Pérolas Indie - The Big Sick (2017)

Realizado por Michael Showalter
Com Kumail Nanjiani, Ray Romano, Zoe Kazan
Género - Romance

Sinopse - Um aspirante a comediante paquistanês, cria instantaneamente uma ligação com uma jovem estudante, Emily, depois de um espetáculo de stand-up. O que ambos esperavam como apenas um momento numa noite, transforma-se rapidamente em algo mais profundo, o que vem a entrar em conflito com o que os pais de Kumail, muçulmanos tradicionais, perspectivam para ele. Quanto Emily é internada com uma misteriosa doença, Kumail é forçado a ultrapassar esta crise médica, juntamente com Beth e Terry, os pais de Emily, que ainda não conhecia, ao mesmo que trava uma guerra emocional entre a sua família e o seu coração.

Crítica - Embora não seja um ator de primeira linha em Hollywood, Kumail Nanjiani é uma cara bem conhecida do grande público, nomeadamente daqueles que gostam de sitcoms norte-americanas, já que participou em várias produções conhecidas do género, como "Silicon Valley" ou "Portlandia". Nanjiani é também o protagonista de "The Big Sick", uma surpreendente comédia romântica com uma elevada qualidade a todos os níveis, cuja trama é baseada na adorável e emotiva história de amor que juntou Nanjiani com a sua atual esposa, Emily. Este toque pessoal confere uma magia ímpar ao filme, sendo que o próprio Nanjiani ajuda imenso a personalizar a história e a torná-la ainda mais impactante. 
A história em si é bastante tocante, sendo o exemplo perfeito de uma impressionante história de amor que ultrapassou barreiras culturais, médicas e humanas para alcançar o tão desejado final feliz. Embora tenha, na sua base, uma forte componente dramática, a trama de "The Big Sick" nunca cai na tentação do melodramatismo. Todo o drama existente é bem equilibrado com uma impactante componente romântica, mas acima de tudo por uma refrescante vertente humorística que representa, na perfeição, os feitios de Kumail Nanjiani e da sua Emily, também muito bem interpretada por Zoe Kazan. Todo o elenco do filme é, aliás, excelente. 
Como já consegue depreender pelo que foi dito, "The Big Sick" não é, de todo, uma comédia romântica banal. É um filme com conteúdo que se preocupa com o equilíbrio e que consegue, efetivamente, harmonizar com categoria a comédia, o drama e o romance. O resultado deste equilíbrio é numa história sensibilizante e refrescante que convence e entretém. É, no fundo, uma cativante comédia romântica que ajuda a revitalizar a pobre imagem do género e que tem o potencial necessário para oferecer um entretenimento de luxo ao grande público. 

 Classificação - 4 Estrelas em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana

Membro Oficial

Membro Oficial