Mais Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, novembro 28, 2018

A História Por Detrás da Lenda de Robin Hood!

Antecipando a estreia do novo filme “Robin Hood”, o Portal Cinema apresenta agora um texto que explora as origens reais deste herói medieval! 

A história é clássica e todos a conhecem. O famoso fora da lei que vive na Floresta de Sherwood e que rouba aos ricos para dar aos pobres já teve diversas versões literárias, mas também já teve várias “vidas” no cinema, televisão, banda desenhada e até no teatro. O que é certo é que, pese embora todos contos, poucos sabem de onde surgiu a história e como é que o Robin dos Bosques saltou para o imaginário do mundo.
A lenda de Robin Hood não tem, infelizmente, nenhuma base real. Os primeiros relatos remontam até ao Século XI e davam conta de um ladrão que roubava aos ricos para dar aos pobres. Não é certo que esse ladrão chegou mesmo a existir, mas o que é um facto é que a história tornou-se rapidamente viral. Pode-se mesmo dizer que se tornou numa verdadeira lenda urbana, aliás a história de Robin Hood foi mesmo uma das primeiras lendas urbanas britânicas. Mas mais que uma Lenda, o Robin Hood passou a ser um símbolo, já que a sua história representava a luta contra a opressão dos ricos aos pobres, mas também a podridão da justiça da época. 
Convém, no entanto, esclarecer que o nome Robin Hood só foi dado ao ladrão um pouco mais tarde, já que no início esse não era o nome que figurava na lenda. Entre poemas, lendas, canções e histórias infantis, a lenda de Robin Hood foi-se propagando pela Inglaterra Medieval e tornou-se num símbolo cultural. E o Robin Hood sempre “viveu” na Floresta de Sherwood em Nottinghamshire? 
Embora os primeiros relatos literários apontem para essa localização, o que é certo é que ao longo dos séculos, o Robin Hood teve muitas casas em Inglaterra. Sendo que a cidade de Yorkshire é aquela que mais disputa que o Robin Hood seja pertença de Nottinghamshire, porque os historiadores locais consideram que a lenda teve origem na região, mas que se propagou primeiro para Nottinghamshire. O que poucos disputam é que a lenda nasceu, efetivamente, naquela zona de Inglaterra. Mas para todos os efeitos, Nottinghamshire continua a ser considerado o berço da lenda e a região tem rentabilizado com isso. Em 2010, a Bandeira do Condado passou a apresentar a silhueta do herói ladrão. E até o Castelo de Nottingham, que é tão antigo quanto a lenda, foi transformado em museu e ostenta uma estátua da personagem na sua entrada. A Floresta de Sherwood (que existe mesmo) também é um ponto turístico de atração e no coração da floresta é possível conhecer o centenário carvalho Major Oak, junto do qual Robin dos Bosques e o seu grupo se reunia!

Só no Século XIV é que a história de Robin Hood foi transposta para o papel. A sua lenda foi alvo de contos, poemas e acima de tudo peças de teatro que, na época, eram o melhor meio para espalhar histórias. As peças que continham menções ao famoso ladrão eram, por norma, muito populares o que ajudou ainda mais a espalhar o mito. Já no Século XVIII surgiram os primeiros grandes livros com detalhes sobre a lenda, mas foi apenas no Século XIX, quase 100 anos após o aparecimento da história original, é que a lenda de Robin Hood foi transformado em best-seller literários através de vários livros infantis que venderam muito bem. Foi nessa altura que a lenda cruzou fronteiras e chegou à Europa Continental, tendo cativado a imaginação de Alexandre Dumas que, posteriormente, escreveu aqueles que são porventura dois dos livros mais famosos sobre o Robin dos Bosques. As obras de Dumas são elogiadas, mas foi o livro britânico “The Merry Adventures of Robin Hood”, de Howard Pyle, publicado em 1880, que inspirou o imaginário  de milhões no Século XX e XXI. Foi aliás este livro que serviu de base, por exemplo, para o argumento da animação da Walt Disney ou dos filmes live action protagonizados por Sean Connery em 1976, Kevin Costner em 1991 ou, numa versão mais alternativa, Russel Crowe no filme de 2010.

O novo “Robin Hood”, de Otto Bathurst, é também inspirado nesse livro, mas tal como a Versão de 2010, trata-se de uma versão bem mais alternativa da história original. "Robin Hood" estreia a 29 de Novembro em portugal e conta com Taron Egerton, Jamie Foxx e Eve Ewson (Filha de Bono). Em todo o caso as mensagem que passam deste filme são as mesmas que passaram de filmes anteriores e que transitaram da lenda original, ou seja, também aqui Robin Hood é um símbolo de resistência popular à opressão e às injustiças.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas