Crítica - The Cloverfield Paradox (2018)

Realizado por Julius Onah
Com Gugu Mbatha-Raw, David Oyelowo, Daniel Brühl

E ao terceiro filme, a saga “Cloverfield” criada por J.J. Abrams esbarrou na mediocridade! Após um soberbo “Cloverfield” (2008) e um bem aceitável “10 Cloverfield Lane” (2016), somos confrontados com ”The Cloverfield Paradox” que integrará, sem dúvida, a lista dos piores filmes sci-fi do ano!
A sua história segue um grupo de astronautas que fazem parte de uma experiência científica que envolve um acelerador de partículas e que produz resultados inesperados. Is astronautas acabam por ficar isolados a bordo de uma estação espacial e, perante a descoberta que afeta diretamente as vidas de cada um e também todo o conceito do que é real, a equipa precisa encontrar uma maneira de sobreviver.
Ao contrário dos seus dois filmes irmãos, “The Cloverfield Paradox” apresenta um enredo extremamente deficitário que se emparelha com uma péssima direção. O grande erro dos seus responsáveis, incluindo o produtor J.J. Abrams, foi a fraca tentativa de engrandecer um enredo que, na sua génese, apresenta várias deficiências de construção. Já sem entrar pela questão da lógica cientifica, a própria construção das suas personagens e as suas ações ao longo do filme produz uma trama demasiado básica e sem nexo que, como é óbvio, nunca poderia originar um bom filme.
É pena, porque "The Cloverfield Paradox" poderia continuar a onda positiva dos filmes anteriores, mas a tentativa de criar um Universo de Terror misturando as fórmulas de "Alien" e "Interstellar" não resultou de todo. Nem mesmo o seu elenco que está repleto de caras conhecidas, como David Oyelowo e Daniel Brühl, oferece uma salvação, já que nem mesmo atores destes calibre conseguiram dar a volta a um enredo irremediávelmente fraco. Quem adivinhou que "The Cloverfield Paradox" ia ser um desastre foi a Paramount Pictures que, perante um cenário tão negativo, preferiu vender o filme à Netflix. A única coisa positiva? Tal como os outros dois filmes, "The Cloverfield Paradox" tem uma boa cena final. Será que a saga "Cloverfield" vai morrer por aqui? Parece que sim... 

Classificação - 1 Estrela em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica em Destaque

Membro Oficial

Membro Oficial