Full width Top advertisement

Críticas

Post Page Advertisement [Top]

A Cronologia, O Contexto e As Bases de X-Men: Days of Future Past

A Cronologia, O  Contexto e As Bases de X-Men: Days of Future Past
Estreia já esta quinta feira, 22 de Maio, nas salas de cinema portuguesas o tão esperado blockbuster "X-Men: Dias De Um Futuro Esquecido"/ "X-Men: Days of Future Past", a sequela do muito elogiado "X-Men: First Class". A trama deste projeto irá misturar os eventos da trilogia original "X-Men" com os eventos das suas prequelas e spin-offs, já que levará as versões do presente de heróis e vilões como Magneto, Professor Xavier, Storm e Beast a unir forças e enviar Wolverine ao passado para unir esforços às versões jovens de Magneto, Professor Xavier e Mystique para alterar um acontecimento histórico, que poderá ter um importante impacto em humanos e mutantes.
Esta é de longe a maior produção de sempre do Universo X-Men, já que, pela primeira vez, as sagas "X-Men", "X-Men: First Class" e "X-Men: Wolverine" entram em contacto no mesmo projeto. Entre 2000 e 2006, a 20th Century Fox lançou os três filmes originais da saga "X-Men", onde os X-Men Storm (Halle Berry), Wolverine (Hugh Jackman), Professor Xavier (Patrick Stewart), Jean Grey (Famke Janssen), Rogue (Anna Paquin) e Cyclops (James Marsden) uniram esforços para combater os planos malévolos de Magneto (Ian McKellen) e Mystique (Rebecca Romijn), planos esses que passavam por colocar os mutantes numa posição de poder privilegiada em relação aos simples humanos. Esta trilogia terminou com a esperada vitória do Bem sobre o Mal, mas também com muitas baixas para ambos os lados, por exemplo, os vilões Magneto e Mystique perderam os seus poderes, enquanto que os heróis Jean Grey e Cyclops morreram, tendo Charles Xavier conseguido transferir a sua consciência para um corpo moribundo antes de morrer. Uns anos após os eventos de "X-Men: The Last Stand" (2006), Magneto recuperou os seus poderes e voltou-se a encontrar com o seu grande amigo e antagonista Charles Xavier, mas desta vez voltaram a trabalhar em conjunto para salvar a Humanidade e os Mutantes de uma realidade pouco benéfica para ambas as espécies. É neste ponto que começa "X-Men: Days of Future Past", que tanto serve como uma prequela como uma sequela da trilogia "X-Men", já que mostra eventos que aconteceram no futuro e no passado. O elo de ligação entre as sagas "X-Men" e "X-Men: First Class" é o mutante Wolverine, um dos poucos mutantes imortais deste franchise, que em "X-Men: Days of Future Past" é enviado (por intermédio da sua consciência) para o passado para tentar salvar o planeta de um futuro sombrio, isto após ter travado as suas próprias lutas no passado em "X-Men Origins: Wolverine" (2009) e no presente em "Wolverine" (2013). 
É no passado que Wolverine encontra as versões jovens do Professor Xavier (James McAvoy) e de Magneto (Michael Fassbender), que por esta altura já estavam zangados, já que no final de "X-Men: First Class", Xavier e Magneto seguiram caminhos opostos, tal como Mystique (Jennifer Lawrence), que preferiu seguir o seu caminho com Magneto, o único que sempre acreditou em si e a viu como uma mutante de excelência. É a este trio de poderosos mutantes com uma elevada arrogância juvenil que Wolverine terá de apelar para evitar um "apocalypse", algo que se avizinha difícil, já que Xavier e Magneto têm que lidar com os próprios problemas da sua era, já que Magneto continua obcecado com o poder, e Xavier enfrenta um dos períodos mais negros da sua vida. É neste sentido que Wolverine terá que contar com a ajuda de alguns mutantes secundários, como Hank McCoy (Nicholas Hoult). Esta nova entrega também apresentará novos mutantes, como  Quicksilver, Blink, Sunspot, Warpath, Bishop e Colossus, que tanto vão ajudar como atrapalhar Wolverine na sua importante missão, porque não se deixe enganar, já que embora Magneto e Xavier sejam as peças centrais de "X-Men: Days of Future Past", o arrogante Wolverine é de longe a peça central que liga toda a história, destacando-se mais uma vez como o grande protagonista do universo cinematográfico "X-Men". 
E já agora, não se preocupe em tentar compreender erros de ligação, porque "X-Men: Days of Future Past" promete dar respostas para algumas das questões mais pertinentes que se têm levantado em relação a aspetos de coerência entre os vários filmes "X-Men", mas é claro que os seus produtores não divulgaram que questões é que serão respondidas, assim sendo, espero que esta nova entrega possa explicar devidamente como é que o Charles Xavier que aparece no futuro é fisicamente igual ao Professor Xavier que foi desintegrado por Jean Grey em "X-Men: The Last Stand"; como é que o Magneto recuperou a plenitude dos seus poderes, após os ter perdido em "X-Men: The Last Stand"; porque é que o Magneto ou o Professor Xavier não transportam as suas próprias consciências para o passado em vez do sempre instável Wolverine; porque é que o Professor Xavier do passado consegue andar, isto após ter acabado "X-Men: First Class" numa cadeira de rodas; porque é que o Hank McCoy não está completamente azul, porque é que a Mystique do passado decidiu trair Charles Xavier; e acima de tudo, como é que o vilão Apocalypse será apresentado nesta imensa confusão de questões e choques temporais, trocas de consciência e rivalidades supremas entre mutantes. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bottom Ad [Post Page]