Full width Top advertisement

As Nossas Críticas

Notícias

Post Page Advertisement [Top]

Crítica - Durante La Tormenta (2018)

Crítica - Durante La Tormenta (2018)
Crítica - Durante La Tormenta (2018)
Realizado por Oriol Paulo
Com Adriana Ugarte, Chino Darín, Álvaro Morte

Vindo de Espanha e disponível agora na Netflix, "Mirage" ou "Durante La Tormenta" é um interessante thriller sci-fi que joga habilmente com a temática das viagens no tempo para montar uma história interessante que consegue prender o espectador ao ecrã. A base desta obra do já consagrado cineasta Oriol Paulo faz-nos lembrar o conceito do popular "Frequency", um thriller de 2000 protagonizado por 2000 que permanece entre os meus filmes preferidos devido à forma criativa como joga com o tema das viagens no tempo e mistura-o com um thriller policial e um drama familiar. Também "Durante la Tormenta" joga com estes géneros e com essa temática para criar um filme impactante que, acima de tudo, está muito bem feito e prende, assim, o espectador ao drama constante de Vera do início ao fim. Tal drama começa quando uma tempestade impressionante causa um inesperado e impressionante rasgo no continuum espaço-tempo que permite à enfermeira Vera salvar a vida de um rapaz que, décadas antes, tinha morrido após testemunhar um homicídio. O seu ato corajoso e altruísta acaba, por isso, por alterar o passado e por reescrever o presente, algo que a leva a perder a própria filha que, na nova realidade, nunca existiu porque Vera nunca conheceu o seu marido. Entretanto Vera descobre que a tempestade continua e que por isso o buraco no tempo também continua aberto e, assim, seu único objetivo passa a ser desfazer o que fez e recuperar a sua filha, custe isso o que custar.
Todos os segmentos narrativos do filme têm algo que se lhe diga e conseguem surpreender o espectador. Seja pelo lado sci-fi da trama, seja pela sua envolvente mais policial, "Durante la Tormenta" vai-nos conquistando e mantêm-nos sempre atentos. É um projeto que entretêm e que surpreende, não só pelos seus twists, mas sobretudo pela sua coerência. Esta só escapa um pouco no final, onde somos brincados com uma vertente mais romântico que se revela desnecessária, mas que acaba por atar com um final feliz o filme, algo que já se esperava.
Quem também contribui para o sucesso desta obra é o seu talentoso elenco. Adriana Ugarte, uma cara muito conhecida em Espanha, tem um papel de destaque e muito competente que agarra o espectador à jornada da sua personagem. O filme divide-se constantemente entre o presente e o passado, pelo que Ugarte e a sua Vera nem sempre estão em destaque, mas são peças fundamentais e mesmo não aparecendo no passado, acabam por desempenhar um papel fulcral na capacidade que a trama tem para agarrar o público. E isto só é possível pela maravilhosa construção de Vera, mas também pela grande performance de Ugarte. A apoiá-la estão também vários atores de relevo que assumem grandes papéis secundários, como Chino Darín. Já Álvaro Morte, conhecido pelo seu papel de Professor na série "La casa De Papel", acaba por ser atirado para segundo plano, também porque a sua personagem vai perdendo força com o desenrolar da história.
Sem dúvida, "Durante la Tormenta" tem capacidade para surpreender e para proporcionar um bom entretenimento ao público. Pode ter passado despercebido no ano do seu lançamento, mas a Netflix tem-lhe dado uma nova vida.

Classificação - 4 Estrelas em 5

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bottom Ad [Post Page]