Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - High-Rise (2016)

Realizado por Ben Wheatley 
Com Tom Hiddleston, Jeremy Irons, Sienna Miller 


Foi um dos destaques indie de 2016 do cinema britânico. Com um elenco estrelar composto por nomes de relevo como Tom Hiddleston, Jeremy Irons, Sienna Miller, Luke Evans, Elisabeth Moss ou Lena Headey,  "High-Rise" pode não ter tido grande sucesso comercial, mas destacou-se pela positiva. A sua história explora uma guerra de classes que se desenrola inesperadamente num prédio residencial de luxo, dando origem a uma verdadeira batalha campal pelos corredores e apartamentos da moderna torre.
Inspirado num best seller de JG Ballard, "High-Rise" é uma parábola cinematográfica inerente ao tema da discrepância entre as várias classes da sociedade (neste caso britânica). A ideologia de luta de classes ganha, aqui, um significado bem concreto e literal, já que, entre muita ação e violência, joga-se  o confronto ideológico, económico e político entre personagens com status socio-económico diversos que, no final, lutam pela sobrevivência e pela sua permanência no prédio. 
É claro que o filme não transpõem as ideias políticas de uma forma tão vincada como o livro, no entanto,estamos perante um produto cinematográfico bem montado que vale a pena descobrir.


Classificação - 3 Estrelas em 5

 

Enviar um comentário

0 Comentários