Full width Top advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Crítica - My Best Friend's Girl (2008)

Crítica - My Best Friend's Girl (2008)
Realizado por Howard Deutch
Com Kate Hudson, Dane Cook, Jason Biggs

Apesar de estar rotulada como uma comédia romântica, "My Best Friend's Girl” não nos apresenta nenhum momento de grande romance ou comédia. Esta obra dirigida por Howard Deutch repete os mesmos clichés e erros que constantemente arrasam o género, com a agravante de não incluir nenhum momento que verdadeiramente exteriorize a sua suposta natureza. Esta história pouco cómica e romântica começa quando Dustin (Jason Biggs) recorre ao seu melhor amigo Tank (Dane Cook) para o ajudar a reconquistar Alexis (Kate Hudson), a rapariga dos seus sonhos que pôs fim à relação após cinco semanas de namoro. Tank é especialista em reatar relações e passa a vida a ser solicitado por amigos abandonados pelas respectivas namoradas. O plano é simples, Tank convida-as para sair, oferece-lhes o pior encontro romântico da vida delas, transforma-lhes essa noite num inferno e elas acabam a correr de volta para os braços dos ex-namorados. Mas com Alexis o seu método parece não resultar e este conquistador vê-se subitamente dividido entre a lealdade para com o seu melhor amigo e a atracção que sente pela rapariga.


Como se pode facilmente depreender, o argumento apresenta-nos uma história depreciativa do amor e da integridade humana, no entanto, esta não é a primeira comédia romântica que aposta numa história que não deve nada ao amor mas, ao contrário dessas obras, "My Best Friend's Girl" não deve mesmo nada à comédia, algo que torna o seu visionamento bastante penoso e aborrecido. Entre sucessivos diálogos mesquinhos e infantis, vamos entrando num universo superficial que roça o irritante, algo muito pouco aconselhável para um filme que supostamente nos deveria entreter. Kate Hudson volta a protagonizar, sem surpresa, uma comédia romântica. É óbvio que este é o seu género favorito e, na minha opinião, é aquele que melhor lhe assenta, mas também é verdade que raramente a vemos em filmes doutro tipo. Neste filme volta a exibir as mesmas capacidades que já demonstrou em obras anteriores, sem nenhuma evolução ou enriquecimento patente. Após o sucesso de “American Pie”, Jason Biggs caiu numa rotina de papéis pouco interessantes e apelativos que o afastaram das grandes comédias. Acredito que depois do seu grande sucesso ter-se esfumado no tempo, muitos produtores e realizadores aperceberam-se da inexistência de talento neste ator, que em "My Best Friend's Girl" voltou a demonstrar as suas débeis capacidades nesta área. Após uma irritante prestação em “Dan in Real Life", Dane Cook voltou a desempenhar um papel supérfluo que condiz na perfeição com a sua carreira. O único elemento do elenco que convence é Alec Baldwin, que aparece apenas em sensivelmente cinco minutos do filme, mas que mesmo assim consegue ser o seu melhor actor. De comédia romântica em comédia romântica, Hollywood vai saturando o mercado com obras demasiado fracas que não fazem justiça ao seu género. Infelizmente, "My Best Friend's Girl” junta-se a uma série de filmes que demonstram na perfeição a falta de originalidade que tem pautado os criativos deste género, um fenómeno preocupante que teima em não desaparecer.

Classificação - 0,5 Estrela Em 5

4 comentários:

  1. QUE EXAGERO... O FILME É BOM.. E É MESMO UMA COMÉDIA!

    ResponderEliminar
  2. o filme é um absurdo.... completo absurdo!

    ResponderEliminar
  3. Gostei da ideia da história, mas não gostei no que o filme se tornou. Tornou-se num filme bastante cliché, previsível e algo aborrecido. 2*

    ResponderEliminar

Bottom Ad [Post Page]