Mais Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, junho 18, 2018

Crítica - The Boy (2016)

Realizado por William Brent Bell
Com Lauren Cohan, James Russell, Rupert Evans

À primeira vista,  não parece haver dúvidas que os responsáveis por “The Boy” tentaram colar o filme à formula de relativo sucesso do franchise “Chuckie” ou do filme de terror “Annabele”, dois exemplos onde Bonecos já de si assustadores assumem o papel de vilões numa história de terror com contornos paranormais.
Também nesta obra parecia que um Boneco arrepiante ia ser a grande estrela de uma trama de teor paranormal protagonizada por Greta, uma jovem ama que, para ganhar algum dinheiro, aceita um trabalho aparentemente simples  de ama numa remota aldeia inglesa. No entanto, Greta acaba por ser surpreendida pela complexidade do trabalho quando descobre que a criança de oito anos de quem deveria cuidar é, na verdade, um boneco em tamanho real que os pais tratam como substituto do seu filho morto há vinte anos. Escusado será dizer que mal Greta se instala na casa, vários fenómenos estranhos começam a ocorrer a seu redor e a jovem começa  a acreditar que o boneco está vivo e que a quer matar.
Como se compreende esta premissa parecia indicar que estaríamos perante um filme do género de “Annabele”, mas o que é certo é que há uma reviravolta no final que acaba por aproximar mais esta obra de uma entrega de “Halloween” do que propriamente de uma entrega de “Chuckie”. Neste ponto, “The Boy “acaba por conseguir enganar o espectador, mas esta é mesmo a única ilusão positiva que lhe propicia. Isto porque toda a construção da trama, quer do aparente ponto de vista paranormal, quer posteriormente sob o ponto de vista mais sanguinário, desilude. São poucos os elementos de suspense e o próprio twist final, que poderia ser o grande trunfo, falha em conquistar a atenção devida porque é muito mal apresentado e apoiado por um enredo parco em contexto, suspense e terror.    
Pese embora a esforçada performance de Lauren Cohan que se notabilizou na série “The Walking Dead”, “The Boy” desilude e falha em singrar como um competente filme de terror, tenha ele ou não influências paranormais.

Classificação - 1,5 Estrelas em 5

Sem comentários:

Enviar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas