguel (Miguel Partidário), um jovem órfão que o admira, apesar do antagonismo de alguns pescadores. Com as dificuldades crescentes da viagem, o conflito intensifica-se e Albino receia que se o mar não o matar, talvez um deles o faça, se ele não os matar primeiro. Apesar do Capitão liderar o navio com pulso de ferro, não consegue evitar um motim que compromete o objetivo da viagem, lançando homens contra homens, num conflito que surpreende Bernardo (Vítor D’Andrade), um médico que faz a sua primeira viagem e que se encontra dividido entre a solidariedade para com os pescadores e o respeito pela autoridade do Capitão.

Publicar um comentário

0 Comentários