Mais Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, outubro 16, 2019

Pérolas Indie - Skin (2019)

Realizado por Guy Nattiv
Com Jamie Bell,Vera Farmiga, Danielle Macdonald


Sinopse - Um jovem indigente, criado por skinheads racistas e notório entre os supremacistas brancos, vira as costas ao ódio e à violência para transformar a sua vida, com a ajuda de um ativista negro e da mulher que ama.

Inspirado na maravilhosa e homónima curta-metragem de Guy Nattiv, que aliás até foi distinguida com o Óscar de Melhor Curta Metragem Live Action, "Skin" sobressai como um drama sólido que, embora não esteja destinado aos vôos dourados da sua base de inspiração, não deixará de ter uma clara marca positiva no presente calendário cinematográfico!
Antes de mais importa realçar que a trama de "Skin" não é propriamente surpreendente ou revolucionária, já que não é o primeiro nem será o último filme a explorar a jornada de um supremacista étnico (neste caso branco) que altera drasticamente o rumo da sua vida por amor ou por ter tido uma crise de consciência. Mas a jornada que o protagonista aqui percorre é explorado com um amplo contexto e conteúdo que a torna bem mais apelativa para o público, não se resumindo portanto à simples jornada que começa com fortes preconceitos e crenças que eventualmente ao longo do filme começam a ser questionadas. É lógico que este caminho é percorrido, mas é feito de uma forma bem mais equilibrada e competente. É certo que há pouca imprevisibilidade, mas o retrato humano do filme é bem sólido e tocante.
Para além de bem filmado e, acima de tudo, habilmente conceitualizado, "Skin" conta também com uma extraordinária performance de Jamie Bell que, talvez, procurasse aqui uma nomeação aos Óscares. Pese embora a sua talentosa performance, tal nomeação parece bastante improvável, mas pelo menos fica mais um bom registo por parte de Bell que contribui, sem dúvida, para o sucesso dramático e emocional desta produção.
Reforço uma vez mais que "Skin" não é extraordináriamente avassalador, mas é um filme bem conseguido e uma agradável transição mediática para a tão elogiada curta que está na sua base! Um produto derivado que é portanto merentório da sua base e que nos deixa curiosos para ver o que Nattiv pode fazer noutros registos.


Crítica - 3,5 Estrelas em 5

Sem comentários:

Enviar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas