Crítica - The Change-Up (2011)

Realizado por David Dobkin
Com Jason Bateman, Ryan Reynolds, Olivia Wilde

Às medíocres comédias norte-americanas sobre trocas mágicas de corpos como “Like Father, Like Son” (1987), “The Hot Chick” (2002) e “Freaky Friday” (2003) junta-se agora este “The Change-Up”, um filme sofrível cheio de clichés morais e comerciais onde o humor sexual e infantil existe em abundância. A sua história centra-se em Mitch e Dave (Jason Bateman e Ryan Reynolds), dois amigos outrora inseparáveis que com o passar dos anos foram tomando caminhos distintos e que actualmente levam vidas muito diferentes. Dave tornou-se num homem de família com um trabalho estável e bem renumerado, mas Mitch continua solteiro e leva uma existência infantil e libertina. Após uma noite festiva e descontrolada, Mitch e Dave desejam trocar de vidas um com o outro e quando acordam de manhã descobrem que o seu desejo foi magicamente concretizado, no entanto, chegam rapidamente à conclusão que as suas novas rotinas não são assim tão interessantes e que a vida de cada um não é o mar de rosas que parecia ser.


O seu enredo é fraco a todos os níveis e não nos oferece nada de novo, mas é sua vertente cómica que mais nos frustra e desilude devido aos seus momentos excessivamente frívolos e sexuais que muito dificilmente farão rir quem aprecie um humor mais refinado e realista. Jason Bateman e Ryan Reynolds também não têm como este The Change-Up” os melhores trabalhos das suas carreiras, no entanto, Bateman ainda tem uma ou outra cena onde nos mostra o seu incrível talento e sentido de humor. O elenco secundário tem em Olivia Wilde e Leslie Mann as suas maiores estrelas, mas nem estas conhecidas actrizes conseguiram mostrar o seu real valor nesta insatisfatória comédia realizada por David Dobkin, um cineasta que em 2005 se deu muito bem como “Wedding Crashers”, mas que infelizmente não soube incutir a criatividade e o encanto dessa obra a este “The Change-Up”.

Classificação – 1,5 Estrelas Em 5

Enviar um comentário

1 Comentários

  1. Discordo totalmente da critica!!!

    Ri milhoes a ver este filme.. ha muito que nao ria tanto a ver um filme.

    ResponderEliminar