Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - L'Affaire SK1 (2014)

Realizado por Frédéric Tellier

Com Raphael Personnaz, Nathalie Baye, Olivier Gourmet, Michel Vuillermoz


Por norma relacionamos as grandes histórias contemporâneas de serial killers aos Estados Unidos, país de onde são originários indivíduos como Ted Bundy, Jeffrey Dahmer ou John Wayne Gacy que, como se sabe, entraram para a história (criminal) pelos motivos mais macabros. Mas infelizmente o fenómeno dos assassinos em série é global e, embora menos prolífero que nos Estados Unidos, podemos encontrar exemplos macabros deste fenómeno em todos os países. Dito isto, França tem também as suas histórias reais de serial killers e uma das mais mediáticas das últimas décadas é retratada em "L'Affaire SK1", um thriller criminal que explora o caso real do primeiro serial killer francês a ser capturado graças às provas de ADN.

Esta obra de Frédéric Tellier transporta-nos até à década 1990, onde Franck Magne, um jovem inspetor que está a dar os seus primeiros passos na Policia Judiciaria, tem como primeira missão rever o caso de homicídio de uma jovem. Este leva-o a estudar e a analisar outros casos. Durante 8 anos, obcecado por este inquérito, persegue este assassino em série. Ao fim de dez anos, as vítimas multiplicam-se e as pistas baralham-se, até que o seu caminho se cruza finalmente com o de Guy Georges que, por via de provas ADN, acabou por ser responsabilizado pelos crimes que assombrou Magne durante tanto tempo. Hoje, Guy Georges é conhecido como o Monstro de Bastille.

Seguindo uma linha próxima aos thrillers e documentários criminais norte-americanos, "L'Affaire SK1" desmonta o caso Guy Georges de uma forma muito dinâmica e interessante. Embora mediático em França não se pode dizer que este seja um caso conhecido mundialmente, pelo que para o espectador que aprecie este género de histórias reais, torna-se muito interessante explorar os seus bastidores e contornos. E, verdade seja dita, Frédéric Tellier e a sua equipa fizeram um bom trabalho ao mostrar e contextualizar todos os processos da investigação e do caso em geral, levando-o até ao momento do julgamento e a um dos momentos mais impactantes do mesmo. 

A história real é, em si, muito rica e dinâmica, sendo por isso uma excelente base para um bom thriller criminal. Mas há que ser atribuído mérito à equipa de Tellier por não se ter perdido em clichês e detalhes inócuos para se forcar nos grandes pontos e nos principais destaques de um longo caso criminal, sendo que 90% da energia do filme é dedicada e bem ao caso, e não aos dramas pessoais de quem o rodeia. 

A juntar a um argumento competente e a uma direção sagaz, "L'Affaire SK1" beneficia também de um elenco acima de média que ajuda a dar corpo a uma trama já de si interessante, mas que ganha com interpretações criativas uma maior dinâmica emocional.


Classificação - 3,5 Estrelas em 5

Enviar um comentário

0 Comentários