Mais Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, abril 13, 2018

Pérolas Indie - The Death of Stalin (2017)

Realizado por Armando Iannucci
Com Steve Buscemi, Simon Russell Beale, Paddy Considine
Género - Comédia

Sinopse - Na Primavera de 1953, Joseph Stalin está a morrer. O tirano responsável por milhões de mortes e temido líder da União Soviética sofreu uma trombose e o seu colapso iniciou uma luta pelo poder entre a sua principal equipa de ministros. Alguns querem mudanças positivas na União Soviética, outros têm motivos mais sinistros. O seu único traço comum? Todos tentam desesperadamente permanecer vivos.

Crítica - Quem diria que um filme que retrata a luta de bastidores pelo poder, pela sobrevivência e pelo controlo político que se seguiu à morte de Joseph Estaline no seio do corrupto e polémico governo comunista da União Soviética poderia ser uma brilhante comédia de humor negro e sátira política! 
Tendo apenas em conta uma análise preliminar à sua premissa,  "The Death of Stalin" poderia confundir-se facilmente como um daqueles longos e já muito vistos dramas ou thrillers históricos que dissecam a crueldade da realidade. Mas o que é certo é que este refrescante projeto de Armando Iannucci está longe de se enquadrar nessa categoria, aliás pode-se dizer que esta obra transcende qualquer categoria. Estamos perante uma excelente surpresa dentro do género humorístico e satírico,  mas estamos perante um filme  que é muito mais que uma simples comédia política. Ao manipular e  explorar habilmente a história, a política, a sátira, o humor e o drama, "The Death of Stalin" acaba por nos oferecer um brilhante exercício de entretenimento repleto de fulgor e engenho que consegue retratar com um twist refrescante e diferente uma história real bastante séria. 
No fundo, Iannucci explora com recurso ao humor e à satira os intensos, perigosos e sombrios jogos de bastidores que se seguiram à morte de Estaline e que catapultaram o Governo Comunista da União Soviética para uma era de instabilidade da qual nunca recuperou verdadeiramente. A história real diz-nos que os tempos que se seguiram à morte de Estaline foram tão crueis e mortais como o domínio do Ditador e, verdade seja dita, "The Death of Stalin" reforça essa ideia. Mas tal reforço é feito num contexto mais próximo ao humor que torna o seu retrato histórico e real mais leve e airoso, mas sem o relativizar, diminuir ou destruir. É esta a verdadeira beleza do filme. Sem ignorar a história, mas também sem a manipular em demasia ou torná-la desrespeitosamente jocosa, Iannucci conseguiu criar um bom produto de entretenimento que, ao mesmo tempo, respeita o núcleo duro da história soviética e acaba por torná-la comercialmente apelativa. 
Esta refrescante abordagem ilustra a visão criativa de Iannucci e expõem em pleno o seu enorme talento como guionista, realizador e produtor. A sua visão, embora arriscada, acabou por produzir um excelente resultado final que se destacou em 2017 com todo o mérito. Há também que saudar as maravilhosas performances de um soberbo núcleo de atores veteranos formado por Steve Buscemi, Simon Russell Beale, Paddy Considine ou Jeffrey Tambor. Todos eles ajudaram a elevar essa visão e a torná-a num filme de excelência que agora poderá, finalmente, ser apreciado nos cinemas nacionais. O filme já está disponível no Filmin.

Classificação - 4 Estrelas em 5



Sem comentários:

Enviar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas