Apesar do Pobre Acolhimento Por Parte da Crítica, Curral de Moinas - Os Banqueiros do Povo é Já o Filme Português Mais Visto do Ano

 

O filme português "Curral de Moinas - Os Banqueiros do Povo" levou mais de 75 mil pessoas às salas de cinema no fim-de-semana prolongado de estreia, após ter chegado ao grande ecrã a 11 de agosto e, em apenas cinco dias,  tornou-se já o filme português mais visto do ano, com uma receita bruta de mais de 435 mil euros."Curral de Moinas - Os Banqueiros do Povo" tem liderado o ranking de bilheteiras e continuará em exibição em 60 salas de cinema do país.
Realizado por Miguel Cadilhe, e com argumento de Henrique Cardoso Dias (‘Pôr-do-Sol’ e ‘7 Pecados Rurais’) e Frederico Pombares (‘Virados do Avesso’, ‘7 Pecados Rurais’), "Curral de Moinas - Os Banqueiros do Povo" conta no elenco com João Paulo Rodrigues, Pedro Alves, Júlia Pinheiro Rui Unas e Sofia Ribeiro, entre outros atores.Nova aventura de Quim Roscas e Eustacionâncio nos cinemas, em "Curral de Moinas - Os Banqueiros do Povo" regressamos a Curral de Moinas, aldeia pacífica que é abalada quando Quim descobre que tinha um pai, que lhe deixa em herança um banco, o prestigiado BICO (Banco Internacional de Crédito Oficial). Assim, Quim e Zé rumam a Lisboa, passando a ter uma vida de luxo, com direito a vinhos de rolha e carros com mais de 20 cavalos. Mas, o dinheiro e a grande cidade, corrompem Quim. Será que a amizade entre os dois amigos vai resistir? Será que Quim consegue gerir o BICO se nem consegue fazer um troco? Será que a noite da capital está preparada para a monocelha de Zé? Lisboa nunca mais será a mesma.
Pese embora a pobre recepção por parte da crítica, o público tem reagido bem a esta comédia nacional. O mesmo já tinha acontecido com o primeiro filme da dupla criada por  João Paulo Rodrigues e Pedro Alves. Os últimos anos têm alias mostrado uma tendência, onde os filmes portugueses com mais sucesso pelo público são, por norma, os mais criticados pela imprensa especializada, casos de "O Pátio das Cantigas" ou "Balas e Bolinhos".

Enviar um comentário

0 Comentários