Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - Things Heard and Seen (2021)

Realizado por Shari Springer Berman, Robert Pulcini

Com Amanda Seyfried, James Norton


A Netflix culminou um mês de Abril repleto de estreias cinematográficas mediáticas com "Things Heard and Seen". Este thriller de terror é protagonizado por Amanda Seyfried e conta história de um jovem casal que se muda com a sua filha para uma quinta numa zona rural de Nova Iorque na Década de 80. Mas cedo a jovem esposa (interpretada por Amanda Seyfried) começa a suspeitar que este seu novo lar é amaldiçoado pelos fantasmas do seus antigos proprietários que foram assassinados na casa. 

Baseada no livro "All Things Cease to Appear", que foi escrito por Elizabeth Brundage, "Things Heard and Seen" não é, ao contrário do que se esperava, um sucesso. Embora a premissa seja intringante, esta acaba por não ser acompanhada por um desenvolvimento apto capaz de produzir fortes momentos de tensão, sequências de terror penetrantes ou competentes elementos de suspense. Entre ligações ao sobrenatural e óbvios dramas conjugais que acabam por ser mal explorados e interligados, o enredo nunca chega a convencer ou a promover todos os arrepios que parecia prometer. Nem mesmo a performance de Amanda Seyfried, que recentemente esteve nomeada ao Óscar de Melhor Atriz por "Mank", está ao nível que se esperava, culminando assim um ciclo de desilusões. 


Classificação - 2 Estrelas em 5


Publicar um comentário

0 Comentários