Pérolas Indie - A Família Bélier (2014)

Realizado por Eric Lartigau
Com Karin Viard, François Damiens, Eric Elmosnino
Género - Comédia/ Drama

Sinopse - A Família Bélier é uma simpática família francesa que se dedica à produção de laticínios. Todos são surdos com exceção de Paula, de dezasseis anos. Ela é a intérprete dos seus pais e um elo essencial, em especial, no que respeita ao funcionamento diário da quinta da família. Um dia, incitada pelo seu professor de música, Paula descobre um talento para cantar e decide preparar-se para a audição da Radio France Choir. Trata-se da escolha de uma vida que irá distanciá-la da sua família e forçá-la a crescer.

Crítica - Estreou na França em 2014 e tornou-se, com justificado mérito próprio, num dos maiores sucessos comerciais do cinema francês dos últimos anos. "A Família Bélier" é um produto familiar muito simples mas extremamente gratificante que aposta numa história com tópicos já muito batidos mas que aqui são retratados com um profundo toque de amor, pureza e carinho que elevam assim uma trama básica a dimensões superiores de entretenimento. É certo que pouco há de novo nesta simples comédia dramática com bases familiares que explora o especial quotidiano de uma jovem protagonista que, graças aos seus impressionantes dotes musicais e à peculiaridade de estar inserida num agregado familiar de surdos-mudos, embarca numa jornada emocional muito apelativa, onde os típicos sonhos e romances da juventude esbarram e porventura misturam-se com dramas familiares muito especiais que, graças à forma pura e simples como são retratados, originam bons momentos de cinema, especialmente para os espectadores mais emotivos.
É no fundo um filme divertido para um bom serão familiar. É um exemplo perfeito de um entretenimento simples e puro que, pese embora aposte em tópicos já muito explorados e com um tom porventura demasiado juvenil, consegue entreter e até emocionar o espectador graças à sua doçura inerente. Não é um grande filme ou até um produto memorável, mas é um daqueles filmes bem representados e categoricamente humildes sem grandes pretensões ou artimanhas dramáticas ou humorísticas que, no fundo, cumpre tudo aquilo que a sua história promete desde o início, ou seja, brinda o público com uma dose saudável de música e diversão familiar com um toque de humanismo que é apto para ser apreciado por todas as idades.

Classificação - 3,5 Estrelas em 5



0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial