Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - The Witches (2020)

Remake de The Witches de Robert Zemeckis Ganha Trailer e Poster
Realizado por Robert Zemeckis
Com Anne Hathaway, Octavia Spencer, Stanley Tucci

Conhecido pela sua  capacidade para reinventar conceitos e para criar grandes mundos de cor e fantasia, Robert Zemeckis sempre pareceu ser o realizador ideal para reimaginar a adorada obra literária "The Witches" de Roald Dahl. Em 1990, este clássico foi adaptado aos cinemas por Nicolas Roeg e com  Anjelica Huston como maior estrela mas, agora, trinta anos depois desta estreia, coube a Zemeckis reinventar e modernizar este clássico literário que segue a história emocionante e humoristicamente sombria de um jovem órfão que, em 1967, vai viver com a sua avó numa cidade rural do Alabama. Quando o rapaz e a avó encontram umas bruxas encantadoras, mas diabolicamente traiçoeiras, a avó decide levar o neto para um luxuoso resort à beira-mar. Infelizmente, estes chegam exatamente na mesma altura em que a Grande Bruxa-Mor decide reunir-se com todas as suas amigas bruxas – disfarçadas – para executar os seus abomináveis planos.

Embora graficamente virtuoso e com uma grande performance de Anne Hathaway que rivaliza com a grande performance maléfica de Anjelica Huston no primeiro filme, "The Witches" está longe de ser tão memorável como a grande obra literária que está na sua base, tal como aliás a adaptação de 1990 não foi. Embora tenha um certo carisma revela-se, no final, uma obra infantil a roçar o básico e sem nada de muito curioso ou inovador. Embora coerente no seu desenrolar, o enredo foca-se apenas e só numa uma única dimensão de entretenimento que mantém o espectador preso a um conceito que apela à diversão infantil e familiar, mas que não consegue crescer para além disso nem evoluir para algo radicalmente diferente. O que "The Witches" promete apresentar acaba por efetivamente entregar, mas assim não deixa grandes margens para surpresas ou elementos inesperados. Já se sabe no inicio como é que o filme vai evoluir e acabar, aliás a dada altura até se consegue prever facilmente passos e diálogos dos próprios protagonistas e, embora sejam movimentos com uma certa alegria jovial, fica sempre no ar que o filme nunca se afasta de uma formula segura e demasiado corriqueira. 

O toque de Zemeckis surge no campo técnico e visual é certo, mas o filme precisava de um enredo que se mostrasse capaz de acompanhar a magia do seu visual e da sua ideia base. E isso acabou por não acontecer e, por isso, "The Witches", tal como a adaptação de 90 aliás, não deverá ficar na memória pela sua história nem pelo seu valor como filme, mas sim pelas suas peculiaridades, como o trabalho do seu realizador ou a performance de Hathaway.


Classificação - 2,5 Estrelas em 5

Enviar um comentário

0 Comentários