Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - August Rush (2007)


Realizado Kirsten Sheridan
Com Freddie Highmore, Keri Russell, Jonathan Rhys Meyers, Robin Williams

A música e o cinema são duas artes que me agradam bastante. Ao longo dos anos assisti a vários filmes onde estes dois mundos se juntam em perfeita harmonia criando magníficas obras cinematográficas e musicais, mas também é verdade que já assisti a filmes que conseguem oferecer o pior das duas áreas. Infelizmente, “August Rush” acaba por ser mais um desses casos dramáticos. A história de “August Rush” resulta do factor “Oliver Twist”, ou seja, temos um rapaz órfão que acaba num orfanato de uma grande cidade mundial e que, apesar da sua idade, irá fazer de tudo para encontrar os seus pais, no entanto, “August Rush” oferece um pequeno twist à “história original” ao adicionar a música como um factor preponderante do enredo. O órfão é Evan, mais tarde August Rush, um rapaz nova-iorquino determinado em encontrar os seus pais, Louis Connelly (Jonathan Rhys Meyers) e Lyla Novacek (Keri Russell), e para tal vai partir numa viagem “mágica” à sua procura. Para reunir o dinheiro necessário para realizar a sua viagem usa o seu enorme talento musical (herdado dos seus pais que são ambos músicos), mas os talentos de Evan não são ainda perfeitos e para os aperfeiçoar vai contar com a preciosa ajuda de um misterioso mas simpático homem interpretado por Robin Williams.
Como é facilmente perceptível, o argumento do filme contem emoção, romance e sentimento em demasia o que acaba por afectar irremediavelmente a coerência e credibilidade do filme, tornando esta obra demasiado superficial e sem conteúdo. Isto acontece por culpa da realizadora Kisrten Sheridan, que não soube controlar devidamente as emoções das personagens, não impondo os limites necessários para que o filme pudesse ser minimamente interessante de um ponto de vista intelectual. Também o seu tratamento da parte musical não é o melhor, conferindo ao talento musical de August Rush uma perfeição quase exagerada ao nível de génios como Mozart. O elenco é desapontante. Robin Williams anda mais uma vez perdido em história infantis sem interesse e qualidade. Kerry Russel e Jonathan Rhys Meyers passam praticamente despercebidos, apresentando actuações medíocres. Já o jovem Freddie Highmore tem uma actuação razoável, mas longe de alguns dos seus papéis anteriores. Num filme com a música como pano de fundo, a banda sonora não é das mais bem conseguidas. Era necessário algo mais para um filme deste género, contudo apresenta uma canção original bastante criativa que até foi nomeada para o Óscar da Academia de Melhor Música Original. “August Rush” é um filme com um argumento fraco a todos os níveis, não tem originalidade e criatividade, é repetitivo e pouco criativo, estando demasiado preso às emoções e à inacreditável história do menino orfão.

Classificação - 1 Estrela Em 5

Enviar um comentário

41 Comentários

  1. O Filme é bom e a crítica é péssima.

    Sem mais.

    ResponderEliminar
  2. A crítica realmente não é das tuas melhores, tal como o filme é demasiado simples e desinteressante. Agora tu podes melhorar isso já o pobre realizador do filme não :)
    E também não acho que o filme seja tão mau para merecer uma estrela, isso está so ao alcance de filmes como "I Know Who kiled Me" ou "Norbit". Merece 2 estrelas porque realmente é um filme demasiado lamechas e muito fraco. Robin Williams ESCOLHE MELHOR OS TEUS PAPEIS !!!!!

    ResponderEliminar
  3. A crítica é ridícula.
    Como um crítico e outras pessoas que mal sabem usar a língua portuguesa podem criticar um filme?

    ResponderEliminar
  4. Só quem gosta de música "mais do que de comida" consegue entender profundamente o objetivo do filme,que não rompe paradigmas em relação ao cinema,mas representa a inspiração,a música e simplismente a arte,assim como fizeram os grandes artistas.

    ResponderEliminar
  5. (Penso que, para se escrever algo, é preciso primeiro ter um domínio básico língua). Caro crítico, assista o filme novamente. Você não entendeu nada. Para começo de conversa o pequeno Evan em momento algum se interessa por dinheiro. Seus instrumentos de busca são outros, por coincidência o ponto central do filme. O filme é fantástico, o crítico é péssimo.

    ResponderEliminar
  6. (Penso que, para se escrever algo, é preciso primeiro ter um domínio básico língua). Caro crítico, assista o filme novamente. Você não entendeu nada. Para começo de conversa o pequeno Evan em momento algum se interessa por dinheiro. Seus instrumentos de busca são outros, por coincidência o ponto central do filme. O filme é fantástico, o crítico é péssimo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O critico é uma rocha fria como uma lapide de um cadaver sem nome.

      Eliminar
    2. Penso que este critico deveria encerrar este blog e dedicar-se a vender hot dog.

      Eliminar
    3. Concordo o crítico é horrível e não entendeu o filme vai vender picolé na praia cara

      Eliminar
  7. Este foi o melhor filme q eu já assiti... Quem ama a música MAIS DO Q A COMIDA, fica fascinado com este filme. O autor não mediu, nem se conteve em transmitir emoções. Os detalhes do filme, faz toda diferença. Como os acontecimentos, por exemplo, prova q nada acontece POR ACASO. Até uma latinha de refrigerante é capaz de te dar um sinal de algo que tanto procuramos. Acho q a fé foi um dos pontos mais forte do filme, onde acreditar, lutar e não desistir resulta em conseguir. Só falta ter continuação. Mas, Mesmo assim, A D O R E I !!!!!!!!!!!!!!!! A propósito, o critico precisa rever seus conceito. Nota -1, pra ele!

    ResponderEliminar
  8. O filme é demais !!Só uma pessoa sem sentimento não se emocionaria!
    Melhor filme que eu assisti

    ResponderEliminar
  9. Não partilho da mesma opinião do crítico, como por sua vez não partilho de algumas dos comentadores!!!
    Concordo quando alguém diz que o crítico não deve ter visto ou então não percebeu o filme. Em caso algum, o pequeno August “toca” por dinheiro, muito pelo contrário ele ao fazer o que lhe dá mais gozo e prazer tem como recompensa a exploração! A exploração de um adulto simpático mas de olho vivo e que facilmente percebe que a criança é um génio. Isso é bem perceptível por toda a chantagem emocial que é feita com o pequeno August durante todo o filme.
    Não é o meu filme preferido, como alguns o disseram…mas julgo que brilha pela simplicidade de ser visto sem se pensar, mas se nos dermos ao trabalho, certamente encontramos muitos casos semelhantes pelas nossas ruas, de crianças que tudo tinham para ser grandes génios e acabam presas à exploração de instituições ou mesmo adultos simpáticos e manipuladores…

    ResponderEliminar
  10. O filme é bastante bom, tanto a niveis musicais como no enredo. Tal como o ricardo disse, só quem gosta de música mais do que comida é que percebe a essencia do filme.

    ResponderEliminar
  11. O filme é emotivo, obviamente tem exageros, mas gostei. Existe um lado espiritual muito interesante que deveria ser melhor aproveitado. Acho que a crítica deveria ter se deixado levar mais pela emoção do que pelo lado técnico ao analisar o filme.

    Acrescento que a trilha sonora é muito boa.

    ResponderEliminar
  12. arranja uma vida minha puta!

    ResponderEliminar
  13. não acho justo este filme merecer apenas 1 estrela. apenas por não ter grandes efeitos especiais.a critica dads ao filme não foi no mínimo justa. o filme tem uma grande história e as personagens estão bem encarnadas. é dos melhores filmes que já vi até hoje e dos meus favoritos sem dúvida.
    é o único filme que tem a capacidade de me fazer chorar. a história do filme é muito linda e merecia uma melhor crítica sem dúvida

    ResponderEliminar
  14. Sinceramente com tanto lixo cinematográfico que surge nos dias de hoje, apenas pessoas sem o mínimo de cultura poderão classificar e comentar este filme tão mediocremente. Este é sem sombra de dúvidas um dos melhores filme que já assisti até hoje. História simples mas bastante bem conduzida, expressão emotiva muito boa e contagiante e uma BANDA SONORA de outro mundo...5 Estrelas!

    Se quem comenta tem a sua sensibilidade corroída pelo lixo que por aí circula, faça um favor a si próprio e dedique-se a outros temas.

    Os grandes filme não se medem por efeitos especiais ou grandes autores...Os grandes filmes são as sensações que provocam nos espectadores. Em suma, este é um GRANDE filme.

    ResponderEliminar
  15. meu deus nao to acreditando no q esta acontecendo!!!
    a critica eh perfeita...baixei o filme por quase 40min e perdi mais 2h quase assistindo...sou musico...a historia do filme a principio era bem interessante mas nunca me arrependi tanto!!!
    "é repetitivo e pouco coerente, irrealista, irritante e demasiado preso ás emoções e á história inacreditável de Rush."
    essa parte final da critica diz tudo!!o filme tem mais cara de harry potter,caverna do dragao doq qualquer outra coisa!!
    me desculpem galera mas to 100% a favor com a Liliana Pereira
    PESSIMO FILME!!!
    tanto q quando acabei de assitir vim correndo abrir alguma critica pra ver se eu nao estou ficando louco em achar que o filme nao presta!!!

    ResponderEliminar
  16. Um filme brilhante! Simples, mas brilhante.
    Essa simplicidade me tocou.
    Respeito as pessoas que falam desse filme, classificando-o como mero sentimentalismo. Não são todos que conseguem compreender sua grandeza.

    ResponderEliminar
  17. Penso que não se trata de uma opinião válida, ou sequer de uma crítica bem feita.
    Sem ser de outro mundo, estamos na presença de um bom filme. A emoção que sentimos não é falsa, há momentos simplesmente de cortar a respiração. Realmente há que sentir a música na sua plenitude, esta é uma história talvez provável e sem dúvida muito acarinhada.

    O elenco não é nada que se pareça a 'despontante' como foi dito, pelo contrário, Freddie Highmore, na pele de August Rush, teve um desempenho brilhante, tendo sido distinguido pela sua actuação. Jonathan Rhys Meyers mostra-se multifacetado, capaz de se distinguir mesmo pela sua voz.

    Uma estrela em 5 é considerar este filme lixo, talvez o único lixo aqui seja mesmo a crítica (que não encaro como crítica, mas uma simples opinião infundada de alguém que se encontrava num dia não).

    ResponderEliminar
  18. o filme e espetacular em todos os niveis

    ResponderEliminar
  19. Daqui fala um pessoa sensível: o filme emociona e é muito bonito!
    Daqui fala um músico profissional: a banda sonora é muito boa!
    Daqui fala a minha racionalidade, que pouco importa quando se trata de apreciar arte: há filmes melhores como há filmes muito piores!
    Daqui fala a minha inteligência: a crítica expressa apenas a opinião de uma pessoa. Não tem importância.
    Fiquem bem.

    ResponderEliminar
  20. O Senhor não viu o filme, certo? Pelo menos não viu o mesmo filme que eu!

    ResponderEliminar
  21. Até eu que costumo ser uma pessoa bastante insensível gostei do filme. Eu não costumo gostar de filmes deste gênero, mas até gostei bastante deste. Quanto às críticas que tem sido dadas, apenas um dado bastante significativo.No IMDB o filme tem 7,5/10, it has to mean something, right ?!

    ResponderEliminar
  22. Adoro este filme sempre que posso veijo este vilme

    ResponderEliminar
  23. Poetas não são só os de poemas ...se é que o maior intelectual aqui pode entender...bem não sou intelectual, mas analisando pelo meu lado ou pelo lado bom .Cada um tem um lado a defender sobre esse filme.Mas consegui ver algo a mais. A música é capaz de nos trazer mágicas lembranças.Eu nunca assisti filmes só por que eram com grandes estrelas.Na verdade não conheço os atores,mas acho que se sairam bem, principalmente os veteranos. mas o filme é muito bonito, August Rush
    Se todos vivessêmos apaixonados pela música e pelo amor como nesse filme.Puxa que coisa bonita !!!
    Meus votos aos Intelectuais aqui:Viva!! viva!! Carpe Dien !! Esqueçam essas fórmulas !! coisa chata hein !!!!

    ResponderEliminar
  24. apaixonados pela músicas e encantados com o amor entre uma família! Tá faltando sensibilidade nos grandes críticos cinéfilos!

    ResponderEliminar
  25. só por curiosidade que tipo de filme é que levariam as 5estrelas na sua opiniao? Aposto que são filmes tipo o terapeuta ou donas de casa desesperadas... enquanto limpa o pó do aparador e dobra as camisas do marido deita um olhinho à televisão, certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar estava com o face aberto e a tv ligada, mas o fsce deu-lhe mais agrado. Por outro lado, agora que sei que esta crítica infeliz foi escrita por uma mulher, posso concluir que certamente estava naqueles dias em que não deveria sair da cama (onde certamente dormiu sozinha) e ter assistido laranja mecânica, pois me pa
      rece ser mais do seu agrado. O mulher insensível e mal amada.

      Eliminar
  26. A critica entende tanto de música como de filmes, quando abrir a boca pra falar de um filme com essa sensibilidade aprenda alguma coisa, pelo menos tente entender as letras das musicas, e vai entender o sentido do filme, o filme esta mais nas musicas do que nas cenas. Por essa razão a critica nao retrata o filme.

    ResponderEliminar
  27. O filme está nas melodias, e na trilha sonora, o critico nao entendeu a mensagem do filme, a ultima frase do filme diz tudo - a música esta em todo lugar basta, ouvir.

    ResponderEliminar
  28. A critica, não deve ter mesmo visto o filme.

    Evan não procura dinheiro, para além da procura dos pais Evan procura mais dentro dele, algo que o desperta e que ele próprio nem reconhecia... Há que perceber as mensagens subtis que o filme transmite, como a exploração infantil entre outras coisas... A banda sonora é espetacular...

    a mensagem final "a música está em todo o lado, basta escutar/ouvir", estar atento, coisa que muita gente não faz...

    A critica não esteve atenta ao filme!!!!

    ResponderEliminar
  29. No portugues bem claro, esse crítico só fala merda.

    ResponderEliminar
  30. Adorei o filme e acredito q a crítica não esteva nos seus melhores dias pois o filme é muito interessante com uma história linda onde os reencontros existem pois só quem tem coração é capaz de entender e empreender tamanha viagem..Amei, muito emocionante.....

    ResponderEliminar
  31. o critico nao assitiu o filme!

    ResponderEliminar
  32. A proposito o menino não é rush.. é evan...

    ResponderEliminar
  33. O filme é mágico, a história em si mostra-nos sem dúvida que o que é para nós ninguém nos tira, e que existe um propósito na vida para além de interesses. Este filme faz sonhar num Mundo em que existem demasiadas pessoas materialistas... A análise do crítico talvez seja a expressão da sua própria frustração interior.
    Para quem gostou do filme, aconselho "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain"

    ResponderEliminar
  34. Para mim, um dos melhores filmes. Não há momento em que não me emocione. O crítico, peço desculpa, mas isso foi péssimo. O filme é excelente 😍😍😍

    ResponderEliminar