Full width Top advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Crítica - Fados (2007)

Crítica - Fados (2007)

Realizado por Carlos Saura
Com Mariza, Ricardo Ribeiro, Camane, Ricardo Rocha, Carlos Do Carmo, NBC, Cuca Roseta, Catarina Moura, SP & Wilson

Em 2007, o cineasta espanhol Carlos Saura juntou-se a alguns dos fadistas mais famosos de Portugal para criar “Fados”, uma obra cinematográfica musical de elevada qualidade que presta uma merecida homenagem ao Fado e às suas origens e artistas mais conceituados, como Amália Rodrigues. No elenco juntam-se grandes nomes deste género musical, como Mariza, Ricardo Ribeiro, Camane, Ricardo Rocha, Carlos do Carmo e Catarina Moura, que dão vida e voz a um dos símbolos da cultura portuguesa.
O filme contempla os diversos tons do fado e a sua possível mistura com outros géneros musicais aparentemente antagónicos, como o Hip-Hop. As músicas presentes balançam entre o histórico e o moderno, mas nunca esquecem a essência melancólica e poderosa do Fado que, ao longo de vários séculos, tem servido de banda sonora à história portuguesa. Os talentosos artistas nacionais presentes enchem o ecrã com as suas belas vozes e com a sua marcante presença, que transmite na perfeição o forte espírito nacional entremeado no Fado. Através da talentosa realização de Carlos Saura, somos realisticamente transportados até ao ambiente de uma casa de fados lisboeta que transpira cultura e paixão. As cores e os planos utilizados misturam-se na perfeição com as músicas, que ditam o tom da imagem consoante a sua história e significado. Como é habitual, esta obra duma inegável qualidade passou ao lado do público português (foi apenas vista por 28 mil pessoas), mas não passou ao lado dos estúdios New York Films que, após a passagem desta obra pelo New York Film Festival 2007, comprou os seus direitos de exibição nos EUA. A estreia do ciclo dessa exibição acontece esta semana e o filme já conta com várias avaliações muito positivas no Rotten Tomatoes. É mais um motivo de orgulho para os portugueses e para a sua cultura que, mais uma vez, é completamente negligenciada pelos meios de comunicação social.
Apesar de não ser realizado por um cineasta português, “Fados” é um filme de Portugal porque aborda intrinsecamente uma parte importante da nossa cultura. Esta verdadeira celebração do maior estilo musical português merece o nosso reconhecimento, porque dá a conhecer ao mundo um dos nossos pontos fortes que por vezes é esquecido e negligenciado. Portugal é muito mais que Futebol e Turismo e “Fados” prova isso mesmo.

Classificação - 5 Estrelas Em 5

2 comentários:

  1. Não de estou de acordo que o filme seja assim tão bom, apesar de ser saboroso ver um realizador estrangeiro a homenagear desta forma o nosso património musical.

    Mas o filme é basicamente um concerto sem mais nada de adicional. Não é um filme na minha opinião nem um documentário. E já agora as coreografias de dança são um desastre.

    As escolhas de Chico Buarque, Caetano Veloso, Lilla Downs para interpretar fados são no minimo discutíveis.

    Eu acho que conseguia fazer um filme como este....

    ResponderEliminar
  2. jomar-m@sefaz.go.gov.br21 de dezembro de 2010 às 16:03

    em 20122010 assisto 'fados(2007)' nota 10. só quem viveu 1972 em diante para entender tamanha rima em 'ai,esta terra ainda vai cumprir seu ideal/ ainda vai tornar-se um imenso Portugal'. lindo e profético. chico já vislumbrava o poder de Lula em 08 anos para fazer o mundo ver o Brasil como o imenso Portugal, nosso seio maternal e onde já se viveu até ditadura.Deus te abençoe Chico "nosso sangue lusitano é puro lirismo".

    ResponderEliminar

Bottom Ad [Post Page]