Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - Songbird (2021)

 Songbird, Um Filme Que Leva a Pandemia Covid-19 Para Caminhos Mais Negros e Que é Produzido Por....Michael Bay

Realizado por Adam Mason

Com K.J. Apa, Sofia Carson, Craig Robinson,


Foi no final de 2020 que demos a conhecer "Songbird" (Título Português: "Imunes"), um thriller pós-apocalíptico sujeito à temática pandémica e com correlação direta com o vírus Covid-19, já que o inimigo silencioso desta história é outro vírus intitulado Covid-23 que é bem mais violento e transmissível que o seu parente real.  

É claro que já se sabia que era só uma questão de tempo até que Hollywood apostasse em grandes produções com uma temática sujeita à Pandemia, isto sabendo desde logo que "Contagion" (2013), de Steven Soderbergh, foi, em 2020, um dos filmes mais visto em todo o mundo devido às suas parecenças com os eventos reais da pandemia atual. Uma das primeiras tentativas foi o drama "Lockdown" da HBO que recebeu, como se sabe, críticas pouco lisonjeadoras. E na mesma linha pouco abonatória surge agora "SongBird".

Produzido por Michael Bay, o mestre dos blockbusteres e o homem por detrás da saga "Transformers", este thriller transporta-nos até ao ano de 2024, onde encontramos um casal (interpretado pelos jovens atores K.J. Apa e Sofia Carson) que foi separado pela pandemia do COVID-23, um vírus que resulta de diversas mutações do vírus Covid e cuja última versão, mais mortífera, acabou por se transformar no vírus mas perigoso do planeta. Por causa do Covid-23, o Mundo criou novas restrições que visam impedir o alastrar da pandemia e maior parte dos governos começaram a colocar os doentes com Covid em campos controlados que mais se assemelham a prisões. Será que os dois apaixonados se vão reencontrar no meio do caos?

Esta é uma abordagem muito mais negra e pesada da premissa pandémica, sendo ainda mais pesada que o que é retratado, por exemplo, em "Contagion" que, apesar de apresentar um vírus igualmente mortal, acaba por o desenvolver num cenário bem mais realista. E realismo é algo que falta a esta obra, cujo grande intuito é aproveitar o sentimento de pânico e de grande incerteza gerado pela atual pandemia para catapultar um cenário bem mais negro e exagerado do contexto pandémico. E, assim, "Songbird" acaba por ser um filme que chama sem dúvida a atenção de qualquer um, mas que não acompanha com qualidade e imaginação esta atenção mediática inerente. 


Classificação - 2 Estrelas em 5


Enviar um comentário

0 Comentários