Full width Top advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Crítica - Couples Retreat (2009)

Crítica - Couples Retreat (2009)

Realizado por Peter Billingsley
Com Vince Vaughn, Jason Bateman, Faizon Love, Jon Favreau

As produções humorísticas profundamente comerciais e superficiais raramente aparecem nos cinemas norte-americanos durante esta época natalícia, no entanto, existem excepções à regra como aconteceu por exemplo com “Couples Retreat”, uma comédia romântica altamente imperfeita sobre as vicissitudes dos principais problemas conjugais que afectam os casamentos dos norte-americanos, problemas que são exteriorizados pelas histórias individuais dos quatro casais, aparentemente apaixonados mas altamente disfuncionais, que protagonizam esta história. Os casais em questão embarcam numa viagem supostamente relaxante até uma famosa estância turística especializada em terapias conjugais, um dos casais pretende utilizar esta oportunidade para tentar encontrar alternativas à separação mas os outros três, preferem aderir à ignorância e usufruir das luxuosas instalações da paradisíaca instância, no entanto, cedo descobrem que a terapia conjugal é obrigatória para todos e agora, cada um dos intervenientes terá de analisar a fundo a sua própria vida e a sua relação matrimonial, mesmo que isso acarrete algumas surpresas pouco agradáveis.


O desenvolvimento narrativo de “Couples Retreat” é constantemente pautado por sequências humorísticas profundamente desinteressantes e qualitativamente insuficientes que simplesmente não convencem ou divertem os espectadores. O romance também marca presença em “Couples Retreat” através de vários momentos que explicitam os apaixonantes fundamentos das relações amorosas das personagens principais e os corrosivos problemas conjugais que as afectam quotidianamente, no entanto, as consequências dessas "pequenas" divergências conjugais não são convenientemente ou realisticamente exploradas pela narrativa, porque deturpariam inevitavelmente a conclusão previsivelmente feliz desta história romântica. A realização de Peter Billingsley também não é brilhante, muito pelo contrário, é artisticamente inconsistente porque raramente aproveita as magníficas paisagens naturais provenientes dos cenários paradisíacos para rentabilizar os inúmeros momentos românticos presentes nesta produção. O elenco é composto por vários actores cómicos de reputação internacional, no entanto, apenas os protagonistas masculinos conseguem convencer porque nos apresentam performances de alguma qualidade humorística, nomeadamente Vince Vaughn e Jon Favreau. Os momentos românticos e humorísticos que nos são apresentados em “Couples Retreat” são qualitativamente incompetentes e, portanto, não deverão entreter os espectadores que apreciem comédias que realmente apelem à diversão e à boa disposição.

Classificação – 1,5 Estrela Em 5

1 comentário:

  1. Pelo seu texto é mais uma comédia fraca, do tipo para assistir apenas quando passar na tv.

    Abraço

    ResponderEliminar

Bottom Ad [Post Page]