Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - Black Widow (2021)

Realizado por Cate Shortland
Com Scarlett Johansson, Florence Pugh, Rachel Weisz


Sem querer começar este texto com spoilers, importa recordar que a personagem Natasha Romanoff/ Viúva Negra teve um dos maiores destaques dramáticos no último capítulo da saga "Vingadores"/"Avengers"! Este ímpeto melodramático ajudou a justificar a criação deste filme a solo, cuja trama desenrola-se após os eventos de "Capitão América: Guerra Civil"/ "Captain America: Civil War". Mas o que é certo é que esta espécie de spin-off não tem qualquer impacto no filão central da saga e, de certa forma, acaba por ser bastante inconsequente e algo desnecessário, já que pouco acrescenta ao Universo Marvel. 

É verdade que este projeto teve algum azar, já que a pandemia atrasou o seu lançamento e (até ver) impedirá um melhor desempenho comercial nas bilheteiras. Mas mesmo que tivesse sido lançado em circunstâncias normais em 2020, "Black Widow" dificilmente teria emulado o sucesso dos maiores filmes da Marvel. E não digo isto com desprimor pelo potencial ou pela popularidade da Viúva Negra, mas sim porque seria sempre um filme isolado sem grande conexão com a Próxima Fase da Marvel (apesar da cena pós-créditos) e que surgiria sempre como uma espécie de ato isolado que, assim, nunca motivaria os grandes fãs Marvel como outros filmes da saga.  

Como se esperava o seu argumento é bastante seco e desprovido de um conteúdo forte e minimamente emocionante ou tenso. É, como se previa, um filme a solo algo banal de uma grande femme fatale que nunca teve grande espaço para brilhar nos filmes "Vingadores", mas que aqui tem uma espécie de despedida. Mas esta despedida é algo agridoce, já que se por um lado o argumento é fraco e não honra o potencial da personagem, por outro somos confrontados com algumas poderosas sequências de ação que não ficam nada atrás das maiores super produções do estúdio, honrando assim a natureza bélica da personagem. É, ainda assim, um cair do pano inglório para uma personagem tão bem trabalhada por Scarlett Johansson que, bem vistas as coisas, teve uma melhor despedida (e mais digna e poderosa) em "Vingadores: Endgame". E se calhar deveríamos ter ficado por aí...


Classificação - 2,5 Estrelas em 5

Enviar um comentário

0 Comentários