Full width Top advertisement

As Nossas Críticas

Notícias

Post Page Advertisement [Top]

Crítica - Fractured (2019)

Crítica - Fractured (2019)
Crítica - Fractured (2019)

Realizado por Brad Anderson
Com Sam Worthington, Lily Rabe, Lucy Capri

À primeira vista, "Fractured", um filme original da Netflix protagonizado por Sam Worthington, não parece ser um filme que pauta pela diferença ou pela novidade. A sua intriga centra-se em Ray (Sam Worthington) que, juntamente com a sua esposa e a sua filha, param numa área de serviço, onde a filha cai e parte o braço. Ray leva-a para o Hospital e, enquanto a esposa e a filha descem para a menina fazer uma ressonância magnética, Ray, exausto, desmaia numa cadeira na sala de espera e, ao acordar, descobre que não têm nenhum registo seu no hospital e que a sua família desapareceu. Com base nesta premissa desenvolve-se uma intriga com muito suspense à mistura que apresenta várias reviravoltas interessantes e um final verdadeiramente surpreendente.
Assim, "Fractured" tem bem mais que se lhe diga do que aquilo que aparenta à primeira vista. A sua trama não parece, pela descrição, ter potencial para render um filme tão intenso como aquele que se vai efetivamente desenrolando. E embora "Fractured" comece lento, certo é que tem uma reta final muito intensa e interessante. Ficam no ar alguns problemas sem resposta e algumas questões mal explicadas, mas no global estamos perante um filme bem pensado que, mesmo perante um conceito simples, consegue surpreender. Uma boa surpresa que vai caindo nas nossas boas graças à medida que se vai aproximando do final!

Classificação - 3,5 Estrelas em 5

Classificação - 3,5 Estrelas em 5

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bottom Ad [Post Page]