Mais Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

terça-feira, agosto 27, 2019

Após o Sucesso de Cannes, Bacurau Regressou a Casa Para Sessão Muito Especial


Os cineastas Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles e grande parte do elenco do premiado da longa metragem “Bacurau” reuniram-se novamente com os moradores na localidade de Barra, em Parelhas, onde o filme foi rodado há pouco mais de um ano, para uma sessão especial ao ar livre na última quinta, 22 de agosto. Os atores se juntaram às 2 mil pessoas presentes: Sonia Braga, Fabiola Líper, Edilson Silva, Jamila Facury, Buda Lira, Danny Barbosa, Clebia Sousa, Eduarda Samara, Marcio Fecher, Ingrid Trigueiro e Luciana Souza.


“Foi muito especial trazer uma festa de cultura, de cinema, em Barra. O Brasil hoje precisa de cultura, de educação. Esse filme é sobre o Nordeste, sobre o país, sobre o mundo; É por isso que ‘Bacurau’ teve uma repercussão internacional tão grande e agora estamos vivenciando o mesmo impacto nas pré-estreias nacionais”, conta Kleber Mendonça Filho.

“O filme pra mim ultrapassou o que a gente chama de missão cumprida. Os filmes precisam ser vistos e este está sendo visto. Além de ser selecionado para os principais festivais ainda teve ótima resposta de público, com essa energia forte rolando em torno do filme”, afirma Juliano Dornelles.


A equipa do filme percorreu mais de 10 mil quilómetros passando por quatro estados do Nordeste até encontrar a localidade de Barra, em Parelhas, Rio Grande do Norte. O pequeno povoado com cerca de 30 casas e apenas uma rua, serviu como uma cidade cenográfica e na tela grande se tornou Bacurau, a comunidade que dá nome ao longa. O longa conquistou três prémios importantes no 23º Festival de Cine de Lima, no Peru: Melhor Filme, Melhor Direção (para Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles) e Prêmio da Crítica Internacional. Com estreia marcada no Brasil para 29 de agosto, Bacurau também conquistou o Prémio do Júri no Festival de Cannes e o prémio de Melhor Filme na principal mostra do Festival de Cinema de Munique. O filme também também foi selecionado para o Festival de Toronto (TIFF 2019) onde será exibido na prestigiosa Mostra Contemporary World Cinema, e foi escolhido para representar o Brasil nos prémios Goya, o equivalente aos Óscares em Espanha, concorrendo a uma vaga na disputa pelo prémio de melhor filme ibero-americano.
“Bacurau” é a segunda coprodução Brasil-França, com a CinemaScopio do Recife (“O Som ao Redor”, “Aquarius”) e a SBS em Paris (“Synonymes”, de Navad Lapid, vencedor do urso de ouro em Berlim, “Elle”, de Paul Verhoeven, “Mapas Para as Estrelas”, de David Cronenberg). “Bacurau” também é uma coprodução com a Globo Filmes, Simio Filmes, Arte France Cinema, Telecine e Canal Brasil. Produzido por Emilie Lesclaux, Said Ben Said e Michel Merkt, tem patrocínio da Petrobras, Fundo Setorial do Audiovisual, Funcultura (Governo de Pernambuco) e do CNC (Centre National de la Cinematographie, France).

SINOPSE:  Num futuro recente, Bacurau, um povoado do sertão de Pernambuco, some misteriosamente do mapa. Quando uma série de assassinatos inexplicáveis começam a acontecer, os moradores da cidade tentam reagir. Mas como se defender de um inimigo desconhecido e implacável.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas