Full width Top advertisement

Críticas

Post Page Advertisement [Top]

Apresentação da Programação da Monstra 2020

Apresentação da Programação da Monstra 2020
Apresentação da Programação da Monstra 2020

AVISO - Devido às limitações de segurança/ saúde pública impostas pelo surto de Covid-19, a organização da Monstra decidiu adiar o festival, não existindo ainda novas datas para o evento. 

O Monstra - Festival de Animação de Lisboa celebra 20 anos e como tal tem preparado um certame de arraso, onde recuperará alguns dos filmes que marcaram o festival! Nesta edição será possível rever obras como "Canção do Mar", filme de 2014 realizado por Tomm Moore e que esteve nomeado para os Annie Awards e para os Óscares na categoria de Melhor Longa de Animação; "Tia Hilda" de Jacques-Remy Girerd e Benôit Chieux; "O Rapaz Fantasma" da dupla francesa Alain Gagnol e Jean-Loup Felicioli; "A Ganha-Pão" realizado por Nora Twomey; "A Minha Vida de Courgette" de Claude Barras; o filme espanhol "Chico e Rita" realizado por Fernando Trueba, Javier Mariscal e Tono Errando; "Uma Noite numa Cidade" de Jan Balei; o premiado filme japonês "Miss Hokusai" realizado por Keiichi Hara; ou "Noiva Cadáver" de Tim Burton, cujas marionetas podem ser vistas atualmente no Museu da Marioneta numa exposição especial em parceria com a Monstra.
Já na cerimónia de abertura, que se vai realizar no dia 19 de março à noite, no Cinema São Jorge, vão ser apresentados três filmes em estreia mundial: "One Minute Memoire" da realizadora norte-americana Joan Gratz, que ganhou um Óscar em 1992 com o filme "Mona Lisa Descending a Staircase", "Setembro" de Ricardo Mata, um filme português sobre a cidade de Lisboa e "Katalog of Flaws" um filme do Canadá realizado por Marv Newland e que conta com banda sonora dos Dead Combo. E estas três exibições são apenas as primeiras de várias exibições especiais de filmes nunca antes vistos em cinemas portugueses. E um dos palcos dessas exibições será a competição internacional de longas-metragens que, este ano, é composta por 7 filmes, produzidos no último ano.
Realizado pelas francesas Zabou Breitman e Eléa Gobbé-Mévellec, "The Swallows of Kabul" é um filme sobre duas histórias de amor num Afeganistão sob o controlo taliban, que pretende celebrar a força e a beleza das mulheres. A "Viagem do Príncipe" é a história de amizade entre um velho macaco e uma criança de 12 anos, realizada por Jean-François Laguionie, um dos realizadores de animação mais antigos ainda em atividade, e Xavier Picard. Do Japão chega-nos "Surfa a tua Onda", do premiado autor Masaaki Yuasa, um filme sobre Hinako, uma rapariga que adora surf e que se muda para uma cidade à beira-mar. Já "Buñuel no Labirinto das Tartarugas", de Salvador Simó, conta a história verídica da forma como o realizador surrealista Luis Buñuel fez o seu segundo filme. "A Fantástica Viagem de Marona", é uma longa-metragem sobre uma pequena cadela, que relembra todos os seus donos que amou incondicionalmente. Este filme é realizado por Anca Damian, autora de obras como "Crulic – O Caminho para o Além", que ganhou mais de 35 prémios internacionais, entre eles o Cristal de longa-metragem em Annecy. Baseado no livro de 1945 "A Famosa Invasão da Sícilia pelos Ursos" do escritor e ilustrador italiano Dino Buzzati, apresentamos na competição do Monstra o filme de Lorenzo Mattotti com o mesmo nome, que foi também selecionado para figurar na secção “Un Certain Regard” da edição 2019 do festival de Cannes.Por fim, "Louis and Luca - Mission to the Moon" é um filme que também vai ser apresentando no programa Pais e Filhos e que faz parte de uma trilogia do realizador norueguês Rasmus Sivertsen.

Na competição de curtas-metragens, destaque para "Sonhos Ilustrados", de Koji Yamamura (Japão) um dos grandes autores do cinema de animação mundial que já recebeu dezenas de prémios em festivais de todo o mundo e foi nomeado para os Óscares em 2003 com o filme "Mt. Head". Também menção para "Memorable" de Bruno Collet (França), filme que já arrecadou cerca de 30 prémios e foi nomeado para os Óscares e César; "Muedra" de Cesar Diaz Melendez (Espanha), realizador que trabalhou em várias longas de Tim Burton, e cujo filme esteve nomeado para os prémios Goya; "Last Supper" de Piotr Dumala (Polónia), autor com longo percurso na animação com vários filmes premiados em festivais de todo o mundo. Como é habitual, o MONSTRA conta ainda com as secções  competitivas de Curtas de Estudantes, Curtíssimas (filmes até 2 minutos) e Monstrinha, a secção do Festival dedicada ao público mais novo.  

Um dos grandes destaques deste ano é o "Solar Walk", um filme-concerto agendado para o dia 20 de março na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. "Solar Walk" é uma curta-metragem produzida pela Animation Workshop da Dinamarca, realizada por Réka Bucsi e que tem sido exibida e premiada nos principais festivais de cinema do mundo. No Monstra vamos passar a versão longa deste filme, cuja música será interpretada ao vivo pela Orquestra de Jazz da Escola Superior de Música de Lisboa, orientada por Pedro Moreira e conduzida pelo maestro convidado Nikolai Bøgelund, contando ainda com a participação da cantora Ingeborg Højlund, ambos de nacionalidade dinamarquesa.
 O Brasil foi o primeiro país a ser homenageado pelo festival Monstra. Na presente edição, o Monstra cria a secção Anima BR e programa no Cinema Ideal uma longa-metragem brasileira por noite: "Cidade dos Piratas", o mais recente filme de Otto Guerra, que vai marcar presença no Festival, e ainda do mesmo realizador Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock 'n Roll" e "Até que a Sbórnia nos Separe". Além destes filmes vão ser exibidos "O Menino e o Mundo", de Alê Abreu, "Rio 2096: Uma História de Amor e Fúria", de Luíz Bolognesi e "Tito e os Pássaros" de André Catoto, Gustavo Steinberg e Gabriel Bitar.
Este ano, o Punto y Raya, festival espanhol itinerante que acontece a cada dois anos em países diferentes,  programa a secção de Cinema Experimental com filmes abstratos e experimentais, que trabalham os elementos mais básicos das artes audiovisuais: forma, cor, movimento e som. Em 2020 vão ainda ser apresentadas as habituais secções DokAnim, composta por uma sessão de curtas documentais e uma longa-metragem alemã sobre a queda do Muro de Berlim e a secção TerrorAnim com o filme espanhol "Pos Eso" de Samuel Ortí Martí.
Na Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema e no Cinema City Alvalade vão ser apresentadas algumas das obras que marcaram a história do cinema de animação mundial, como é o caso do filme "O Mágico", de Sylvain Chomet, "O Rei e o Pássaro", de Paul Grimault ou o divertido "Wallace & Gromit: A Maldição do Coelho Homem", de Nick Park e Steve Box. Nesta secção o público pode ainda ainda rever "As Aventuras Secretas de Tom Thumb", de Dave Borthwick, "Krysar - O Flautista de Hamelin", de Jiri Barta, "O Bom Soldado Schweik", de Jirí Trnka ou "O Romance da Raposa" de Ladislas Starevich e Irene Starevich. 
A Agência Portuguesa da Curta Metragem, que também comemora os seus 20 anos em 2020, preparou para o MONSTRA, uma selecção de curtas-metragens portuguesas, com curadoria de José Miguel Ribeiro, realizador que também é o autor do cartaz MONSTRA 2020. Outro aniversário é o da Associação Internacional de Cinema de Animação (ASIFA), que celebra 60 anos de existência e elegeu como presidente o conhecido animador canadiano Norman McLaren. Os seus fundadores perspectivaram na altura um mundo de paz e diálogo em que as diferenças fossem postas de lado, em que a arte da animação servisse de ponte entre culturas e ideologias. Com essa missão de paz, amor e tolerância em mente, a ASIFA conta hoje com mais de 40 delegações por todo o mundo e apresenta na Monstra o Best of ASIFA, uma selecção com curtas-metragens de realizadores associados.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bottom Ad [Post Page]